Tom Zé – Show Canções Eróticas de Ninar

Tom Zé chega a Curitiba para lançar, dia 27 de Outubro, no Grande Auditório do Teatro Guaíra, o seu novo Disco: "Canções Eróticas de Ninar", que revisita suas mais tenras memórias sobre a descoberta do sexo, quando ainda era um garoto e pouco se falava sobre o assunto na Bahia dos anos 1940/50. Os ingressos já estão à venda.

 

Para falar de "Canções Eróticas de Ninar",  que recebeu o prêmio de Melhor Canção por Descaração familiar, além de render o prêmio de  melhor disco na categoria pop/rock/reggae/hip-hop/funk na 28a Edição do Prêmio da Música Brasileira, ninguém melhor que o próprio Tom Zé:

 

"Aqui os assuntos de sexo como eram tratados na minha infância e juventude. Melhor dizendo: não eram tratados (mas para falar do tema no mundo machista de hoje é preciso ter um intenso cuidado para não ofender o feminino, já tão agredido, de todos os lados). O fato é que só agora, aos 80 anos, encontrei forças para mergulhar na questão, embora ela seja sempre presente, como o ar; é mote onde se contêm: curiosidade, brincadeira, segregação, blasfêmia, oração... E principalmente envolve vida e morte, sendo algumas vezes metáfora desta e (alô, Courbet!) a própria origem da primeira. Na minha infância, a sabedoria popular, a intuição aguda do mundo folclórico, criou, com sua 'urgência didática', uma escola à nossa volta para salvar aquela geração, evitando que chegássemos à idade adulta completamente ignorantes quanto à sexualidade. O show se inicia com  as canções "Urgência Didática" e "Descaração Familiar" que mostram como aquela agudeza popular, observando a inexistência de uma educação sexual, criou essa espécie de escolinha/liceu no qual o assunto era embutido, através de figuras de linguagem, em todas as conversas diárias – na cozinha, no portão, no quintal."

O SHOW 

Todas as música do show são 'dançáveis' e temperadas pelo afiado e conhecido humor de Tom Zé, que completa 81 anos de vida. No palco, o artista mescla canções de seu mais recente álbum com grandes sucessos de sua carreira. A mesma banda o acompanha no disco e no show, e é formada por músicos que trabalham com ele há mais de vinte anos: Cristina Carneiro (teclado/vocal), Jarbas Mariz (percussão, bandolim, viola 12 cordas, vocal), Daniel Maia (guitarra/vocal), Felipe Alves (nos instrumentos experimentais Berimblanck, desenvolvido por Marcelo Blanck, buzinório e vocais) e Rogério Bastos (bateria).

SOBRE TOM ZÉ

Nascido em 11 de outubro de 1936 em Irará/Bahia. Em Salvador, cursou por seis anos a Universidade de Música da Bahia, depois de ter passado em primeiro lugar no vestibular. A escola contava com professores como Ernst Widmer, Walter Smetak e Hans Joachim Koellreutter.

Já em São Paulo, participa de "Arena Canta Bahia", musical dirigido por Augusto Boal, e da gravação do disco definidor do Tropicalismo, "Tropicália ou Panis et Circensis", em 1968. No mesmo ano leva o primeiro lugar no IV Festival de Música Popular Brasileira, da TV Record, com a canção "São São Paulo, Meu Amor".

No final dos anos 80 o disco "Estudando o Samba" foi ouvido pelo multiartista David Byrne, ex-Talking Heads, que lançou sua obra nos Estados Unidos, com sucesso de crítica e público. 'The Best of Tom Zé", da gravadora de Byrne, foi o único álbum brasileiro a figurar entre os dez discos mais importantes da década nos E.U.A. Recebeu o Prêmio de Criatividade concedido pelos compositores do festival Composer to Composer, em Telluride, E.U.A., 1990.

É tema de três documentários, premiados: "Tom Zé, ou Quem Irá Colocar Uma Dinamite na Cabeça do Século?", por Carla Gallo (2000); "Fabricando Tom Zé", por Décio Matos Júnior (2006); "Tom Zé – Astronauta Libertado", por Igor Iglesias, cineasta espanhol (2009).

Ganhou o Prêmio Shell pelo conjunto da obra em 2003 e Artista do Ano pela Revista Bravo, 2006. Em 2010, o Governo do Estado de São Paulo concede a Tom Zé o "Prêmio Governador do Estado – Destaque em Música no ano de 2010". Escreveu os livros "Tropicalista Lenta Luta" (Publifolha, 2003), "Ilha Deserta – Discos" (Publifolha – 2003) e "Cidades do Brasil – Salvador" (Publifolha, 2006).

Mais informações: http://www.tomze.com.br


Tom Zé – Show Canções Eróticas de Ninar 

Duração: 1h20 

Local: Teatro Guairão

Endereço: Rua Conselheiro Laurindo, s/n

Data27 de outubro de 2017

Horário: 21h00
Ingressos: DISK INGRESSO

Via internethttp://www.diskingressos.com.br/
Bilheteria:
 segunda-feira a domingo das 10h00 às 22h00

Informações –   fone 3315-0808

Classificação Indicativa: 16 anos
Acesso para pessoas com deficiência

Realização: Núcleo – Produção Cultura e Desenvolvimento

 

Suspense: O Estranho Que Nós Amamos

"O Estranho que Nós Amamos" é dirigido pela premiada diretora Sofia Coppola, que explora a força feminina nesta trama, e ela explora o desejo que é o mote principal dessa história.

Esse filme foi feito pela primeira vez em 1971, e tinha o Clint Eastwood como ator principal. Eu não assisti essa versão, mas dizem que a atual está um tanto diferente da primeira.

A história se passa durante a guerra civil nos Estados Unidos em um internato isolado, onde sete mulheres, de idades variadas, se refugiam da guerra.

Elas parecem que veem a guerra acontecer ao longe, até que um dia uma delas, a mais nova encontra um soldado inimigo, machucado próximo à casa delas.

Elas poderiam entregar o soldado, mas resolvem cuidar dele porque se o entregassem ao exército, eles certamente o matariam.

A partir desse momento, cada uma delas vai criar uma relação com esse homem, que não é mal, mas não é ingênuo e começa a se aproveitar delas.

Mas ele não imagina onde está, não imagina o que sete mulheres, levadas por uma repressão e uma tensão sexual, são capazes de fazer.

Um filme tenso, cheio de suspense e surpreendente.

O mistério permanece durante todo a trama e uma tensão não para nunca de crescer.

O que mais chama a atenção nessa história é a trama psicológica, que mostra como algumas coisas não precisam ser ditas para serem compreendidas.

Outro ponto que deve ser comentado é o figurino e a fotografia que estão lindos.

Tanto a direção de arte quanto o figurino estão muito bem feitos.

E a Sofia Coppola decidiu usar muita luz natural para fazer o filme. O que deu um ar ainda mais orgânico para a trama.

Um filme perfeito para quem gosta de suspense, mas lembrando que a direção é de Sofia Copolla.

Título Original: The Beguiled
Gênero: Suspense/Drama
Tempo de Duração: 1 hora e 33 minutos
Ano de Lançamento: 2017

Direção: Sofia Copolla

Elenco: Nicole Kidman, Kirsten Dunst, Colin Farrel, Elle Fanning, Oona Laurence, Angourie Rice, Addison Riecke, Emma Howard.

RITA VAZ

TUDO SOBRE FIMESwww.ritavazm.blogspot.com.br

 

 

Homem-Aranha: De Volta ao Lar

O novo Homem-Aranha está mais novo e mais midiático do que nunca!

Acontece que quando ele foi inventado ele era adolescente, portanto, ele está com a idade correta.

E nessa nova leitura dele junto com o universo Marvel, Os Vingadores, Guardiões da Galáxia e outros mais, ele está atualizadíssimo.

Tanto que o filme começa com uma cena do “Vingadores 2”, mas agora mostrando a visão dele dos últimos acontecimentos, no meio da luta entre os super-heróis, e quando pode, ele filmou e falou com a galera, registrando tudo o que acontece. Ele é um youtuber.

Na nova trama, depois de lutar ao lado dos Vingadores, Peter Parker tem uma conversa com Tony Stark que acaba se tornando um tutor dele.

Nessa conversa Stark deixa Happy Hogan, seu amigo e auxiliar, como contato para Peter Parker.

Então, é a hora de voltar para casa, e Peter passa seus dias esperando um contato dos Vingadores, mas enquanto isso não acontece, ele ajuda as pessoas de diversas formas, além de lutar diariamente contra pequenos crimes, são roubos e assaltos que não dão certo por causa dele.

O chamado dos Vingadores não vem, e quando um novo vilão aparece em cena, colocando em perigo toda a cidade, Peter Parker acha que ele será a solução para os seus problemas.

Ele acredita que se prender esse vilão, ele chamará a atenção dos Vingadores.

Mas, nada é tão simples quanto parece, o Abutre é um vilão muito bem paramentado e tem mais surpresas do que ele pode imaginar.

Junto a toda essa avalanche de acontecimentos, somos presenteados com um mundo juvenil a explorar, é a escola, são os amigos, é a crush de Peter Parker. Todos muito bem desenvolvidos, interessantes e divertidos.

O novo Homem-Aranha é atual, age e pensa como um adolescente, e é mais leve que os outros. Ele não tem conflitos sérios, tem os problemas que todo adolescente tem, mas ele é também otimista, alegre e acaba levando tudo numa boa.

O ator Tom Holland está perfeito nesse papel. É carismático e tem uma ótima atuação.

Os efeitos estão impressionantes. Parecem que melhoram de uma semana para outra.

Uma cena em particular me chamou a atenção. É uma cena em que o Homem-Aranha está sobre um avião que tem camuflagem, as imagens são tão bem feitas, que parecem reais.

E como já é de praxe, o filme tem duas cenas escondidas, uma no final dos primeiros créditos e outra lá no fim mesmo. Espere que vale a pena!

Título Original: Spider-Man: Homecoming
Gênero: Aventura/Ação
Tempo de Duração: 2 horas e 14 minutos
Ano de Lançamento: 2017

Direção: Jon Watts

Elenco: Tom Holland, Micahel Keaton, Robert Downey Jr., Zendaya, Marisa Tomei, Martin Starr, Jacob Batalon, Laura Harrier, Jon Favreau.

RITA VAZ

TUDO SOBRE FILMES – www.ritavazm.blogspot.com.br

 

Criolo no álbum "Espiral de ilusão"

Para estrear o novo disco, Criolo desembarca em Curitiba, dia 16 de julho (domingo), 20h, para apresentar ao público “Espiral de Ilusão”, seu primeiro álbum de sambas autorais. Este projeto, sonho antigo de Criolo, mostra um universo ainda não conhecido do artista e tem como objetivo enaltecer o samba da maneira mais profunda e respeitosa.
 
Os ingressos já estão à venda com lote promocional pelo site www.diskingressos.com.br/evento/5972 e pelo telefone 3315-0808. As entradas também podem ser adquiridas nos quiosques da empresa nos shoppings Palladium, Estação e Mueller, além da própria bilheteria do Teatro Guaíra.
 
O álbum passa pelo universo do samba com melodias que remetem a sambas antigos, porém com o texto atual de Criolo, tendo também duas canções feitas em parceria com compositores do bairro Grajaú, onde o artista nasceu, em São Paulo.
 
O projeto conta com a direção musical de Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral e o desenho de luz será de Guilherme Bonfanti.
 

SERVIÇO
Criolo - Show de lançamento do álbum "Espiral de ilusão"
Local: Teatro Guaíra
Endereço: Rua XV de Novembro, 971 - Centro - Curitiba
Data: 16 de julho de 2017, domingo
Horário: 20h
Classificação Etária: 16 anos
Capacidade: 2.173 lugares
Ingressos:
- Plateia lote promocional: R$ 50 (meia-entrada, ingresso solidário, doador de sangue, idoso)
- Primeiro balcão lote 1: R$ 50 (meia-entrada, ingresso solidário, doador de sangue, idoso)
- Segundo balcão lote 2: R$ 40 (meia-entrada, ingresso solidário, doador de sangue, idoso)
Última atualização em Ter, 30 de Maio de 2017 17:24
 

Dori Caymmi lança 'Voz de mágoa'

Dori Caymmi está volta ao Brasil, depois de 25 anos morando em Los Angeles e lança seu novo cd 'Voz de Mágoa'.
Uma nova safra de canções inéditas feitas com Paulo Cesar Pinheiro. São de Paulinho Pinheiro 13 poemas musicados por Dori, que celebram 45 anos de parceria.
Dois títulos desse cancioneiro' Viver na fazenda' e a música-título 'Voz de mágoa', foram apresentados por Maria Bethânia no show e DVD Abraçar e agradecer (2015).
As três outras faixas também são especiais:
'Me leve embora', marca a volta de Dori ao universo de Jorge Amado, a canção foi lançada na voz de Ivete Sangalo na trilha sonora do remake da novela Gabriela (TV Globo, 2012).
Serra do Espinhaço', a única parceria com Fernando Brant e 'No coração das procelas' assinada com o bandolinista Pedro Amorim e o letrista Paulo Frederico, autor de clássicos do como "Lua aberta", sucesso de Elizeth Cardoso; completam o repertório.
Uma amostra de boa musica e de amor pelo Brasil.
 

Raios: Mitos e verdades para se proteger no verão

O Brasil é o país com maior incidência de raios do mundo - por ano, uma média de 100 milhões de descargas elétricas rompem o céu e atingem o solo brasileiro, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).  Anualmente, cerca de 100 pessoas morrem em decorrência do fenômeno, sendo que 45% dos óbitos ocorrem no verão.

“Raios são gigantescas descargas elétricas que se “conectam” ao solo. Eles começam a formar nas nuvens situadas de 2 a 10 km de altitude com temperaturas que variam de 0 a -50 °C. Dentro delas existem cristais de água, água líquida e granizo participando de uma atmosfera bem agitada. Correntes de ar ascendentes levam os cristais e a água líquida para cima junto com as cargas positivas. Já o granizo, devido à gravidade, se acumula na parte inferior da formação, ficando com as cargas negativas. O conjunto se assemelha a uma enorme pilha com correntes típicas de 30.000 Ampères, podendo percorrer 5 km até atingir o solo. Um raio pode durar, quando muito, 2 segundos”, afirma Wilson Namen, cientista que, junto de Gerson Julião e Daniel Ângelo, forma o grupo Ciência em Show.

O trio de especialistas já realizou experimentos com raios e garante: estar próximo a uma descarga pode ser fatal. Alguns pensam que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Outros dizem que a melhor maneira de se proteger de uma descarga elétrica é permanecer dentro de um automóvel. Para esclarecer os mitos e as verdades - além de ajudar a prevenir acidentes, o Ciência em Show respondeas principais dúvidas e explica os cuidados que devem ser tomados especialmente no verão, onde a ocorrênciade tempestades é maior do que em qualquer outra época do ano.

Mitos X Verdades

Segundo Gerson, a chance de um raio atingir diretamente uma pessoa é de uma em um milhão. “Os acidentes com seres humanos ocorrem quase sempre em locais descampados onde o ponto mais alto do terreno é a pessoa. Existem muitas lendas sobre objetos que atraem raios, tais como espelhos, tesouras, próteses humanas, aparelhos dentários, guarda chuvas, entre outros. Porém, raios quase sempre procuram objetos pontiagudos que estão a menor distância entre o céu e o solo. Se você estiver em um ambiente ao ar livre e começar uma tempestade, a melhor atitude é se abaixar junto ao solo e sair dali o mais rápido possível”, diz o especialista.

Mas, e se você estiver nadando?

Daniel afirma que mares, rios e piscinas são ambientes condutores de eletricidade e que, caso algum raio caia próximo ao seu local de lazer, a eletricidade é conduzida até o banhista, tornando-se potencialmente letal. “ A água pura não é boa condutora de eletricidade, ao contrário do imaginário popular. No entanto, em mares, rios e piscinas existem muitos sais dissolvidos que facilitam a passagem de eletricidade, diz Daniel.

Quando um temporal se aproxima, a melhor atitude a se tomar é entrar em casa ou em alguma edificação para evitar acidentes. “Um carro também é um local seguro para ficar em tempestades de raios porque ele é feito de metal e funciona como uma gaiola protetora. Como toda a pessoa é envolvida pelo material, ela está basicamente dentro de uma cúpula metálica, onde o raio descarrega e pode percorrer com segurança até o solo. Muita gente acha que o pneu do veículo isola tudo, mas na verdade o raio percorre toda a lataria e descarrega diretamente no chão. A borracha do pneu não protege contra raios” explica Daniel.

Em uma tempestade de raios, nunca se proteja embaixo de árvores, pois o local é um potencial alvo e você, consequentemente, também se tornará. No entanto, os cientistas alertam existir riscos de acidentes decorrentes de descargas elétricas mesmo em locais seguros, como dentro de casa.

“Nunca devemos ficar próximos de tomadas ou aparelhos conectados a essas redes em caso de tempestade com raios. Se acontecer um incidente em algum poste, apesar deles possuírem sistemas de proteção anti-raios, eventualmente a sobrecarga pode atingir pessoas que estiverem usando aparelhos como telefones com fio, chuveiros e outros ligados nestas redes. Se precisar urgentemente conversar com alguém, prefira o celular – mas desde que ele não esteja carregando” revela Daniel.

Sobre a lenda de que uma descarga elétrica não pode cair duas vezes no mesmo local, Wil corrige: “O raio viaja na velocidade da luz. Então é possível que dois raios caiam no mesmo lugar sem que a gente perceba. Aliás, se dois raios não caíssem no mesmo lugar, qual seria a necessidade dos para-raios? “.

Sobre o Ciência em Show (www.cienciaemshow.com.br) – Liderada pelos cientistas Wilson Namen, Gerson Julião e Daniel Ângelo, todos físicos formados pela USP, o Ciência em Show existe desde o ano 2000. De uma maneira descontraída, descomplicada e significativa, os cientistas fazem espetáculos científicos para os mais variados públicos, fato que já os levou a ter séries em canais abertos e fechados de televisão, como BBC e Net Geo, entre outros. O Ciência em Show também trabalha na produção de conteúdo para empresas educacionais, por meio de vídeo-aulas e publicações com experiências práticas, além de produzir brinquedos maker.

 

 


Página 1 de 28
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.