Museu Ferroviário realiza 1º Concurso de Maquetes

1539889318Maquetas desenvolvidas por alunos da rede pública estarão expostas no museu e o público
votará na sua preferida (Foto: Divulgação)

 

 

O Museu Ferroviário de Curitiba, localizado dentro do Shopping Estação, realiza de 19 a 21 de outubro o “1° Concurso de Maquetes”, com maquetes produzidas por alunos do Colégio Estadual Dr. Xavier da Silva. A ação tem como objetivo resgatar a memória ferroviária do Paraná, incentivar a cultura e promover a educação de uma maneira lúdica.

Três maquetes serão expostas no saguão do museu e o público poderá votar na sua preferida até este domingo (21). No fim do mês, o aluno campeão receberá uma premiação do museu.

O projeto começou em julho deste ano, quando estudantes de 13 e 14 anos fizeram uma visita guiada ao museu. De lá para cá, as maquetes começaram a ser desenvolvidas em sala de aula, com base no que eles viram e aprenderam. Os próprios alunos fizeram uma pré-seleção dos projetos que estão expostos no museu, para votação do público.  

maquete 2 
Concurso de maquetes (Foto: Divulgação)

maquete 1 

Sobre o Museu Ferroviário

O Museu Ferroviário de Curitiba é o único museu dentro de um shopping do país. Ele abriga o prédio histórico da antiga Estação Ferroviária que ligava Curitiba à Paranaguá, de 1885 a 1972, com duas locomotivas a vapor originais e mais 600 peças originais como mobiliários, telefones, telégrafos e apitos. A entrada é gratuita.

SERVIÇO

1° Concurso de Maquetes

Data de votação: de 19 a 21 de outubro.

Horário: sexta e sábado, das 10h às 18h, e domingo das 11h às 19h.

Local: Museu Ferroviário de Curitiba, piso L1 do Shopping Estação.

Endereço: Av. Sete de Setembro, 2.775, Rebouças - Curitiba (PR)

Última atualização em Qui, 18 de Outubro de 2018 17:46
 

Cama, Banho e Everywear em coleção da Trousseau chega a Curitiba

Marca apresenta produtos para as linhas Cama, Banho e Everywear

CostieraNova Coleção Trousseau (Foto: Divulgação)

 

As novidades da nova coleção da Trousseau – já disponível na loja do Pátio Batel,apontam as tendências de cores e estampas para o fashion home. Sob o olhar atento de Adriana e Romeu Trussardi Neto, os novos produtos chegam com qualidade ímpar atrelada ao know-how dos melhores especialistas da área têxtil. 

A Trousseau criou a campanha #True_Selfie, que busca incentivar os momentos reais da vida, mostrando a verdade além dos vídeos e fotos postadas nas redes sociais. Com a tag, a marca visa estimular o registro das vivências que os produtos Trousseau traduzem: conforto, aconchego e paz em ambientes do cotidiano.

As novas linhas Foresta, Costiera, Ferrara, Parasol e Salina, pontuam as novas linhas e seguem com delicadeza os cortes e acabamentos dos tecidos e a leveza das texturas. Todos os itens são compostos por jogos de lençóis, capas de almofadas, mantas e colchas, confeccionados com tecido de algodão italiano. Os estampados contam ainda com o tratamento patenteado Dream Touch. E, para completar as novidades, a linha Everywear está renovada com peças que compõem looks exclusivos para o dia a dia.

Foresta 2
Nova Coleção Trousseau (Foto: Divulgação)

Costiera 2
Nova Coleção Trousseau (Foto: Divulgação)

Um pouco sobre a nova coleção:

FORESTA 

Inspirada na natureza e na floresta tropical, esta é uma linha com cores tênues e delicadas para uma proposta romântica e enriquecida com as novidades dos pássaros. 

COSTIERA

Costiera é a proposta antenada do verão europeu, um mix-and-match que combina o azul do mar da Costa Amalfitana com o branco das costas de pedras dessa região da Itália. A cama se compõe de um mix de desenhos geométricos: listra, xadrez e pois. As fronhas e o duvet são dupla-face: listrado e xadrez; a colcha é double-face xadrez e pois. O lençol de baixo é azul mar liso e existem duas opções de cores para os acessórios: azul e laranja - que remete aos frutos (laranjas e tangerinas) típicos do Mediterrâneo.

FERRARA

A linha é uma proposta floral inspirada nos campos de flores ao redor da cidade de Ferrara, na Emilia Romagna, região da Itália entre Milão e Florença. As flores de papoula - normalmente vermelhas - foram coloridas em tons de amarelos e bege bem delicados. O acabamento é ajour e o lençol de baixo é bege delicado e liso, ressaltando a proposta romântica. Os tons lisos e claros também prevalecem nos acessórios.

PARASOL

Inspirado nos ombrellones típicos das ilhas de Peloponneso na Grécia, a coleção privilegia os desenhos geométricos.  As propostas das cores seguem em tons e nuances de cinza e amarelo, inspirado no limão siciliano, um dos frutos mais cítricos do verão Mediterrâneo.

SALINA

Proposta no tecido Fine Extra Resistant Percale Cotton, made in Italy, o bordado remete as salinas: blocos de sal que ainda hoje existem e são típicos de uma ilha da Sicilia, onde o sal é tirado do mar de forma artesanal. Os tons bege e off white sugerem uma coleção mais contemporânea e elegante. Almofadas e peseiras completam a linha.

SOBRE A TROUSSEAU

Com mais de 25 anos de atuação no segmento de cama, mesa e banho, a Trousseau virou sinônimo de luxo e de ineditismo. O estilo impecável aliado ao design exclusivo garante à marca, liderada pelo casal Adriana e Romeu Trussardi Neto, lugar de destaque tanto no mercado nacional quanto no internacional. Dos bordados delicados às estampas fashion e às matérias-primas de alta qualidade, a Trousseau faz questão de entregar aos seus clientes o que há de melhor também no universo do lifestyle. É com essa filosofia que a grife conquistou o merecido reconhecimento e uma legião de admiradores. Em Curitiba a Trousseau está localizada no Pátio Batel, sob o comando da empresária Lenise Pianowski Campos.

Última atualização em Ter, 16 de Outubro de 2018 17:12
 

Bodytech Crystal arrecada alimentos para crianças em reinclusão e famílias

Projeto Dorcas promove o desenvolvimento humano e oferece refeições diárias para famílias em situação de vulnerabilidade 

 

mao de crianca deficiencia getty images

Pensando em contribuir com quem mais precisa, a Bodytech Crystal firmou uma parceria com o Projeto Dorcas, que atua em Almirante Tamandaré (PR) para tornar as refeições das famílias em situação de vulnerabilidade social mais fartas e felizes. Nesse mês das crianças, a academia está arrecadando alimentos para destinar à comunidade atendida pelo projeto desde 1996. As doações serão recebidas na recepção da academia até o dia 30 de outubro.

O Projeto Dorcas está cadastrado no Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, portanto, vinculado diretamente ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e ao conselho Municipal de Ação Social (CMAS) de Almirante Tamandaré. Por isso, é reconhecido pelo poder público e pela população local como uma entidade séria e comprometida com o bem-estar da comunidade.

Além das refeições, o projeto promove atividades educacionais, culturais, esportivas a crianças e adolescentes e capacitação profissional a adultos, assim como acompanhamento psicológico, assistência e educação em saúde, orientações sobre higiene, alimentação, cidadania e meio ambiente. Conheça mais sobre o projeto em: www.projetodorcas.com.br

Sobre Bodytech Crystal:

A Bodytech Company é conhecida como referência no mercado fitness e conta com 103 academias no Brasil: 57 Bodytech (53 próprias, uma franqueada e três clubes administrados) e 46 da marca Fórmula (com 15 próprias e 31 franquias). Em Curitiba, a unidade atua desde 2013 em um espaço de 1200 m², localizado dentro do Shopping Crystal, levando adiante o conceito wellness, que busca promover a saúde física e mental dos seus clientes. Dentre seus diferenciais estão os instrutores altamente qualificados, equipamentos de alto nível de padronagem, programas exclusivos de treinamento, aparelhos voltados para o treinamento funcional e as aulas coletivas diferenciadas, como o RefFit Pilates e as aulas de ciclismo e corrida.

SERVIÇO:

Bodytech Shopping Crystal
Rua Comendador Araújo, 731 - Batel Centro Acesso pelos pisos L1 e G3 - Curitiba – PR
Horário de funcionamento:
Segunda a sexta das 06h às 23h / Sábado das 09h às 18h / Domingo das 09h às 14h
Estacionamento gratuitopor 3 horas para os alunos.
Site:www.bodytech.com.br
Facebook: bodytech.academias
Twitter: @bt_bodytech
Instagram: @bt_bodytech

 

Bodytech Crystal arrecada alimentos para crianças em reinclusão e famílias carentes

Projeto Dorcas promove o desenvolvimento humano e oferece refeições diárias para famílias em situação de vulnerabilidade social

Pensando em contribuir com quem mais precisa, a Bodytech Crystal firmou uma parceria com o Projeto Dorcas, que atua em Almirante Tamandaré (PR) para tornar as refeições das famílias em situação de vulnerabilidade social mais fartas e felizes. Nesse mês das crianças, a academia está arrecadando alimentos para destinar à comunidade atendida pelo projeto desde 1996. As doações serão recebidas na recepção da academia até o dia 30 de outubro.

O Projeto Dorcas está cadastrado no Fundo Municipal da Criança e do Adolescente, portanto, vinculado diretamente ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e ao conselho Municipal de Ação Social (CMAS) de Almirante Tamandaré. Por isso, é reconhecido pelo poder público e pela população local como uma entidade séria e comprometida com o bem-estar da comunidade.

Além das refeições, o projeto promove atividades educacionais, culturais, esportivas a crianças e adolescentes e capacitação profissional a adultos, assim como acompanhamento psicológico, assistência e educação em saúde, orientações sobre higiene, alimentação, cidadania e meio ambiente. Conheça mais sobre o projeto em: www.projetodorcas.com.br

[[PICSTRIP]]

Sobre Bodytech Crystal:

A Bodytech Company é conhecida como referência no mercado fitness e conta com 103 academias no Brasil: 57 Bodytech (53 próprias, uma franqueada e três clubes administrados) e 46 da marca Fórmula (com 15 próprias e 31 franquias). Em Curitiba, a unidade atua desde 2013 em um espaço de 1200 m², localizado dentro do Shopping Crystal, levando adiante o conceito wellness, que busca promover a saúde física e mental dos seus clientes. Dentre seus diferenciais estão os instrutores altamente qualificados, equipamentos de alto nível de padronagem, programas exclusivos de treinamento, aparelhos voltados para o treinamento funcional e as aulas coletivas diferenciadas, como o RefFit Pilates e as aulas de ciclismo e corrida.

SERVIÇO:

Bodytech Shopping Crystal
Rua Comendador Araújo, 731 - Batel Centro Acesso pelos pisos L1 e G3 - Curitiba – PR
Horário de funcionamento:
Segunda a sexta das 06h às 23h / Sábado das 09h às 18h / Domingo das 09h às 14h
Estacionamento gratuitopor 3 horas para os alunos.
Site:www.bodytech.com.br
Facebook: bodytech.academias
Twitter: @bt_bodytech
Instagram: @bt_bodytech

Última atualização em Seg, 15 de Outubro de 2018 20:01
 

Novidade: Fábrica de slime anima o dia das crianças no Shopping Mueller

 

Fábrica de Slime
De 4 a 14 de outubro, o público infantil vai se divertir com a famosa geleca colorida

No Dia das Crianças, o Shopping Mueller irá apresentar uma atividade colorida, grudenta e muito divertida para os pequenos. É a Fábrica de Slime, que acontecerá no período de 4 a 14 de outubro, no piso L3. A nova mania do momento, o Slime, proporciona às crianças uma experiência sensorial que estimula o reconhecimento de formas, cores e texturas, além de favorecer a tonicidade muscular e a motricidade fina, ligada aos movimentos de precisão com as mãos e com os dedos. Com um cenário de 80 m², a brincadeira atenderá crianças de 4 a 14 anos e funcionará de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h. A capacidade é de dez crianças a cada 30 minutos.

Nos dias 6, 12 e 13 de outubro, das 14h às 17h, o evento receberá as digital influencers e slimers da marca Bubble Slime BR, Luana Esmanhoto Reese e Bianca Escudero de Oliveira. As convidadas participarão de algumas oficinas e também venderão os slimes da marca. As vagas para o evento são limitadas e o cadastro dos participantes serão realizados previamente no site do shopping (www.shoppingmueller.com.br) ou a partir do dia 4 de outubro no local do evento.

SERVIÇO:
Fábrica de Slime- Dia das Crianças no Shopping Mueller
Local: Avenida Cândido de Abreu, 127 - Centro Cívico – Piso L1 e L4
Datas:  4 a 14 de outubro
Valor: gratuito
Telefone: 41 3074-1000
Informações: http://www.shoppingmueller.com.br/
Facebook: http://www.facebook.com/MuellerCtba
Twitter: http://twitter.com/muellercwb
Instagram: @muellercwb 

Última atualização em Ter, 02 de Outubro de 2018 12:29
 

Testes genéticos contribuem para diagnóstico de câncer

1538155750 5bae68925c941 saude cancer de mama 20150517 001

Estima-se que entre 5 e 10% dos casos de câncer têm um forte componente hereditário

 

 

São Paulo, setembro de 2018 - Desde que a atriz norte-americana Angelina Jolie declarou, em 2013, ter realizado um exame que apontava um risco aumentado de desenvolver câncer de mama, muitas mulheres vêm considerando o teste genético que detecta alterações no DNA que podem levar ao surgimento de tumores malignos como uma espécie de pré-diagnóstico. No caso da famosa, o resultado indicava uma mutação em genes especificamente relacionados ao câncer de mama, elevando em 87% a probabilidade de desenvolver a doença, o que levou Jolie a realizar uma mastectomia bilateral preventiva, que consiste na retirada de ambos os seios sem que haja todavia a presença de nódulos cancerígenos.

À época, Jolie declarou que contava com um histórico familiar de câncer de mama e que optou pela cirurgia com apoio de uma equipe médica qualificada, que a apoiou na tomada de decisão. A hereditariedade um dos fatores de risco para casos de câncer de mama, mas vale lembrar que a genética familiar representa um percentual baixo de todos os diagnósticos da doença.

"Estima-se que entre 5 e 10% dos casos de câncer têm um forte componente hereditário, quando uma mutação transmitida de geração para geração é responsável por aumentar as chances de uma pessoa desenvolver a doença. Vale ressaltar, contudo, que exames como o realizado por Angelina Jolie indicam uma alteração que aumenta à predisposição ao câncer de mama, mas isso não é um diagnóstico da doença em si. É um indicativo de probabilidade aumentada, que pode ou não se concretizar", explica Raphael Parmigiani, biomédico e sócio-fundador do Idengene, laboratório de análises especializado em testes genéticos para ajudar no tratamento e prevenção de doenças.

Segundo o especialista, os testes genéticos são indicados apenas quando há um alto risco de mutações associadas ao histórico familiar de câncer de mama em parentes próximos (mãe e/ou irmã) e que tenham apresentado tumores com idade inferior aos 50 anos. Para se ter uma ideia, em 2017, o Brasil somou 60 mil novos casos de câncer, de mama entre mulheres. "Isso quer dizer que de toda apopulação feminina diagnosticadas com a condição neste ano, em média seis mil contam com um proponente genético importante que poderia ser identificado de maneira precoce diante dos resultados dos estudos de DNA e, eventualmente, até evitado a partir de cirurgia preventiva", pontua o Dr. Parmigiani.

Um dos pontos destacados pelo oncogeneticista neste sentido é que a análise de possíveis mutações genéticas hereditárias deva ser feita, preferencialmente, primeiro nas mulheres da família com diagnóstico efetivo de câncer de mama. Isso porque o material biológico coletado a partir do sangue ou da saliva do paciente em tratamento trará evidências mais precisas, que servirão de subsídios para outros membros da família caso ocorra a detecção de uma alteração hereditária. Para ele, a descoberta de um fator familiar do câncer deve ser entendida como mais uma aliada no aconselhamento preventivo da condição.

"Os benefícios são inúmeros, considerando a importância do diagnóstico precoce na luta contra o câncer. Ao identificarmos a presença de mutação em uma paciente com tumor de mama, tornamos muito mais preciso o direcionamento de medidas para detecção dessa mesma mutação em outras gerações da família", diz Parmigiani.

Entenda o teste genético

A finalidade principal do exame genético é identificar mutações em alguns genes que ampliam as chances do paciente em desenvolver a doença. Entre eles, destacam-se o BRCA1 e BRCA2, envolvidos em até 80% dos casos de câncer de mama e ovário hereditários.

O exame é muito simples e funciona assim: a partir de uma amostra de sangue ou saliva, o laboratório extrai o DNA do paciente. Os genes então são comparados a uma amostra saudável e, a partir disso, é possível identificar se há evidências de mutação. Em caso positivo, o ideal é que seja buscado aconselhamento médico especializado para definição da estratégia de acompanhamento.

"Vale lembrar que a mutação, se identificada, não significa que esta mulher terá necessariamente câncer, mas sim é um indicio de predisposição maior ao risco de desenvolver futuramente um tumor. Por isso, essa é uma ferramenta que pode levar a uma indicação de realização de exames preventivos com maior constância", reforça Parmigiani.

Quando o teste genético é recomendado

O exame é recomendado quando há um histórico familiar de câncer que sugira a possibilidade de mutação genética hereditária. O ideal é que pessoas de uma mesma família realize o teste após a identificação de mutação em parentes próximos (mãe ou irmã) que tenham sido diagnosticadas com a condição. Isso porque a análise se tornará muito mais assertiva.

"É importante que a paciente saiba que não basta ter o desejo de fazer o mapeamento genético. É preciso que um médico geneticista, ou mastologista, seja consultado previamente para que avalie a história familiar e com base nisso, se necessário, gere um pedido médico para realização do exame laboratorial", explica Parmigiani.

Segundo Parmigiani, alguns requisitos levam a um pedido de exame genético. Entre eles destacam-se:

- Familiares próximos com câncer de mama diagnosticado e que apresentaram mutação nos genes BRCA1 e BRCA2;
- Parentes de primeiro grau com histórico de câncer de mama antes dos 50 anos;
- Caso de câncer de mama masculino na família;

SOBRE O IDENGENE

Fundado em 2015, é um laboratório que oferece serviços para otimizar o cuidado com o paciente por meio da individualização do diagnóstico e tratamento. Possui forte atuação em testes moleculares aplicados à oncologia, tanto para a identificação de pacientes com síndromes de câncer hereditário quanto para a identificação de alvos terapêuticos para tratamentos mais assertivos. O tratamento oncológico atual é cada vez mais individualizado e o IdenGene se propõe a gerar informação personalizada em nível molecular.

Sua equipe técnica é formada por pesquisadores e cientistas com larga experiência em biologia molecular e genômica do câncer, com várias publicações científicas em revistas reconhecidas internacionalmente.

Para obter mais informações, visite: www.idengene.com.br

Testes genéticos contribuem para diagnóstico e tratamento no câncer de mama

Estima-se que entre 5 e 10% dos casos de câncer têm um forte componente hereditário

São Paulo, setembro de 2018 - Desde que a atriz norte-americana Angelina Jolie declarou, em 2013, ter realizado um exame que apontava um risco aumentado de desenvolver câncer de mama, muitas mulheres vêm considerando o teste genético que detecta alterações no DNA que podem levar ao surgimento de tumores malignos como uma espécie de pré-diagnóstico. No caso da famosa, o resultado indicava uma mutação em genes especificamente relacionados ao câncer de mama, elevando em 87% a probabilidade de desenvolver a doença, o que levou Jolie a realizar uma mastectomia bilateral preventiva, que consiste na retirada de ambos os seios sem que haja todavia a presença de nódulos cancerígenos.

À época, Jolie declarou que contava com um histórico familiar de câncer de mama e que optou pela cirurgia com apoio de uma equipe médica qualificada, que a apoiou na tomada de decisão. A hereditariedade um dos fatores de risco para casos de câncer de mama, mas vale lembrar que a genética familiar representa um percentual baixo de todos os diagnósticos da doença.

"Estima-se que entre 5 e 10% dos casos de câncer têm um forte componente hereditário, quando uma mutação transmitida de geração para geração é responsável por aumentar as chances de uma pessoa desenvolver a doença. Vale ressaltar, contudo, que exames como o realizado por Angelina Jolie indicam uma alteração que aumenta à predisposição ao câncer de mama, mas isso não é um diagnóstico da doença em si. É um indicativo de probabilidade aumentada, que pode ou não se concretizar", explica Raphael Parmigiani, biomédico e sócio-fundador do Idengene, laboratório de análises especializado em testes genéticos para ajudar no tratamento e prevenção de doenças.

Segundo o especialista, os testes genéticos são indicados apenas quando há um alto risco de mutações associadas ao histórico familiar de câncer de mama em parentes próximos (mãe e/ou irmã) e que tenham apresentado tumores com idade inferior aos 50 anos. Para se ter uma ideia, em 2017, o Brasil somou 60 mil novos casos de câncer, de mama entre mulheres. "Isso quer dizer que de toda apopulação feminina diagnosticadas com a condição neste ano, em média seis mil contam com um proponente genético importante que poderia ser identificado de maneira precoce diante dos resultados dos estudos de DNA e, eventualmente, até evitado a partir de cirurgia preventiva", pontua o Dr. Parmigiani.

Um dos pontos destacados pelo oncogeneticista neste sentido é que a análise de possíveis mutações genéticas hereditárias deva ser feita, preferencialmente, primeiro nas mulheres da família com diagnóstico efetivo de câncer de mama. Isso porque o material biológico coletado a partir do sangue ou da saliva do paciente em tratamento trará evidências mais precisas, que servirão de subsídios para outros membros da família caso ocorra a detecção de uma alteração hereditária. Para ele, a descoberta de um fator familiar do câncer deve ser entendida como mais uma aliada no aconselhamento preventivo da condição.

"Os benefícios são inúmeros, considerando a importância do diagnóstico precoce na luta contra o câncer. Ao identificarmos a presença de mutação em uma paciente com tumor de mama, tornamos muito mais preciso o direcionamento de medidas para detecção dessa mesma mutação em outras gerações da família", diz Parmigiani.

Entenda o teste genético

A finalidade principal do exame genético é identificar mutações em alguns genes que ampliam as chances do paciente em desenvolver a doença. Entre eles, destacam-se o BRCA1 e BRCA2, envolvidos em até 80% dos casos de câncer de mama e ovário hereditários.

O exame é muito simples e funciona assim: a partir de uma amostra de sangue ou saliva, o laboratório extrai o DNA do paciente. Os genes então são comparados a uma amostra saudável e, a partir disso, é possível identificar se há evidências de mutação. Em caso positivo, o ideal é que seja buscado aconselhamento médico especializado para definição da estratégia de acompanhamento.

"Vale lembrar que a mutação, se identificada, não significa que esta mulher terá necessariamente câncer, mas sim é um indicio de predisposição maior ao risco de desenvolver futuramente um tumor. Por isso, essa é uma ferramenta que pode levar a uma indicação de realização de exames preventivos com maior constância", reforça Parmigiani.

Quando o teste genético é recomendado

O exame é recomendado quando há um histórico familiar de câncer que sugira a possibilidade de mutação genética hereditária. O ideal é que pessoas de uma mesma família realize o teste após a identificação de mutação em parentes próximos (mãe ou irmã) que tenham sido diagnosticadas com a condição. Isso porque a análise se tornará muito mais assertiva.

"É importante que a paciente saiba que não basta ter o desejo de fazer o mapeamento genético. É preciso que um médico geneticista, ou mastologista, seja consultado previamente para que avalie a história familiar e com base nisso, se necessário, gere um pedido médico para realização do exame laboratorial", explica Parmigiani.

Segundo Parmigiani, alguns requisitos levam a um pedido de exame genético. Entre eles destacam-se:

- Familiares próximos com câncer de mama diagnosticado e que apresentaram mutação nos genes BRCA1 e BRCA2;
- Parentes de primeiro grau com histórico de câncer de mama antes dos 50 anos;
- Caso de câncer de mama masculino na família;

SOBRE O IDENGENE

Fundado em 2015, é um laboratório que oferece serviços para otimizar o cuidado com o paciente por meio da individualização do diagnóstico e tratamento. Possui forte atuação em testes moleculares aplicados à oncologia, tanto para a identificação de pacientes com síndromes de câncer hereditário quanto para a identificação de alvos terapêuticos para tratamentos mais assertivos. O tratamento oncológico atual é cada vez mais individualizado e o IdenGene se propõe a gerar informação personalizada em nível molecular.

Sua equipe técnica é formada por pesquisadores e cientistas com larga experiência em biologia molecular e genômica do câncer, com várias publicações científicas em revistas reconhecidas internacionalmente.

Última atualização em Sex, 28 de Setembro de 2018 15:43
 

Timidez: você nunca se verá livre dela se não ler esse texto

timidez adultos
 
*Por Prof. Nelson Gonçalves

A timidez e a vergonha atrapalham consideravelmente a vida profissional e socioafetiva das pessoas. E digo isso por experiência própria, por ter sofrido muito na minha infância e adolescência. Hoje posso dizer que sou um ex-tímido, pois há muito tempo estou limpo dessa droga.

Brincadeiras a parte, considero a timidez como uma droga sim, pois ela dá margem para várias situações desagradáveis em nossas vidas. Uma delas são as pessoas que se aproveitam de nós, pois sabem que não conseguimos dizer não. Cansei de deixar minhas coisas de lado para atender aos outros, mesmo que aquilo não estivesse me agradando. Mas, por que permitimos isso? Porque no fundo, todo tímido quer ser aceito e acaba se anulando para corresponder às expectativas das pessoas. Começam a fazer “tipo” para serem o que não são.

Hoje eu tenho três profissões: sou professor universitário, palestrante e palhaço profissional. Pode parecer estranho, mas fui ser palhaço porque me disseram que esse curso iria me ajudar a livrar-me da timidez. Chegando lá, encontrei atores, atrizes, palhaços amadores... e eu, que não fazia ideia do que estava fazendo lá. Mas, acredite, na primeira aula já entendi o segredo da timidez – e de como livrar-se dela.

Em nosso primeiro encontro, o professor reuniu todos os alunos e foi chamando um a um para uma dinâmica. O desafio era subir ao palco, dizer seu nome e fazer algo que fosse naturalmente engraçado. Lembro-me de cada aluno que subiu ao palco antes de mim, pois conforme eles iam se apresentando, meu pavor ia aumentando. Quando o professor percebia que a pessoa forçava graça, pedia para o aluno retirar-se do palco. Isso só me fazia tremer ainda mais de desespero. Foi quando ouvi o professor chamar meu nome. Eu estava em estado de choque e confesso que não sei como consegui sair do lugar. Ao subir, minha vontade era de sair correndo, pois aquele monte de gente me olhando era assustador. Eu fiquei parado, sem fazer nada, com cara de pânico, e de repente algo inesperado aconteceu: as pessoas começaram a rir de mim. Quando eu achei que aquilo fosse o fim, o professor pergunta: “Nelson, no que você é naturalmente engraçado?”. Gaguejando, respondi: “Professor, desculpe, mas eu não sou nada engraçado”. E foi então que toda a plateia começou a gargalhar de mim. Eu não estava entendendo nada, e o professor, ao ver aquilo tudo, olhou nos meus olhos e disse: “Então, Nelson, você é um palhaço, porque palhaços não precisam fazer força para serem engraçados, e você acabou de mostrar um exemplo disso aqui para nós!”.

Depois disso, a timidez e a vergonha começaram a ser meras lembranças em minha vida. Ainda nesse curso, aprendi que a menor máscara do teatro é o nariz de palhaço, pois ao colocar aquela bola vermelha no nariz, você traz para fora o ser humano que existe dentro de você, então, ser palhaço é ser você na essência.

Foi aí que vi o quanto somos orgulhosos e vaidosos. Afinal, você já reparou quando a vergonha aparece em nós? Geralmente quando somos solicitados a fazer algo que não dominamos. Dessa forma, ficamos com medo do nosso desempenho, com medo de falhar, porque isso nos faria parecer ridículos e não admitimos isso. Todos nós gostamos de parecer espertos e sábios, porque assim ninguém tem motivo para falar mal da gente. Então, a vergonha nada mais é do que a doença do pretencioso, do vaidoso, ou seja, a doença daquele que quer chamar atenção. No fundo, todo tímido tem um desejo enorme de chamar a atenção, mas não o faz por medo.

Por isso, muitas pessoas tímidas são revoltadas, pois não sabem lidar bem com o fato de terem que se anular para serem aceitas e, assim, não serem ou fazerem aquilo que queriam de verdade. Assim, acabam se tornando pessoas rancorosas e, às vezes, até mesmo perigosas.

Mas, nem tudo está perdido. Algumas atitudes me ajudaram muito nesse processo e tenho certeza de que ajudarão você também. Vamos a elas?

1- Seja honesto consigo mesmo. Não se engane. Viva a vida real e não aquela que esperam de você;

2- Não dê poder aos outros. Não se sinta inferior e nem se faça de vítima ou coitado;

3- Viva o presente. Não se concentre apenas no que você poderá vir a ser entre as pessoas. A única certeza que temos na vida é a do hoje;

4- Se aceite. Seja você mesmo. Quanto mais natural você for, mais probabilidade terá de aproximar as pessoas por afinidade e não por fingimento ou interesse;

5- Saiba dizer não. Eu digo que essa dica é uma das principais. Se você não se sentir confortável em fazer algo para alguém, simplesmente não faça. Você verá como dizer não é transformador;

6- Por último, e mais importante, SE AME E SEJA VERDADEIRO CONSIGO MESMO. Essas duas atitudes são a cura para toda e qualquer vergonha.

Bora ser feliz?
Última atualização em Ter, 25 de Setembro de 2018 19:12
 


Página 1 de 31
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.