Viajar sozinho: como lidar com a solidão?

O sonho de realizar essa jornada vem desde criança quando o brasileiro escutava do pai a história quase mítica do maior caubói de todos os tempos, um homem que cavalgou da Argentina até Nova York para provar que os crioulos eram os cavalos mais resistentes do mundo. As cenas dessa odisseia eram narradas de geração em geração na família de Filipe até que, já adulto, ele descobriu o homem real por trás de seu herói: o professor suíço Aime Tschiffely, que realizou essa jornada na década de 1920. Inspirado pela ousadia e determinação de Tschiffely, Filipe nunca esqueceu o sonho de menino de fazer sua própria expedição.

Foi assim que, em 2012, após anos de preparação, ele partiu do Canadá, local em que morava, para Barretos, no Brasil, onde foi recepcionado por uma plateia de 40 mil pessoas ao fim da viagem. Nesta longa aventura, Filipe e seus cavalos passaram por desertos, rios, estradas, temperaturas diversas, além de terem enfrentado muitas dificuldades, imprevistos e até mesmo o risco de morte.

"Frenchie, com medo da água, entrou em pânico no meio do rio. Em vez de nadar como os outros cavalos, deu uma guinada para voltar à margem, mas em um instante foi arrastado pela correnteza furiosa. Agora nem sequer dava para vê-lo. Meu menino dourado se foi. E se ele se afogar? E se quebrar uma pata nas pedras? E se um crocodilo o pegar?"

Cavaleiro das Américas, lançamento da HarperCollins Brasil, é o relato emocionante dessa jornada mais que inusitada, permeada de desafios, surpresas e muita força de vontade, e das lições e inspirações que ela proporcionou. Cartéis de drogas mexicanos se misturam a pessoas de solidariedade extraordinária, e ao amor incondicional de um caubói por seus cavalos. Em meio a personagens e lições únicas, o leitor vai se sentir inspirado a pensar fora da caixa e não desistir de seus sonhos, por mais improváveis que pareçam.

            A obra ainda vem com oito páginas de fotos coloridas que ilustram cenários da jornada de Filipe e seus cavalos, desde o início da viagem até a chegada em Barretos.

 

Sobre o autor: Filipe Masetti Leite é jornalista, caubói e aventureiro. Formado em jornalismo pela Ryverson University de Toronto, ele já fez trabalhos para a TV Omni, a Radio CBC e a Globo Internacional. Atualmente escreve para diversas publicações no Canadá e no Brasil, incluindo os jornais Toronto Star e Caledon Enterprise e as revistas Trip e Country Fever no Brasil. Durante a sua longa jornada de dois anos em cima de uma sela, Filipe filmou, editou e publicou 90 episódios de sua viagem, disponíveis agora no site www.outwildtv.com/ journeyamerica. Depois da viagem a Barretos, Filipe levou seus cavalos para conhecer a Terra do Fogo e está sempre em busca de uma nova aventura.

 

 

Por que doi tanto dar adeus?

Tenho que encerrar esse ciclo...

É o que ouço de psicologos,amigos e familiares.

É também o que sei que devo fazer.

Mas meu coração deve ser surdo porque não escuta ou não quer entender,sei lá.

O fato é que após 1 ano e 11 meses,exatamente,estarei lá,no ponto de partida,te dando meu adeus.

Chegou nossa hora de cortar os laços.

E doi muito.

Mas sei que voce precisa descansar.Se encher de luz e partir.

Não tenho o direito de prender voce neste plano com meu egoismo.

Ter essa sensação de que voce ainda está ai,que nada mudou.

Neste final de semana enfrentarei meus fantasmas e medos.

Pegarei um avião e irei de encontro ao vazio que será chegar e ver seu sofá vazio.

Chegar sem seu sorriso,sem seu carinho,sem seus presentinhos,sem sua cadeira de rodas.

Sem ir ao mercado no domingo cedinho ver tua alegria em comprar porcarias para dar aos filhos e netos.

Como será encarar isso?

Não sei.

Mas será necessário descobrir.

O que sei é que será nosso despedida física.

Mas saiba que nunca terá um dia que deixarei de pensar em voce.

Por hora e por aqui será um adeus.

No meu coração será um até breve,mãe.

Clau.

Última atualização em Seg, 07 de Agosto de 2017 14:36
 

Pets – A Vida Secreta dos Bichos

O que o seu bichinho de estimação faz quando você está fora de casa?

Partindo dessa premissa, os diretores Yarrow Cheney e Chris Renaud fizeram “Pets”, uma animação prá lá de divertida, que vai fazer você dar boas risadas.

O filme é engraçadíssimo, é cheio de piadas, tem personagens que são carismáticos e ainda conta com referências atualizadas de Nova Iorque.

Aliás, o filme é um verdadeiro passeio pela cidade.

Max é um cachorro, que é tratado com muito amor e carinho, ele mora com a sua humana em um apartamento de Manhattan.

No mesmo prédio moram vários amigos dele, cães, gatos, pássaros e porquinhos da Índia.

Assim que seus humanos saem, os bichinhos aproveitam para fazer o que gostam, uns ouvem músicas, outros se coçam em batedeiras, e outros se encontram para conversar.

Tudo vai bem até que um dia a humana de Max leva para casa um novo cachorro, ele é Duque, um animal maior e mais espaçoso que Max.

Após algumas peripécias dos dois, eles acabam saindo de casa e começam a trilhar um caminho de muitas aventuras. Eles andarão por vários lugares da cidade, além de conhecer os seus esgotos e principalmente seus moradores.

Junto a essa aventura se unirão os amigos de Max que fazem de tudo para encontra-lo.

“Pets” é um filme contagiante, tem conteúdo tanto para adultos quanto para crianças.

A dublagem do filme está ótima, assisti a versão com os atores nacionais, Tatá Werneck, Danton Mello, Tiago Abravanel e Luis Miranda, e o que é muito legal é que eles emprestam suas vozes aos personagens de uma forma que não fica evidente que são eles, e isso dá ainda mais originalidade aos carismáticos bichinhos.

Antes do longa começar, você vai ter a oportunidade de assistir um curta metragem dos Minions que também é muito legal.

Enfim, “Pets – A Vida Secreta dos Bichos” é um ótimo divertimento para você, e também um filme perfeito principalmente para os apreciadores de animais! Recomendo.

Título Original: The Secret Life of Pets.
Gênero: Animação/Comédia
Tempo de Duração: 1 hora e 27 minutos
Ano de Lançamento: 2016

Direção: Yarrow Cheney, Chris Renaud.

Elenco/Vozes: Danton Mello, Tiago Abravanel, Luis Miranda, Tatá Werneck.

RITA VAZ

TUDO SOBRE FILMESwww.ritavazm.blogspot.com.br

 

Feira de Inverno e Gastronomia

Uma super feira recheada de produtos voltados para você, para quem você queira presentear, para sua casa, escritório, seu animal de estimação e muito mais! Essa será a Feira de Inverno e Gastronomia, que acontece neste sábado, 1° de julho, das 10h às 19h, no Clube Recreativo Dom Pedro II. Organizado pelo Grupo Queens Eventos, a feira contará também com uma área gastronômica com muitas delícias tradicionais do inverno, para comer lá mesmo ou para levar pra casa.

Entre os produtos será possível encontrar moda feminina, masculina e infantil, calçados, acessórios, como bolsas, carteiras, cintos, bijuterias e semi joias, artesanatos variados, cosméticos e maquiagens. Na praça de alimentação, delícias de Minas Gerais, como queijos, doces e cachaças, bolachas, cupcakes, bolos, docinhos e bombons artesanais, geleias gourmets, sopas, escondidinhos, cachorro quente, bebidas em geral, cafés e chopes.

No palco a escola de dança Disco Dance Company fará uma apresentação inédita com seus alunos, revivendo a época das discotecas dos anos 70, com início às 16h. Em sua segunda edição, a Feira de Inverno e Gastronomia é um programa indicado para toda a família.

Serviço:

Feira de Inverno e Gastronomia

Quando: sábado, 1° de julho, das 10h às 19h

Onde: Clube Recreativo Dom Pedro II - Rua Brigadeiro Franco, 3662, Curitiba (PR)

Entrada gratuita / Estacionamento no local

Última atualização em Ter, 27 de Junho de 2017 16:58
 

Feridas na alma que não cicatrizam

Há um forte consenso quanto ao papel dos pais no modo que as crianças se desenvolvem, definem seus padrões e condutas morais. Por esse motivo, quando os pais são violentos, estes se tornam fundamentalmente responsáveis por danos que podem perdurar a vida inteira.

No livro Caraval, best-seller de estreia da autora norte-americana Stephanie Garber que chega ao Brasil com exclusividade pela Editora Novo Conceito, Scarlett, personagem principal da obra sofre com um pai abusivo.

“Scarlett sentiu a mão enluvada segurá-la no braço. No momento seguinte, a cabeça dela virou; cada centímetro do couro cabeludo ardeu quando o pai a agarrou pelos cabelos [...] Sufocou um gemido, uma lágrima dolorosa escorrendo por seu rosto. Com o pescoço assim inclinado, não conseguia ver o pai, mas podia imaginar a expressão doentia no rosto dele.

A situação só tendia a piorar. [...] Scarlett caiu de joelhos e o ar fugiu de seus pulmões. A visão escure­ceu quando ela foi ao chão. Podia apenas sentir a dor, o eco dos punhos do pai e a terra manchando suas mãos enquanto lutava para se erguer.” (p. 247).

Um levantamento das denúncias de maus tratos contra crianças e adolescentes, realizado pela última vez em 2014 e divulgado pela Secretaria Nacional de Direitos Humanos do Governo Federal, revela que a cada dez minutos uma criança é vítima de violência no Brasil.  Ainda segundo a pesquisa, mais de 150 mil crianças e adolescentes são vítimas de algum tipo de violência todos os anos.

É válido lembrar que o termo violência está em sua maioria associado à agressão física, no entanto, é importante não esquecer que palavras e atitudes podem ser tão nocivas quanto um tapa.

A violência, seja física ou psicológica, é algo terrível para os que a vivenciam e não deve ser ignorada. Em caso de qualquer tipo de perturbação, não se cale, denuncie!

 

Ficha Técnica
Autora: 
Stephanie Garber  
Título: Caraval
ISBN: 9788581638560
Selo: NOVO CONCEITO
Páginas: 352
Preço: R$ 39,90

 

Última atualização em Sex, 26 de Maio de 2017 08:55
 

A Hora É Agora!

Como viabilizar recursos para o seu patrimônio

 

agora 

 

O envelhecimento da população brasileira tem aumentado os gastos do governo federal relativos à aposentadoria. De acordo com os dados do INSS, 2016 apresentou um crescimento de 12% em relação ao período de janeiro a junho do ano anterior (2015), por isso, há algum tempo a reforma da Previdência vem sendo discutida.

 

As incertezas sobre o assunto e o estabelecimento de novas regras para a concessão dos benefícios têm deixado os brasileiros inseguros. Além disso, o modelo da previdência pública do Brasil garante apenas o salário base, mesmo se contribuindo sobre um salário maior, havendo assim a necessidade na quase totalidade dos casos de complementação de renda.

 

Fica cada vez mais evidente que a solução deste problema passa pela ação direta de cada indivíduo, de seus esforços e principalmente de planejamento financeiro. Quanto mais tarde deixar o início deste projeto, maior será o esforço e menor será o resultado.

 

O segredo é fazer o tempo trabalhar a seu favor. À medida que a expectativa de vida aumenta é fundamental a programação antecipada de parte do orçamento.

 

 

Uma opção muito interessante é utilizar o consórcio imobiliário como ferramenta de formação de patrimônio. Além de atuar como uma poupança forçada e disciplinar a modalidade é regida e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil. Está na Lei 11.795 toda fundamentação da segurança aos seus participantes. É uma das modalidades mais seguras no mercado.

 

Outra característica importante é a flexibilidade do produto. É possível destinar o produto para a compra de um imóvel para locação e com este valor, paga as parcelas mensais, ou seja, um autofinanciamento. Porém para aqueles que desejam somente a poupança forçada e obter os rendimentos das atualizações, também se apresenta como uma alternativa muito interessante.

 

Final e início de ano nos leva a pensar no que fizemos, no que deixamos de fazer e no que queremos fazer, portanto lembre-se: para que tudo dê certo é necessário planejar.

 

Compare alguns valores

Digamos que em seu orçamento exista uma disponibilidade de R$ 500,00 reais por mês e deseja fazer esse investimento por 15 anos, visando seu patrimônio e aposentadoria:

 

tabela


 

Sempre importante:

 

(*) Rever anualmente e atualizar os valores mensais aportados no projeto.

(*) Pesquisar sempre as taxas, pois elas oscilam conforme as taxas de mercado.

(*) Valores baseados em informações gerais de mercado, considerando média das aplicações e perfil dos produtos que podem sofrer variações.

(*) Procure sempre conhecer os produtos. Agende visitas com consultores. Vá até os bancos e empresas. Converse. Planeje!

 

Acesse o representante autorizado da Ademilar para mais informações sobre o consórcio imobiliário.

 

Leia também

Novo Colunista - Ademilar

Última atualização em Sex, 27 de Janeiro de 2017 10:07
 


Página 1 de 2
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.