Nova edição da The Traveller traz tendências de viagens para 2019

353506 855048 tromsA a capital mundial da aurora boreal web
A revista bimestral chega às bancas em fevereiro. Na foto Tromsø, a capital mundial da aurora boreal (Foto: Divulgação)

 

A Teresa Perez Tours, agência de viagens especializada em criar roteiros personalizados, lança para o início do ano mais uma edição da The Traveller, revista bimestral de turismo com conteúdo feito sob medida para inspirar novas viagens e descobertas.

Muito além de qualquer tendência, 2019 será o ano para apostar em jornadas que de alguma maneira transformem e inspirem. Um ano de viagens de conhecimento e descobertas. A edição 89 da The Traveller traz um conteúdo exclusivo de lugares como Noruega, Itália, Ilhas Virgens Britânicas, Caribe, novas apostas em Vegas, hotéis hypes ao redor do mundo e passeios de trem pela Europa, Ásia e Américas.

353506 855049 trolltunga noruega web
Trolltunga, Noruega (Foto: Divulgação)

Noruega: Fiordes, cenários árticos e paisagens naturais de extrema beleza

Um país de cultura contemporânea, com uma das melhores qualidades de vida e repleto de paisagens naturais, cenários árticos e épicos fiordes estampa a capa dessa edição. A revista traz conteúdo sobre a cidade de Oslo, capital da Noruega, além de cidades como Tromsø, Ålesund e Bergen. Através de relatos surpreendentes e imagens incrivelmente belas, a terra dos vikings é retratada de maneira que faça qualquer leitor despertar um imenso interesse pelo território nórdico e sua cultura local. A revista traz também um conteúdo exclusivo sobre a Aurora Boreal, que pode ser facilmente observada nessa região do globo.

353506 855050 centro histA rico de san gimignano toscana itA lia web
Centro Histórico de San Gimignano, Toscana, Itália (Foto: Divulgação)

Itália: A antiga rota de peregrinação

A Via Francigena, localizada em Toscana, embora não muito conhecida entre os brasileiros é considerada a mais tradicional via de peregrinação italiana. A The Traveller traz imagens exuberantes da rota e a trajetória de viajantes que se aventuraram pelo percurso em uma caminhada com a duração de cinco dias. O trajeto que possui 90km e cruza a Toscana, passa por paisagens cênicas e preservadas que fazem com que o passeio se torne ainda mais inesquecível.

Hotéis hypes: serviços e experiências que a hotelaria mundial revela para 2019

Com a chegada do ano de 2019, a The Traveller preparou uma lista com nove hotéis hypes ao redor do mundo. A matéria completa traz fotos e informações sobre cada um deles, e ainda explica o motivo por serem considerados ‘hype’. Experiências diversificadas em meio a muito luxo é garantia em cada um dos nomes selecionados. Hotéis como Rosewood, Nobu Hotels, Matetsi Victoria Falls Zimbabwe, Limelight Snowmass e Belmond fazem parte dessa lista.

353506 855047 viagens de trem web
Viagens de trem (Foto: Divulgação)

Viagens de trem: Paisagens da Ásia, Europa e Américas pela janela do trem

Talvez não exista forma mais cinematográfica de conhecer o mundo do que viajar de trem. Fixar os olhos na janela nos leva além da paisagem. A The Traveller apresenta uma matéria muito especial que traz roteiros de trem em diferentes continentes como Ásia, Europa e Américas. Uma variedade de fotos mostra aos leitores um pouquinho da experiência de cada região através das paisagens retratadas, funcionários, design e decoração das cabines.

A 89ª edição da The Traveller chega às bancas em fevereiro e traz também matérias exclusivas sobre o Caribe, Ilhas Virgens Britânicas, passeios por livrarias ao redor do mundo, novidades em Las Vegas e muitos outros destinos.

Para mais informações, acesse: www.teresaperez.com.br

Teresa Perez Tours

Com 28 de anos de história a Teresa Perez Tours é especialista em criar e reinventar roteiros personalizados. Sua atuação pioneira inclui um trabalho consistente de consultoria em viagens em destinos nas Américas, Europa, Ásia, África e Oceania. Com um time de consultores apaixonados por viagens, a agência identifica os interesses, desejos e necessidades de cada cliente, com análise de roteiros, destinos, culturas e logísticas. Teresa Perez, fundadora, e Tomas Perez, presidente da agência, são membros do Conselho do mundialmente renomado Grupo Four Seasons, no qual discutem tendências e qualidade dos serviços, dentre outros assuntos do setor. A operadora também faz parte dos conselhos da Belmond, Rosewood e Shangri-la, além de integrar clubes de benefícios das redes de hotéis Mandarin Oriental, Ritz-Carlton, Starwood, Four Seasons e Rocco Forte, que garantem vantagens exclusivas aos seus clientes. A empresa também vem sendo sucessivamente reconhecida através de prêmios concedidos anualmente no Virtuoso Travel Week, tendo recebido oito troféus nos últimos 7 anos – os 5 mais recentes como Top Production Latin America. Recentemente, a Teresa Perez também foi premiada como a agência com melhor resultado no mercado da América Latina e, em 2015, ganhou o exclusivo título Ruby of Siam – concedido pela Virtuoso a um pequeno grupo de agentes de viagens internacionais que representam a excelência em serviços de alto padrão.

Última atualização em Seg, 14 de Janeiro de 2019 11:12
 

Logomarca do Mastercard mantém apenas os famosos círculos

image002

Estratégia adapta identidade da companhia ao ambiente digital e dá um novo passo para torná-la uma marca símbolo

 

 

A Mastercard anuncia que, a partir deste ano, removerá sua assinatura da logomarca, em determinadas aplicações. Os círculos vermelhos e amarelos entrelaçados, conhecidos como o Símbolo Mastercard, aparecerão agora sozinhos em todos os cartões que utilizam o nome da companhia, na indicação das bandeiras aceitas em estabelecimentos comerciais nos mundos físico e digital e, também, em seus principais patrocínios. O novo design moderno e flexível permitirá que o Símbolo se adapte ao cenário digital, represente mais fortemente a identidade visual, e coloque a empresa entre uma das poucas marcas universalmente reconhecidas apenas por um símbolo.

 

“A reinvenção na era digital exige uma simplicidade moderna”, diz o Diretor de Marketing e Comunicação da Mastercard Raja Rajamannar. “Com mais de 80% das pessoas reconhecendo espontaneamente o Símbolo Mastercard sem a palavra ‘mastercard’, sentimos que estamos preparados para dar o próximo passo na evolução de nossa marca. Estamos orgulhosos da representatividade que o nosso Símbolo possui e confiantes para vê-lo avançar sozinho”.

Os círculos são marca registrada da Mastercard há mais de 50 anos, simbolizando a promessa de conectar pessoas a possibilidades de valor inestimáveis e de suas paixões, além de representar a confiança e segurança para as transações.

“Vivemos em um tempo no qual, cada vez mais, nos comunicamos não somente pelas palavras, mas por meio de ícones e símbolos. A Mastercard teve muita sorte de ser representada, desde sua fundação em 1966, por estes círculos”, disse Michael Bierut, sócio da Pentagram. “Agora, ao permitir que esse selo brilhe sozinho, a Mastercard passa a pertencer a um grupo de elite de marcas que são representadas não por um nome, mas por um símbolo. Os dois círculos interligados da Mastercard sempre representaram o compromisso de conectar pessoas e, agora, com o status de marca símbolo, passam a reforçar ainda mais este comprometimento”.

Sobre a Mastercard

Mastercard (NYSE: MA), www.mastercard.com, é uma empresa de tecnologia com foco na indústria global de pagamentos.  Nossa rede global de processamento de pagamentos conecta consumidores, instituições financeiras, estabelecimentos comerciais, governos e empresas em mais de 210 países e territórios.  Os produtos e soluções da Mastercard tornam as atividades diárias – tais como: fazer compras, viajar, administrar um negócio e gerir as finanças – mais fáceis, seguras e eficientes para todos.  Siga-nos no Twitter@MastercardNews, participe das discussões no blog Beyond the Transaction e inscreva-se para receber as últimas notícias por meio do Engagement Bureau.

 

 

Última atualização em Seg, 07 de Janeiro de 2019 14:05
 

Empresa curitibana desenvolve ferramenta para reembolso aéreo

242b0575d546a1f78efd0f745646da31
VoeTranquilo foi idealizado em apenas 6 semanas, por meio da metodologia PoC Design

 

Final de ano é sempre a mesma coisa: aeroportos cheios, muitos voos para diferentes destinos e, consequentemente, muitos problemas com as companhias aéreas. Dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) mostram que, em média, 29% dos voos domésticos no Brasil apresentam algum problema em 2017. As principais reclamações são voos atrasados, bagagens extraviadas, conexões perdidas e overbooking. Entretanto, por conta do processo burocrático, nem todos os consumidores vão atrás de seus direitos para pedir indenizações.

Entrar com um processo contra uma companhia aérea nem sempre é fácil. Ainda mais se você não tem experiência e resolve fazer tudo por conta própria. A VoeTranquilo é uma nova opção no mercado para solicitar as indenizações sem precisar sair de casa. Todo o processo é realizado pela internet. O consumidor faz um cadastro e no site e repassa informações básicas sobre o ocorrido, que passa por uma análise. A VoeTranquilo e seus parceiros fazem todo o trâmite interno para protestar a empresa. O cliente só paga os honorários do advogado caso ele ganhe a causa contra a empresa

A Action Labs, laboratório focado em inovação, design de produtos e serviços digitais, foi a responsável por tornar a estruturar a concepção da marca, a regra de negócio e como seriam feitos os reembolsos, e transformar num produto pronto para o consumidor final. O desenvolvimento do projeto e lançamento ao público demorou apenas 6 semanas, um tempo recorde para a criação de um serviço como este. "É preciso criar rotinas e procedimentos que colocam a inovação no dia a dia da empresa. A experimentação, rápida e com custo relativamente baixo, pode virar uma rotina de negócios para empresas de todos os portes", comenta Paulo Renato Oliveira, diretor criativo da Action Labs.

Isso só foi possível pois a Action Labs utilizou a metodologia Proof of Concept Design (PoC Design). Trata-se de um laboratório experimental, com a utilização desta prova de conceito, para testar projetos e avaliar não apenas a sua viabilidade técnica, mas principalmente se os usuários desejam a solução e se estão dispostos a pagar por ela, antes de colocá-la no mercado.

A metodologia, desenvolvida pela própria Action Labs, viabiliza a inovação no dia a dia da empresa, com agilidade e aumento das chances de sucesso. O modelo pode ser aplicável a qualquer cenário de negócios e a todos os perfis de empresas e compreende cinco etapas: Imersão, Ideação, Priorização, Prototipação e, por fim, o Teste.

Para chegar ao produto final, foram realizadas todas as etapas do PoC Design, como análise da concorrência, estruturação do negócio, construção dos ambientes de conversão (landing pages), linha de comunicação, campanhas de mídia, priorização das etapas, campanhas de tráfego e aquisição de usuários, ativação dos anúncios e publicação das campanhas.

Segundo Paulo Renato, quem opta por trabalhar com PoC Design está descobrindo uma nova maneira de inovar para conquistar mais clientes e obter melhores resultados, com custo reduzido. "A metodologia permite que o cliente faça um teste no mercado em pouco mais de um mês. Isso significa que mesmo empresas menores, não diretamente ligadas a mercados de inovação, podem se beneficiar, testando dezenas ou centenas de iniciativas em curto prazo. Com os dados levantados durante a Prova de Conceito, os gerentes de produto têm a informação necessária para a tomada de decisão, seja no momento de um novo lançamento ou na hora da evolução dos produtos e serviços atuais", observa.

Sobre a Action Labs

A Startup paranaense está há 2 anos no mercado e tem no portfólio mais de 40 projetos. A empresa trouxe ao Brasil uma novidade que tem conquistado empresas de portes e segmentos variados: o PoC Design, uma metodologia para a execução de provas de conceito. O objetivo é testar projetos e avaliar não apenas a viabilidade técnica, mas principalmente se os usuários desejam a solução e se estão dispostos a pagar por ela, antes de colocá-la no mercado. A metodologia viabiliza a inovação no dia a dia da empresa, com agilidade e aumento das chances de sucesso.

VoeTranquilo foi idealizado em apenas 6 semanas, por meio da metodologia PoC Design

Final de ano é sempre a mesma coisa: aeroportos cheios, muitos voos para diferentes destinos e, consequentemente, muitos problemas com as companhias aéreas. Dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) mostram que, em média, 29% dos voos domésticos no Brasil apresentam algum problema em 2017. As principais reclamações são voos atrasados, bagagens extraviadas, conexões perdidas e overbooking. Entretanto, por conta do processo burocrático, nem todos os consumidores vão atrás de seus direitos para pedir indenizações.

Entrar com um processo contra uma companhia aérea nem sempre é fácil. Ainda mais se você não tem experiência e resolve fazer tudo por conta própria. A VoeTranquilo é uma nova opção no mercado para solicitar as indenizações sem precisar sair de casa. Todo o processo é realizado pela internet. O consumidor faz um cadastro e no site e repassa informações básicas sobre o ocorrido, que passa por uma análise. A VoeTranquilo e seus parceiros fazem todo o trâmite interno para protestar a empresa. O cliente só paga os honorários do advogado caso ele ganhe a causa contra a empresa

A Action Labs, laboratório focado em inovação, design de produtos e serviços digitais, foi a responsável por tornar a estruturar a concepção da marca, a regra de negócio e como seriam feitos os reembolsos, e transformar num produto pronto para o consumidor final. O desenvolvimento do projeto e lançamento ao público demorou apenas 6 semanas, um tempo recorde para a criação de um serviço como este. "É preciso criar rotinas e procedimentos que colocam a inovação no dia a dia da empresa. A experimentação, rápida e com custo relativamente baixo, pode virar uma rotina de negócios para empresas de todos os portes", comenta Paulo Renato Oliveira, diretor criativo da Action Labs.

Isso só foi possível pois a Action Labs utilizou a metodologia Proof of Concept Design (PoC Design). Trata-se de um laboratório experimental, com a utilização desta prova de conceito, para testar projetos e avaliar não apenas a sua viabilidade técnica, mas principalmente se os usuários desejam a solução e se estão dispostos a pagar por ela, antes de colocá-la no mercado.

A metodologia, desenvolvida pela própria Action Labs, viabiliza a inovação no dia a dia da empresa, com agilidade e aumento das chances de sucesso. O modelo pode ser aplicável a qualquer cenário de negócios e a todos os perfis de empresas e compreende cinco etapas: Imersão, Ideação, Priorização, Prototipação e, por fim, o Teste.

Para chegar ao produto final, foram realizadas todas as etapas do PoC Design, como análise da concorrência, estruturação do negócio, construção dos ambientes de conversão (landing pages), linha de comunicação, campanhas de mídia, priorização das etapas, campanhas de tráfego e aquisição de usuários, ativação dos anúncios e publicação das campanhas.

Segundo Paulo Renato, quem opta por trabalhar com PoC Design está descobrindo uma nova maneira de inovar para conquistar mais clientes e obter melhores resultados, com custo reduzido. "A metodologia permite que o cliente faça um teste no mercado em pouco mais de um mês. Isso significa que mesmo empresas menores, não diretamente ligadas a mercados de inovação, podem se beneficiar, testando dezenas ou centenas de iniciativas em curto prazo. Com os dados levantados durante a Prova de Conceito, os gerentes de produto têm a informação necessária para a tomada de decisão, seja no momento de um novo lançamento ou na hora da evolução dos produtos e serviços atuais", observa.

Sobre a Action Labs

A Startup paranaense está há 2 anos no mercado e tem no portfólio mais de 40 projetos. A empresa trouxe ao Brasil uma novidade que tem conquistado empresas de portes e segmentos variados: o PoC Design, uma metodologia para a execução de provas de conceito. O objetivo é testar projetos e avaliar não apenas a viabilidade técnica, mas principalmente se os usuários desejam a solução e se estão dispostos a pagar por ela, antes de colocá-la no mercado. A metodologia viabiliza a inovação no dia a dia da empresa, com agilidade e aumento das chances de sucesso.

 

Beach Club Las Piedras chega à Punta del Este

index strip 285192 1 web

 

Punta del Este voltou ao holofote das celebridades e estrelas. O glamouroso destino, localizado no Uruguai, já foi considerado o balneário mais luxuoso da América do Sul. Em 2018 um novo empreendimento chega à cidade com objetivo de consagrá-lo novamente como opção de destino turístico dos sonhos. Sob o comando de Roger Rodrigues e Fernanda Motta, em parceria com o Hotel Fasano Las Piedras, o Beach Club Las Piedras tem inauguração marcada para o dia 27 de dezembro.

O design do projeto é assinado pelas arquitetas Carolina Proto, Juliana Bassani e Fernanda Schuch do Estúdio Obra Prima. As profissionais utilizaram o preto por ser uma cor mais sofisticada em conjunto com tons marrons e materiais orgânicos como madeiras e cordas para dar uma quebrada no ambiente. Sua construção inovadora, realizada em containers desmontáveis na praia, se incorpora ao cenário e pode ser instalada em outras áreas. "Optamos por esse modelo pela questão ambiental que isso tem por trás, já que não agride as dunas e nem atrapalha a praia e a paisagem local", explica Roger.

O empreendimento visa receber um público selecionado durante toda a temporada de verão. Aberto a partir das 12h, o Las Piedras oferecerá menu assinado pelo Bottega Bernacca, charmoso restaurante especializado em culinária italiana sob o comando do chef-executivo Gerard Barberan. Os drinks serão produzidos por bartenders locais que se inspiram em características próprias da cidade para dar vida às bebidas.

index strip 285192 3 web

As sunsets party vão até às 21h e sempre acompanhadas de DJs de peso nas pick-ups como Zen Freeman (considerado o queridinho das festas VIPs internacionais), Marina Diniz, Guy Gerber, Michel Saad, entre outros.

De acordo com Roger Rodrigues os pontos turísticos da cidade, infraestrutura, paisagens e agora a chegada do Beach Club Las Piedras tornam a experiência na cidade ainda mais especial. "Estamos trabalhando bastante neste projeto para inovar o cenário de Punta del Este e proporcionar ao público uma experiência diferenciada. O cenário paradisíaco, já que estaremos sob a areia da praia, faz muita diferença e transforma o Beach Club em um local glamouroso e cheio de charme", pontua.

 

Última atualização em Sex, 21 de Dezembro de 2018 16:11
 

Indra traz jovens do Peru e Colômbia para hackday com foco em sustentabilidade

usuario
O prêmio dá oportunidade aos ganhadores de viver uma experiência profissional internacional, podendo escolher entre Brasil ou Estados Unidos para desenvolver durante seis meses seu trabalho na companhia

 

A Indra, uma das principais empresas globais de tecnologia e consultoria do mundo, vai realizar nos dias 12 e 13 de dezembro a etapa final da competição "Hack Day, Desafio América" em São Paulo. O desafio reuniu jovens de seis países da América Latina para disputar uma vaga de trabalho no Brasil ou nos Estados Unidos e, para a etapa final, equipes do Peru e da Colômbia vêm desenvolver projetos de tecnologia aplicados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS).

 

As equipes que competirão na final terão dois dias de trabalho, sendo o primeiro dedicado à apresentação da matriz Canvas, o Modelo de Negócio e o Plano Econômico de seus projetos ganhadores na semifinal. No segundo dia, os participantes trabalharão sobre um novo tema que será comunicado somente no momento da competição, com o intuito de explorar ao máximo o potencial dos participantes.

 

Com esta iniciativa, a companhia quer potencializar e valorizar o talento jovem e seu poder transformador, um dos pilares sobre os quais impulsiona seu processo de transformação cultural, entendido como uma necessidade estratégica e baseado em uma decidida aposta pelo talento e pelas pessoas.

 

Em busca de desenvolver uma relação melhor com seus colaboradores, a companhia trabalha há três anos para promover as mudanças culturais e organizacionais necessárias para atrair os melhores talentos e reter os colaboradores de maior desempenho. Nesse sentido, uma iniciativa de sucesso é a melhora da captação de jovens profissionais com programas como Smart Start, com o qual a companhia quer atrair milhares de jovens em todo o mundo para que comecem sua carreira profissional na empresa e fazer com que eles permaneçam nela.

 

Esta ação na América Latina faz parte da aposta da Indra pelos seus ativos mais importantes: o talento e a melhora do vínculo com os jovens profissionais. Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, México e Peru fizeram parte deste primeiro "Hack Day, Desafio América", gerando ideias inovadoras com a temática dos ODS da ONU como motor, que permitem mudar o mundo, neste caso, por meio da tecnologia.

 

Aposta pela inovação e o intraempreendimento

O “Indra Hack Day, Desafio América” é um exemplo da aposta da Indra pela inovação e pelo intraempreendimento, baseados em quatro eixos fundamentais: transformar a inovação na alavanca estratégica de diferenciação da oferta da Indra; direcionar a inovação a responder às necessidades estratégicas do negócio; tornar a Indra um polo de inovação reconhecida interna e externamente; e capitalizar o talento interno para gerar iniciativas diferenciais e inovadoras.

 

A iniciativa está alinhada, além disso, ao modelo de inovação aberta da companhia, que busca estreitar, por meio da Indraventures, a relação com todo o ecossistema empreendedor, a fim de detectar e apoiar novas ideias inovadoras que ajudem a reforçar sua liderança tecnológica; bem como com sua Política de Responsabilidade Social Corporativa, que busca o desenvolvimento sustentável e tem nos ODS um bom guia para avaliar o impacto social das soluções e das políticas corporativas da companhia.

 

Indra no Brasil

Presente no Brasil desde 1996, a Indra é uma das principais companhias de tecnologia e consultoria do país. Conta com mais de 6.000 profissionais, escritórios distribuídos nos principais estados brasileiros e um Delivery Center na cidade de Campinas, que atua como Centro de Excelência para tecnologias energéticas. A companhia faz parte de alguns dos projetos mais inovadores para o desenvolvimento econômico e tecnológico do Brasil nos setores de Transporte & Defesa e de Tecnologia da Informação (TI), os quais estão agrupados em sua filial Minsait.

 

Sobre a Indra

A Indra (www.indracompany.com) é uma das principais companhias globais de tecnologia e consultoria e o sócio tecnológico para as operações-chave dos negócios de seus clientes em todo o mundo. É um fornecedor líder mundial de soluções próprias em segmentos específicos dos mercados de Transporte e Defesa, e a empresa líder em consultoria de transformação digital y Tecnologia da Informação na Espanha e América Latina, por meio de sua filial Minsait. Seu modelo de negócio está baseado em uma oferta integral de produtos próprios, com um enfoque end-to-end, de alto valor e com um elevado componente de inovação. No exercício de 2017, a Indra teve receitas de 3,01 bilhões de euros, 40.000 funcionários, presença local em 46 países e operações comerciais em mais de 140 países.

Última atualização em Ter, 11 de Dezembro de 2018 11:16
 

G20: Trégua na guerra comercial EUA-China, clima e sustentabilidade

12812797

Líderes dos países participantes do G20 em Buenos Aires posam para foto do evento.Imagem: Alexander Nemenov/AFP

 

Arnaldo Francisco Cardoso

Com uma declaração final incluindo temas sensíveis como clima e livre comércio assinada por todos os membros do G20, a reunião do grupo das vinte maiores economias do mundo, realizada em Buenos Aires, pode ser avaliada como bem sucedida uma vez que as expectativas em seu início eram bastante pessimistas dadas as sérias divergências e disputas em temas cruciais para a ordem política e econômica mundial.

 

As dificuldades para o avanço de negociações multilaterais que requerem a disposição para ceder em nome de um bem comum já podiam ser percebidas a começar pela situação da própria Argentina, anfitriã da reunião que ocorreu pela primeira vez num país da América Sul. O segundo maior país da região enfrenta uma grave crise econômica e política com o governo de Maurício Macri tendo sua popularidade em acentuado declínio.

 

Entre os presentes, outro governante em situação delicada era o presidente da França, Emmanuel Macron que viajou para Buenos Aires em meio a mais grave crise que seu governo enfrenta e que teve numa decisão de aumento do preço dos combustíveis para financiar projetos de "transição ecológica" o estopim da crise.

 

Outro acontecimento nas vésperas da reunião de Buenos Aires que terminou por piorar o clima geral foi o cancelamento por parte da diplomacia norte-americana da reunião entre Donald Trump e Vladimir Putin em função da evolução da crise envolvendo a Guarda Costeira russa e navios ucranianos na entrada do estreito de Kerch.

 

Mas o foco das atenções estavam mesmo em outro ringue, ocupado pelos presidentes Donald Trump e Xi Jimping que, nos últimos meses se enfrentaram numa grave guerra comercial com sérios reflexos sobre os mais importantes fluxos do comércio mundial.

 

E foi dessa difícil crise que saiu um acordo que, por noventa dias estabelece uma trégua entre EUA e China para que se restabeleçam negociações visando o equacionamento de interesses conflitantes. Abriu-se também espaço para avanço das negociações para reforma da OMC e, com isso, restabelecimento de autoridade e credibilidade da organização multilateral global como fórum privilegiado para a solução de controvérsias do comércio internacional.

 

Ao Brasil coube apenas espaço de coadjuvante, com o presidente brasileiro que desde o início de seu precário governo não ocupou qualquer espaço de relevo em fóruns internacionais. Sobre o novo presidente brasileiro eleito, a comunidade internacional espera com certa curiosidade e apreensão suas primeiras ações, uma vez que mesmo antes de assumir o poder já foi capaz de produzir discórdia e veementes críticas entre muitos de seus principais parceiros internacionais. Exemplo disto foi o mal-estar provocado pela decisão de cancelamento por parte do governo brasileiro de sediar a COP25 além de declarações de membros do novo governo mostrando desprezo por estudos sobre mudanças climáticas e pouca disposição a cumprir responsabilidades assumidas em fóruns multilaterais. Com isso o governo dilapida um dos seus principais capitais políticos em mesas de negociações internacionais.

 

Mas mais importante que declarações do presidente brasileiro em exercício ou do novo presidente eleito, foram as declarações de Xi Jimping sobre a irreversibilidade da agenda ambiental e a concordância de Donald Trump em assinar a declaração final da reunião em que constam os compromissos assumidos pelos signatários do Acordo de Paris e do Plano de Ação de Hamburgo que terminaram por restabelecer alguma esperança, ao final da reunião, na aposta na arte de negociar como um dos meios mais elevados e vantajosos da ação política.

 

Arnaldo Francisco Cardoso é pesquisador e professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie Alphaville nas áreas de Comércio e Relações Internacionais.

 

Sobre o Mackenzie


A Universidade Presbiteriana Mackenzie está entre as 100 melhores instituições de ensino da América Latina, segundo a pesquisa QS Quacquarelli Symonds University Rankings, uma organização internacional de pesquisa educacional, que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação.

Última atualização em Qua, 05 de Dezembro de 2018 10:51
 


Página 1 de 30
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.