Cinema Annabelle 2 – A Criação do Mal

Apesar do número dois no título, o novo filme da franquia “Annabelle” fala do começo da história, o que aconteceu antes do que a gente assistiu em 2014.

O filme conta a história da origem da boneca, mostrando como ela acabou sendo possuída por uma entidade do mal.

A trama gira em torno de um casal que vive numa área rural e que perde a filha tragicamente. Doze anos depois, eles resolvem receber algumas órfãs em sua casa, para quem sabe, abreviar o sofrimento deles.

Logo que as meninas chegam, elas começam a perceber movimentos inexplicáveis pela casa. Elas não sabem, mas a presença delas, despertou um mal que estava na casa há algum tempo.

Elas começam a ver, ouvir e sentir coisas muito estranhas e macabras.

A partir daí uma série de eventos vai acontecer, e tanto as meninas, quanto os donos da casa, vão passar momentos terríveis.

A nova história é mais angustiante que a primeira, principalmente por envolver crianças na trama.

E além disso, o que o filme tem de muito bom, é a construção do clima de terror. São sons e movimentos que vão criando expectativa na plateia.

Os efeitos especiais também estão ótimos, são aparições, levitações, móveis sendo jogados e tudo muito bem feito.

A constância do escuro e da noite durante a trama também pesa para esse clima aumentar.

Tenha certeza de que você vai levar muitos sustos e sentir medo, pois o diretor David F. Sandberg sabe, como poucos fantasiar e montar esse clima de medo.

E quando o filme acabar, não saia correndo da sala, pois tem uma cena escondida, que vai deixar bem claro que um novo filme vem por aí!

Título Original: Annabelle: Creation
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 1 hora e 50 minutos
Ano de Lançamento: 2017

Direção: David F. Sandberg

Elenco: Stephanie Sigman, Miranda Otto, Lulu Wilson, Anthony LaPaglia, Talitha Bateman, Alicia Vela-Bailey, Kerry O’Malley, Philippa Coulthard.

RITA VAZ

TUDO SOBRE FILMESwww.ritavazm.blogspot.com.br

 

Cantoritiba homenageará os Beatles no festival

Encerramento do Festival, Noite de Premiação, será no dia 20 de agosto, às18h, Guairão.

Cantoritiba - Festival Internacional de Corais de Curitiba reunirá em sua quarta edição, reunirá na capital paranaense, grupos de canto coral de todo Brasil e da América Latina, com apoio da Associação Latino Americana de Canto Coral (ALACC Brasil). Apresentações de 18 a 20 de agosto em vários pontos da cidade, como o Teatro Poty Lazzarotto, no Museu Oscar Niemeyer, e o teatro da UFPR.

Serviço:
Noite de Premiação - Cantoritiba
Dia 20 de agosto, às 18h
Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto - Guairão
Ingressos: R$ 30,00 + R$ 6,00 taxa administrativa. Desconto de 50% cartões Gazeta do Povo e Dsok Ingressos.

 

Dúvidas sobre contraceptivos.

Considerados os mais eficazes para evitar a gravidez, métodos com ação mais longa são boas alternativas para quem não quer lembrar de usar algum contraceptivo com frequência e quer esperar para engravidar.

 

anticoncepcional

Foto: Thinkstock

 

Ao pensar em como evitar a gravidez, a pílula é sempre a primeira opção lembrada. Mas, hoje já existem inúmeros métodos contraceptivos que ampliam as possibilidades e podem facilitar a escolha de acordo com as circunstâncias de cada mulher ou também da adaptação de cada organismo.

Para indicar um método anticoncepcional, seja ele de curta ou longa ação, o médico deve avaliar o perfil de cada paciente, entender as suas expectativas e mostrar as vantagens e desvantagens de cada opção.

Conhecidos como LARCs (Long Acting Reversible Contraception ou Contracepção Reversível de Longa Duração, em português), esses contraceptivos atrelam facilidade de utilização ao bloqueio da fertilidade pelo tempo desejado, ou seja, oferecem contracepção por muito mais tempo sem exigir compromisso periódico e permitem o retorno da fertilidade depois da sua retirada, geralmente após a próxima menstruação[1].   Há três opções disponíveis, o implante subcutâneo, o dispositivo intrauterino (DIU) com cobre e o sistema intrauterino (SIU) liberador de levonorgestrel – um DIU com hormônio.

Como os LARCs não dependem do uso diário sempre na mesma hora e nem da lembrança da usuária, a taxa de eficácia desses medicamentos é maior, sendo o implante o primeiro da lista, e por isso são considerados os métodos anticoncepcionais mais eficazes[2],[3] pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

Para entender melhor os benefícios, fomos conversar com a ginecologista Cristina Guazzelli, professora da Escola Paulista de Medicina – UNIFESP. Na entrevista, a médica esclarece as principais dúvidas sobre esse tipo de contracepção. Confira!

1.    Como são esses contraceptivos?

Todos são opções interessantes e devem ser divulgados entre as mulheres.

 

  • Implante: é um bastonete de 4 cm de comprimento, produzido por um material plástico especial – chamado EVA (etileno vinil acetato) – flexível e estéril. Contém em sua composição um hormônio sintético, chamado etonogestrel que já é muito utilizado  nas pílulas anticoncepcionais[4].
  • Dispositivo intrauterino – DIU – é um contraceptivo que é colocado dentro do útero. No Brasil temos: DIU com cobre e o SIU, um DIU com hormônio (progesterona).
  1. Onde são colocados?

O implante é inserido no braço não dominante, embaixo da pele. Tanto o DIU de cobre quanto o DIU com hormônio são colocados dentro do útero, na cavidade intrauterina.

O procedimento para qualquer um dos métodos é simples, rápido e costuma ser realizado no consultório médico.

3.    Como funcionam?

  • Implante: A progesterona, hormônio contido no implante, é liberada gradualmente no organismo, com a função de inibir a ovulação, garantindo a contracepção e impedindo a gravidez.
  • Dispositivo intrauterino – transformam o útero em um ambiente hostil aos espermatozóides, evitando a chegada dos mesmos até as trompas.

O DIU com cobre (que é um metal) pode ser utilizado por até 10 anos. O cobre tem ação espermaticida, isto é destrói os espermatozoides, impedindo sua penetração no útero. 

 

Já o DIU com hormônio libera a progesterona no útero gradualmente, por cinco anos. Esse hormônio altera a secreção do colo uterino impedindo e dificultando a penetração dos espermatozoides.

 

  1. Quanto tempo duram?

O implante contraceptivo tem ação por três anos, o dispositivo intrauterino com cobre dez anos e o sistema intrauterino (SIU) liberador de hormônio (levonorgestrel) age por até cinco anos.

O uso de qualquer um deles é reversível, ou seja, pode ser interrompido se houver o desejo pela maternidade em qualquer momento. Quando retirados, ocorre o retorno da fertilidade pré-existente imediatamente ou logo após não importando por quanto tempo a pessoa utilizou o método.

5.    Servem apenas para contracepção?

A função de todos eles é garantir a contracepção e impedir a gravidez, mas podem ter outros benefícios, como melhorar a cólica menstrual, diminuir o sangramento, melhorar tensão pré-menstrual.

6.    Por que são mais eficazes que os demais métodos?

Porque não exigem uma ação diária ou regular da usuária, não necessitam da lembrança de uso, o que torna a adesão ao método muito melhor.

 

7.    São 100% eficazes?

Nenhum método contraceptivo é 100% eficaz, mas as taxas de falha dos LARCs são realmente baixas, quando analisamos a eficácia dos métodos. A eficácia teórica destes métodos é muito parecida com a eficácia da vida real (uso típico): 

 

  • DIU de cobre: uma gravidez em cada 125 mulheres que utilizaram o método durante um ano[5]
  • DIU com hormônio: uma gravidez em cada 500 mulheres que utilizaram o método durante um ano5.
  • Implante: uma gravidez em cada 2.000 mulheres que utilizaram o método durante um ano5.

Quando comparamos com os métodos mais conhecidos e utilizados, podemos entender melhor a diferença: a taxa de falha média no uso típico da camisinha é de 18 a 21 gravidezes por um ano em cada 100 mulheres e da pílula hormonal 9 gravidezes em cada 100 mulheres que usaram o método5.

 

  1. Quem pode usar esse tipo de contracepção?

A princípio, todas as mulheres.que desejam utilizá-los. Há poucas situações em que os LARCs são contraindicados, por isso há necessidade de avaliação médica.

A escolha do melhor método para cada mulher deve ser feita sob orientação médica, após informação sobre todos anticoncepcionais, discussão sobre seus benefícios, riscos com avaliação das suas necessidades e preferências.

Por não terem estrogênio, geralmente, os LARCs podem ser usados por mulheres que estão amamentando ou por aquelas que tem contraindicação para o uso do estrogênio

 

  1. Eles modificam a menstruação?

Os métodos que contem hormônio (o implante e o DIU com levonorgestrel) podem causar alteração no sangramento, produzindo inicialmente um sangramento irregular com uma tendência a diminuição. Após 4-6 meses, algumas mulheres podem apresentar redução ou ficar sem sangrar, outras podem permanecer menstruando normalmente, e em alguns poucos casos, ter pequenos sangramentos prolongados (mancha na calcinha). No entanto, isso não afeta a eficácia do método ou gera qualquer risco para a saúde.

 

  1. Há problemas para engravidar, após a remoção?

Não. A recuperação da fertilidade pré-existente ocorre em seguida à retirada de qualquer um dos métodos, permitindo que a mulher engravide após a próxima menstruação caso não haja fatores clínicos precedentes que dificultem a concepção3.

 

É importante lembrar que a camisinha (masculina ou feminina) é o único método que previne as doenças sexualmente transmissíveis.

 

Sobre a MSD

Por 125 anos, a MSD é líder global na área da saúde e trabalha para ajudar o mundo a ficar bem. A empresa é conhecida como Merck & Co., Inc. nos Estados Unidos e Canadá. Por meio dos nossos medicamentos de prescrição, vacinas, terapias biológicas e produtos de saúde animal, trabalhamos com clientes e operamos em mais de 140 países para oferecer soluções de saúde inovadoras. Também demonstramos nosso compromisso de melhorar o acesso aos cuidados de saúde por meio de políticas, programas e parcerias de longo alcance. Para mais informações, acesse www.merck.com e nos siga no TwitterFacebookYouTube e LinkedIn.

Sobre a MSD no Brasil

Presente no Brasil desde 1952, a MSD conta com mais de 1,5 mil funcionários no país, nas divisões de saúde humana, saúde animal e pesquisa clínica.

Para mais informações, acesse www.msdonline.com.br.

 



Referências:

[1] Blumenthal PD, et al. Strategies to prevent unintended pregnancy: increasing use of long-acting reversible contraception. Human Reproduction Update 2011;17(1):121-37. Acessado em 27/07/2016. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20634208

[2] Trussel J. Contraceptive failure in the United States. Contraception, 83 (2011) 397–404. Acessado em 15/07/2016. Disponível em:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21477680

[3] World Health Organization department of Reproductive Health and Research (WHO/RHR) and Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health / Center for Communication Programs (CCP), INFO Project. Family planning: a global handbook for providers. Baltimore and Geneva: CCP and WHO, 2011. Acessado em 15/07/2016. Disponível em: http://www.who.int/reproductivehealth/publications/family_planning/9780978856304/en/

[4] Bula do produto

[5] Center for Disease Control and Prevention. U.S. Department of Human Services. Acessado em 15/07/2016. Disponível em:https://www.cdc.gov/reproductivehealth/unintendedpregnancy/pdf/contraceptive_methods_508.pdf

 

Leia também
A Lenda de Tarzan

Dois Caras Legais

Caça-Fantasmas | Estreia dia 14 de julho

Última atualização em Sex, 02 de Junho de 2017 15:07
 

Indicadores | BC divulga Boletim Regional em Curitiba

image001

 

 

O Banco Central (BC) fará, às 10h de sexta-feira (5/8), em Curitiba (PR), a apresentação do Boletim Regional – publicação trimestral cujo objetivo é trazer uma visão das regiões do país a partir de dados e indicadores econômicos.

 

Na ocasião, o chefe do Departamento Econômico, Tulio Maciel, e a chefe de Subunidade da Gerência Técnica de Estudos Econômicos em Curitiba, Vanderléia Centenaro, analisarão o conjunto de informações sobre as diversas regiões, com ênfase na Região Sul e no Estado do Paraná, além de dados atualizados sobre a Pesquisa das Condições de Crédito em nível nacional.

 

A apresentação será dirigida aos representantes do setor público e privado e aberta à imprensa. Em seguida, Tulio Maciel concederá entrevista coletiva sobre a apresentação. O evento terá transmissão ao vivo pelo site do BC.

 

O Boletim Regional poderá ser acessado na página do BC na internet, a partir das 8h30. A apresentação será disponibilizada após o término da entrevista coletiva. Informações complementares estarão disponíveis nas séries históricas de economia regional.

 

Evento: Apresentação e entrevista coletiva sobre o Boletim Regional

Local: Edifício do Banco Central em Curitiba – Av. Cândido de Abreu, 344, Centro Cívico, Curitiba - PR.

Data: 5/8/2016, às 10h

 

 

Leia também
1ª Mostra de Móveis e Decoração

Chef ensina receita econômica com frango
Luan Santana vem a Curitiba com nova turnê

Última atualização em Qui, 04 de Agosto de 2016 13:13
 

Inspeção na residência | Prevenção de acidentes

Férias escolares lembram a importância de deixar a casa mais segura e o SulAmérica Residencial auxilia com o serviço Check-up Kids

 

260H

 

As férias escolares trazem a oportunidade de aproveitar bons momentos em família. E, com as crianças em casa, o período também exige atenção redobrada para que o ambiente doméstico esteja seguro para os pequenos. Dados do Ministério da Saúde apontam que, anualmente, acidentes domésticos atingem seis mil crianças por ano. Os menores de um ano são os mais afetados.

 

Pensando em trazer mais proteção à família e tranquilidade aos pais, o seguro SulAmérica Residencial oferece o Check-up Kids, serviço de segurança preventiva disponível para clientes do plano superior. A assistência leva um profissional ao endereço solicitado para verificar cômodos, objetos, instalações elétricas e móveis que possam representar perigo às crianças. Ao identificar os pontos que necessitam de melhorias, o consultor indica medidas para evitar acidentes e, se necessário, pode realizar a instalação de protetores de tomadas e remanejamento de móveis.

 

“Nosso objetivo é oferecer proteção completa ao segurado. O Check-up Kids vem agregar valor a essa proposta, trazendo ainda mais tranquilidade para a família”, diz o vice-presidente de Auto e Massificados da SulAmérica, Eduardo Dal Ri. “O olhar treinado de um profissional especializado colabora para a prevenção de acidentes por meio de melhorias simples, mas bastante eficazes.”

 

Entre as recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) para evitar acidentes domésticos com crianças estão:

 

  • Tomadas devem ter protetores;
  • Móveis devem ter cantos arredondados e não pontiagudos para evitar ferimentos;
  • Objetos cortantes devem sempre ficar fora do alcance de crianças;
  • Tapetes antiderrapantes no banheiro e evitar o piso molhado;
  • Janelas devem ter grades de proteção e não ter móveis perto, para evitar quedas.

 

Sobre a SulAmérica

A SulAmérica é a  maior  seguradora independente  do  Brasil, com uma rede de distribuição de mais de 30 mil corretores independentes. Fundada em 1895, a companhia possui cerca de 5,3 mil funcionários e atua em várias linhas de seguros, como saúde e odontológico, automóveis e outros ramos elementares, vida, além de outros segmentos, como previdência privada, investimentos e capitalização. A SulAmérica tem mais de 7 milhões de clientes, de pessoas físicas a grandes empresas, em todo o país. Em 2015, a companhia registrou receitas totais de R$ 17,4 bilhões.

 

Última atualização em Sex, 15 de Julho de 2016 10:49
 

Cena inédita de "Julieta" | Estreia dia 07

DIRIGIDO POR PEDRO ALMODÓVAR, DRAMA ESTREIA DIA 7 DE JULHO EM CIRCUITO NACIONAL

 

ViewImage

 

Interpretada por Adriana Ugarte na primeira parte do filme, Julieta decide aceitar o convite de Xoan (Daniel Grao) e vai até sua casa visitá-lo. É recebida por Marian (Rossy de Palma), que lhe dá uma notícia inesperada, e se surpreende ao ver o mar. Para assistir à cena inédita de “Julieta”, clique aqui.            
                
Com direção do espanhol Pedro Almodóvar, o drama retrata a história de uma mãe que vive uma incerteza depois de ter sido abandonada, sem explicações, pela filha. Depois de anos sem ter notícias da menina, Julieta (Emma Suaréz) renova sua esperança ao encontrar a melhor amiga da filha que te dá piscas do paradeiro de Antía. Envolta em temas densos como destino e complexo de culpa, a história destaca o mistério que nos leva a abandonar quem amamos e a deletar pessoas de nossas vidas como se elas não tivessem deixado alguma lembrança.

A produção é inspirada em três contos da escritora canadense Alice Munro, ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura em 2013. Com distribuição da Universal Pìctures, o filme é protagonizado pelas atrizes Adriana Ugarte e Emma Suárez, que interpretam a personagem Julieta em duas fases da vida.

 

 

Leia também  

Independence Day: O Ressurgimento

Atrações culturais | 70 Anos do Sesi Paraná

Entrevista | Atriz Yanna Lavigne

Última atualização em Ter, 05 de Julho de 2016 10:57
 


Página 1 de 15
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.