Bruno & Marrone – Show inédito “Ensaio”

Bruno & Marrone apresentam show inédito da turnê “Ensaio” no dia 28 de julho (sexta-feira) no Grande Auditório do Teatro Positivo em Curitiba. A dupla, considerada referência entre os sertanejo por acumular sucessos consecutivos, apresenta sucessos dos 30 anos de carreira (2016) com cenário moderno, produção que acompanha a turnê com leds e luzes e banda completa.

Romantismo, ritmos dançantes e os boleros, orquestram o repertório. “Dormi na praça”, “Choram as rosas” e “Por um minuto” são alguns sucessos marcantes dos amigos que estão presente no show.  No repertório estão sucessos dos 30 anos de estrada, além de músicas do DVD “Ensaio” que tem destaque para a mais nova música de trabalho “Enquanto eu brindo cê chora”. A grande magia deste show acompanha a máxima de que a dupla só melhora com o tempo e a cada dia suas canções caem mais no gosto do povo.

A apresentação acontece no dia 28 de julho (sexta-feira) às 21h15 (abertura das portas às 20h15) no Teatro Positivo (Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido). Os ingressos estão à venda pelo Disk Ingressos (http://www.diskingressos.com.br/evento/5363) ou (41) 3315-0808. Os ingressos custam de R$140,00 a R$660,00. Meia-entrada para Estudantes, Idosos, Doadores de Sangue, Professores, Portadores de Necessidades Especiais, Portadores de Câncer. Descontos especiais (50% de desconto) para Cartão Fidelidade Disk Ingressos (titular + 1); Programa de Benefícios do Teatro Positivo (titular + 1); Associados OAB com carteirinha funcional OAB/PR; Funcionários da CAA/PR e OAB/PR com apresentação do crachá. Descontos não cumulativos. Não se aplicam a outros descontos concedidos por Lei e outras promoções. A classificação é livre. A produção e realização é da RW 7 Production & Entertainment e parceria com a CWB Brasil. Saiba mais em http://www.facebook.com/Rw7ProductionEntertainment.

Bruno & Marrone

“...seu guarda eu não sou vagabundo, não sou delinqüente, sou um cara carente eu dormi na praça, pensando nela. Esse foi o refrão mais cantado no ano 2000. Enquanto a música ecoava pelo país, uma pergunta surgia: Quem canta aquela “música da praça”? Passados alguns anos, não restava nenhuma dúvida, os cantores de “Dormi na Praça” e de dezenas de sucessivos hits são Bruno & Marrone agora, completam 30 anos de carreira neste ano (2016), tem 18 CD’s e 6 DVD’s gravados. 

História que para muitos parece recente, mas não é. Vinícius e José Roberto, nomes de batismo dos dois, se conheceram por uma das obras que só o destino é capaz de causar. O cantor Leonardo, amigo comum dos dois, apresentou. Marrone tinha um sonho de formar uma dupla, mas ainda não tinham encontrado o parceiro ideal.

Bastou um encontro, um violão e uma canção para que se cumprisse o que Alguém, seguramente, escreveu. Isso mesmo, quais seriam as reais chances de um balconista de farmácia conhecer um filho de trabalhadores rurais, sem frequentarem os mesmos lugares e, nem mesmo, terem amigos em comum? O que na verdade os uniu foi o sonho de ambos, seguir carreira como cantores. 

Temperamentos diferentes, humores e opiniões também. A pura tradução da tão conhecida lei da física de que os opostos se atraem. Diríamos mais: Se atraem e se completam! E foi isso que fez e faz com que Bruno & Marrone estejam juntos há 30 anos. Eles se tornaram irmãos de alma.

Toda essa união não seria suficiente se eles não tivessem determinação. Paciência tinha outra denominação para a dupla, certeza. No fundo Bruno & Marrone sabiam que o dia deles chegaria. Esperaram 10 anos para gravar o primeiro CD. Enquanto isso, cantavam pelos bares da vida. Conheciam pessoas, sentimentos e situações que fariam de Bruno um dos maiores compositores da história da música sertaneja.

Os anos de espera deram maturidade, sabedoria e finalmente a grande chance de vencer. Depois de portas e portas fechadas, decidiram tomar as rédeas da carreira. Regravaram, “Dormi na praça”, canção gravada no primeiro álbum, e sinalizaram para a gravadora que seria essa a faixa de trabalho. Não deu outra! De 2000 para cá, Bruno & Marrone venderam mais de dez milhões de CDs, seus DVD's encabeçam a lista dos mais vendidos. Ganharam um Grammy Latino, suas músicas invadiram as rádios e conquistaram o país de norte a sul. Não seria justo, citar alguns sucessos. Porque faltariam muitos outros, podem apostar.

Hoje a realização de Bruno & Marrone tem forma de multidão de fãs. Fãs que lotam os shows e fazem da dupla recordista de público por onde passa, fãs de todas as idades. Fãs que levaram Bruno & Marrone as lágrimas em Goiânia, ao cantarem no palco principal da Exposição Agropecuária.  Bruno & Marrone figuram entre os maiores expoentes do mercado fonográfico no Brasil e estão nesta estrada há 30 anos, a data deve ganhar um DVD comemorativo até o final deste ano. Recentemente os artistas se uniram à Chitãozinho e Xororó e gravaram o projeto Clássico, DVD que reúne sucessos de ambas as duplas e algumas inéditas, o trabalho deve ser lançado em outubro de 2016. 

Ouvir Bruno & Marrone é como ouvir o nosso coração, com batidas traduzidas em forma de melodia, sentimentos em forma de letras e interpretadas por vozes que revelam nossas emoções. Num tom sempre alto, sempre afinado e sempre marcante.

 

Serviço:
Bruno & Marrone – Show inédito “Ensaio” com B&M e banda completa
Data: 28/07 (sexta-feira) – 21h15 (abertura do teatro às 20h15)

Local: Teatro Positivo (Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido) Ingressos à venda: http://www.diskingressos.com.br/evento/5363 ou (41) 3315-0808
Ingressos: Setor Azul: Esgotado; Setor Vermelho: R$180,00 (R$90,00 meia-entrada); Setor Branco: R$220,00 (R$110,00 meia-entrada); Setor Laranja: R$280,00 (R$140,00 meia-entrada); Setor Verde: R$340,00 (R$170,00 meia-entrada); Setor Cinza: R$420,00 (R$210,00 meia-entrada); Setor Amarelo: R$480,00 (R$240,00 meia-entrada); Setor Rosa: R$540,00 (R$270,00 meia-entrada); Setor Marrom: R$660,00 (R$330,00 meia-entrada).
Meia-entrada: Estudantes, Idosos, Doadores de Sangue, Professores, Portadores de Necessidades Especiais, Portadores de Câncer.
Descontos especiais: 50% de desconto para Cartão Fidelidade Disk Ingressos (titular + 1); Programa de Benefícios do Teatro Positivo (titular + 1); Associados OAB com carteirinha funcional OAB/PR; Funcionários da CAA/PR e OAB/PR com apresentação do crachá. Descontos não cumulativos. Não se aplicam a outros descontos concedidos por Lei e outras promoções.
Classificação: Livre

 

Tontura em crianças pode ser grave

A tontura é qualquer sensação de alteração no equilíbrio corporal. São vários os tipos de tontura, sendo a do tipo rotatória e denominada como vertigem a mais comum. Neste tipo, a criança sente o ambiente girar ao seu redor ou tem a sensação de seu corpo estar rodando.

A tontura em crianças ocorre com mais frequência do que se imagina e chega a oscilar em 15%, segundo estudos da Universidades Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), em crianças em idade escolar. Porém, para a Dra. Marcia Kii, Otorrinolaringologia do Instituto Ganz Sanchez, essa incidência pode ser maior. “Como ocorre a dificuldade no reconhecimento do sintoma pois as crianças costumeiramente não relatam como tontura e sim como dor de cabeça e dor de barriga. Existe também a dificuldade na identificação pelos pais, pediatras, neurologistas e otorrinolaringologistas, o que sugestiona que esse índice tende a ser superior”, detalha a médica.

Dependendo do motivo, a partir de meses de vida a criança já pode sentir tontura e as causas mais frequentes são a enxaqueca vestibular, insuficiência unilateral vestibular devido à labirintite, vertigem de posicionamento, além das síndromes somatoformes, quando há a presença do sintoma físico, porém, sem alteração clínica evidente, sendo mais comum em adolescentes.

Marcia Kii, doutora em ciências pela Faculdade de Medicina da USP, explica que a vertigem pode ser causada por um desprendimento dos cristais contidos dentro do labirinto. “Os cristais que ficam no labirinto, região que proporciona o equilíbrio, saem do lugar  habitual e assim surge a sensação de tontura. Esse distúrbio tem sido encontrado com muita frequência nos dias de hoje devido aos erros alimentares e hábitos de vida inadequados.”

A Enxaqueca Vestibular, que ocorre no sistema nervoso, se trata da associação entre a enxaqueca e as tonturas pode ser a responsável por até 40% das vertigens em crianças de até os dez anos de idade e podem ser enumeradas muitas causas para os distúrbios de equilíbrio: "A lista é extensa para as causas, como o traumatismo craniano, a neurite vestibular. Até mesmo problemas comuns como as rinites, gripes e resfriados que obstruem a tuba auditiva e levam frequentemente ao acúmulo de líquido na orelha média e otites, e também efeitos colaterais de alguns medicamentos podem ser considerados na investigação da criança com este tipo de sintoma”, detalha a médica,

Os pais e os médicos devem ficar atentos para a realização de uma audiometria, exames laboratoriais e de outros, de acordo com o quadro de cada paciente para que se que possa identificar a origem da vertigem, como explica Dr. Márcia Kii: “A vertigem pode ter uma infinidade de causas sistêmicas, como distúrbios vasculares, metabólicos, hepáticos, sanguíneos (anemia), infecciosos (parasitoses intestinais) e inúmeras doenças que causam este sintoma como parte de seu quadro clínico.”

Com frequência, ocorrem as perturbações funcionais do sistema vestibular infantil e as alterações no desenvolvimento motor (representações de partes do corpo e orientação, além da posição dentro do ambiente podem sofrer alterações). “ Como consequência, além do aspecto do desenvolvimento motor, a linguagem falada e escrita pode ser prejudicada, assim como seu comportamento psicológico. Além disso, o rendimento escolar pode cair, pois atinge as funções cognitivas, até levar ao um isolamento social.”, complementa a especialista.

Dra. Marcia Kii detalha os principais sintomas apresentados pelas crianças que sofrem com a tontura:

- Mal-estar indefinido; dores de barriga frequentes e sem causa, além de cefaleia (principalmente após os movimentos). Náuseas, vômitos, enjoo em veículos e distúrbios visuais são comuns.

- Medo de altura, inabilidade para realizar movimentos coordenados, dificuldade em permanecer por muito tempo na mesma posição e assim procurar sempre por uma que seja mais confortável para que tenha sensação de equilíbrio.

- Cansaço excessivo (sem explicação), agitação, dificuldade de concentração, mudança súbita de comportamento, perturbações do sono e sensibilidade aos sons ocorrem com frequência e as crianças menores podem ter dificuldade em retirar a fralda.

-  Percepções imprecisas de tamanho, peso, estrutura corporal, de dimensões de objetos, da distância, da posição espacial ou da relação com objetos circundantes, quedas ou tendência às quedas.

- Atraso de desenvolvimento motor, da linguagem escrita ou falada.

- Evita determinados brinquedos (brinquedos altos ou que geram movimentos, como gira-gira e montanha russa), além do isolamento ou dificuldade de se socializar durante o recreio.

Como tratar?

Dra. Márcia detalha que, em média, recebe 2 a 3 pacientes por mês em seu consultório, muitos deles adolescentes, informa que o tratamento está baseado primeiramente na realização de exames, reeducação alimentar e postural, fisioterapia, psicoterapia, em medicamentos, além da reabilitação vestibular.

Sobre a médica:

Dra. Márcia Kii é Otorrinolaringologista do Instituto Ganz Sanchez com doutorado em Ciências pela Disciplina de Otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina da USP e Especialista em Zumbido, Hipersensibilidades auditivas e outras afecções do ouvido.

 

Darth Vader retorna em concerto da OFC

Mais uma vez o público será surpreendido por um concerto inédito da Orquestra Filarmônica de Curitiba. Depois de Fantasia e Cinema in Concert, a diretora geral do Observatório das Artes, Kika Marquardt, apresenta o Clássicos da TV sob regência do maestro Alexandre Brasolim. Será apenas uma sessão, dia 28 de maio, às 16h, no Teatro Positivo.

O programa contempla as aberturas de diversos seriados internacionais e nacionais da década de 70 aos dias atuais. Dividido em oito categorias, o concerto passeia por trilhas de Dallas, Miami Vice, Jeannie é um Gênio, Smalville, Games of Thrones, Arquivo X, Doctor Who, Malhação, entre outros. Para as crianças há um momento especial quando serão tocadas as aberturas de Os Smurfs, Os Muppets, Vila Sésamo, Sítio do Pica Pau Amarelo.

Quem esteve no Cinema in Concert realizado em abril vai rever um personagem que a plateia ovacionou. Darth Vader retorna para surpreender o público durante a trilha de Star Trek. Os ingressos já estão à venda pelo Disk Ingressos a R$ 40 a meia entrada. A meia entrada é válida para doadores de sangue, estudantes, idosos, PNE´s, professores, portadores de câncer, cartão fidelidade Disk Ingressos e cartão Criança na Plateia. Criança a partir de dois anos precisa de ingresso. Mais informações pelo 41 3315 0808.

Sobre a Orquestra Filarmônica de Curitiba: foi criada em 2012, com o objetivo de proporcionar uma performance de excelência, realizando concertos diferenciados. É formada por músicos locais renomados que também fazem parte de grandes grupos, como a Orquestra Sinfônica do Paraná e a Camerata Antiqua de Curitiba. Seu repertório é amplo e diversificado, transitando entre a música clássica e a popular.  Mais informações, no site  www.ofc.art.br ou pela Fanpage  www.facebook.com/ofcuritiba.

Serviço

O que: Concerto Clássicos da TV

Onde: Teatro Positivo Grande Auditório

Quando: 28 de maio às 16h

Quanto: R$ 40 a meia entrada à venda pelo Disk Ingressos e na bilheteria do teatro

Crédito de foto: Rodrigo Félix

 

Rhapsody se apresenta em Curitiba

Surgida em 1997, a banda italiana Rhapsody passou a ser aclamada em todo o mundo projetando-se no universo do power metal sinfônico, vertente que agrega um heavy metal rápido a sonoridades épicas e orquestrais, embalado por letras inspiradas em sagas medievais. Esta banda ícone do estilo reuniu sua formação original para a turnê de despedida Rhapsody 20th Anniversary Farewell Tour, que passa por Curitiba em 12 de maio (sexta-feira), em única apresentação na Ópera de Arame. Os ingressos já estão à venda.

 


Nesta ocasião, estarão no palco os músicos que fizeram parte da formação clássica: Fabio Lione (atualmente vocalista da banda brasileira de heavy metal Angra e de mais duas bandas italianas), Luca Turilli, Dominique Leurquin (guitarras), Patrice Guers (baixo) e Alex Holzwarth (bateria). Para os fãs brasileiros, será a única (e também a última) chance de ver esta banda ao vivo.

A atual turnê celebra o aniversário de 20 anos de lançamento do segundo álbum da banda, o aclamado “Symphony Of Enchanted Lands”. O repertório contará com todas as músicas deste disco e também com outros clássicos da trajetória do Rhapsody. Será a oportunidade de conferir ao vivo todas as músicas de “Symphony Of Enchanted Lands”, incluindo “The Dark Tower Of Abyss”, “Beyond The Gates Of Infinity” e “Wings Of Destiny”, que nunca foram tocadas ao vivo antes.

Ao todo, a banda fará seis apresentações no Brasil, passando também pelas capitais Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Florianópolis e Belo Horizonte. A apresentação em Curitiba (penúltima escala brasileira da turnê) tem produção da Top Link, Planeta Brasil e 302 Produções.

Power metal sinfônico
Rhapsody é lembrada como uma das principais bandas do mundo a aliar o power metal (uma subdivisão do heavy metal influenciada pelo acelerado speed metal, o que lhe confere uma sonoridade mais rápida) com referências a música clássica e barroca, com narrações líricas e letras que geralmente tratam de temas típicos das sagas medievais, como a luta entre e o bem e o mal, batalhas, guerreiros, donzelas e seres fantásticos como dragões e anjos.

Entre as principais referências do grupo, podem ser citados os livros de J.R.R. Tolkien (autor da saga “O Senhor dos Anéis”) e compositores clássicos como Beethoven, Vivaldi, Dvorák e Paganini.

É interessante citar que o Rhapsody teve a oportunidade de contar com a participação do Christopher Lee (1922 - 2015) em um de seus trabalhos. O célebre ator que interpretou o mago Saruman nos filmes da trilogia “O Senhor dos Anéis” foi o narrador das histórias do álbum "Symphony Of Enchanted Lands part II" e participou do videoclipe da música "The Magic of the Wizard's Dream".

Serviço:
Show com Rhapsody - 20th Anniversary Farewell Tour

Data e horário: 12 de maio (sexta-feira) às 20 horas
Local: Ópera de Arame (Rua João Gava, 874 – Abranches (Curitiba, PR)
Ingressos à venda nas lojas Túnel do Rock, Dr. Rock Centro, Hand & Made Music Shop e Monstros do Rock, e pelo site www.ticketbrasil.com.br. Plateia: R$ 80 (meia) e R$ 160 (inteira). Plateia Premium: R$ 115 (meia) e R4 230 (inteira).
Classificação: 14 anos (menores somente acompanhado do responsável, é necessário levar documento de identidade)
Telefones para informações: (41) 3362-1302 / 99222-0316
Página do evento no Facebook: http://goo.gl/iSqXK5

 

La La Land: A nostalgia conquista Hollywood

Vencedor de sete estatuetas do Globo de Ouro, o musical é um dos favoritos ao Oscar 2017

imagem release 843217

La La Land – Cantando Estações, dirigido por Damien Chazelle, é um sucesso de bilheteria nos EUA fazendo algo que tem sido muito comum em Hollywood por pelo menos uma década: olhando para trás e repetindo o estilo de filmes já consagrados. Porém, diferentemente dos constantes remakes e produções que repetem fórmulas de antigamente e apagam a criatividade dos tempos atuais, La La Land inova por fazer com que o passado sirva como uma releitura moderna. Assim, o filme dá um novo ângulo para apreciar o presente ao mesmo tempo em que traz a alegria de um musical clássico.

O filme começa com uma das cenas contemporâneas mais habituais de uma cidade grande: o engarrafamento de carros que parece não ter fim. É neste cenário que os personagens principais, Sebastian (Ryan Gosling) e Mia (Emma Stone), se esbarram pela primeira vez. O estresse do trânsito serve como pano de fundo para uma incrível dança e coreografia que traz leveza à cena difícil que é comum na realidade.

imagem release 843147

Cenas de estresse familiares não são as únicas coisas modernas que dão a La La Land um caráter único. Diferentemente de musicais como Cantando na Chuva, que inspirou fortemente o filme, Iphones e outros objetos da vida cotidiana influenciam o romance e aparecem em momentos críticos da história. Mais interessante ainda é que com tudo isso, os lugares de filmagem escolhidos pelo diretor, assim como a bela fotografia da produção e musica cativante, fazem com que o espectador seja transportado para a era de ouro dos musicais. Assim, a inocência de um clássico dá a estas cenas e objetos do dia a dia um novo sentido. Deste modo, ao invés de fazer quem assiste escapar de uma realidade maçante para uma mais colorida de um musical, La La Land mostra que a vida ainda pode ser divertida.  

Como se não bastasse celebrar a alegria de viver no presente, La La Land – Cantando Estações também moderniza o musical clássico dando ao espectador um final surpreendente, que ficará eternizado. Para aqueles que moram nas grandes cidades, enfrentar o tráfego depois de assistir o filme ficará mais fácil, mesmo que momentaneamente. 

* Texto escrito por: Daniel Bydlowski é cineasta brasileiro com Master in fine Arts pela University of Southern of California e doutorando na University of California, em Santa Barbara, nos Estados Unidos. É membro do Directors Guild of America. Trabalhou ao lado de grandes nomes da indústria cinematográfica como Mark Jonathan Harris e Marsha Kinder em projetos com temas sociais importantes. Atualmente, está produzindo Nano Éden, primeiro longa em realidade virtual em 3D. 

Leia também
Capitão Fantástico
Crítica do filme | O Contador
O Vendedor de Sonhos” é sucesso

Última atualização em Seg, 09 de Janeiro de 2017 16:21
 

Apertando a mão de um escritor

Apertei há pouco a mão de um escritor mais antigo.
Não eram mãos comuns. Eram as mãos de um grande escritor.
Suas mãos tocaram as de Clarice. As do Nelson. Até as mãos trêmulas do Bispo do Rosário.
E tocaram as minhas, as mãos de um desconhecido.
Não era um escritor pop. Não tiramos nenhuma selfie.
Momentos assim ficam guardados
em um lugar que nem o Tempo pode tocar,
um lugar que ele reside e chama de
Inventário das Sombras.
Um escritor de verdade.

 

Diego Gianni

 


Página 1 de 11
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.