Obesidade pode deixar marcas

obesidade adolescente 620

Não é só o corpo que sofre com os quilos a mais. A obesidade, doença que afeta 18,9% da população brasileira, é um fator de risco importante para a saúde mental, podendo levar à depressão, ansiedade, estresse e problemas de autoestima, principalmente quando ela surge na infância e na adolescência.

No Brasil, segundo dados do IBGE, 15% das crianças entre 5 e 9 anos e 25% dos adolescentes, têm sobrepeso ou obesidade. Sendo que em 95% dos casos, a origem da obesidade está ligada ao desmame precoce, sedentarismo, alimentação inadequada e problemas familiares.

Impactos na saúde mental
Segundo a psicóloga Ghina Machado, da Estar Saúde Mental, vivenciar a obesidade em idade tão precoce traz diversos impactos, tanto sociais como psicológicos. “A obesidade afeta a autoestima devido ao estigma de ser obeso. Frases como “só é gordo quem quer”, “falta força de vontade”, “come demais porque não tem vergonha na cara”, são alguns exemplos que reforçam o estigma da obesidade. O preconceito em relação aos obesos é muito comum e pode deixar marcas para a vida toda quando acontece na infância ou adolescência”.

Outro fator importante é a aceitação da autoimagem. “A aceitação da imagem corporal é essencial para o adolescente se sentir seguro no convívio entre seus amigos e na sociedade em geral. Quando isso não acontece, pode gerar problemas nas relações sociais, no processo de formação da identidade e, claro, na autoestima. O adolescente obeso também pode sofrer por se sentir “fracassado”, seja em relação à perda de peso ou pelo fato de ser obeso, o que também leva a um sentimento de inferioridade constante”, comenta Ghina.

Bullying: um capítulo à parte
Um estudo mostrou que no Brasil cerca de 50% dos adolescentes obesos sofrem bullying. “Este tipo de agressão sempre existiu, apesar da nomenclatura ser relativamente nova. O que ficou mais claro nos últimos anos é que as agressões durante a vida escolar ou adolescência, a dor carregada dentro si, as humilhações e os constrangimentos podem levar ao isolamento social, depressão, entre outros problemas que são levados para a vida adulta”, explica a especialista.

images

A origem da obesidade
Apenas 5% dos casos de obesidade tem relação com alguma outra doença. A maioria das pessoas desenvolve a obesidade devido aos maus hábitos de vida, principalmente comer demais e praticar atividade física de menos. Entretanto, há um componente emocional muito importante na comida: o conforto emocional. E é justamente por isso que a maioria das dietas fracassa, ou seja, para perder peso e mantê-lo, muitas vezes, é preciso entender, com a ajuda da psicoterapia, porque se come tanto, quais sentimentos e pensamentos estão envolvidos e como melhorar a relação com a comida.

Padrão familiar
“Há casos em que os pais têm maus hábitos e, por isso, são obesos e perpetuam este padrão. Os pais podem ter dificuldade de aceitar a própria obesidade. Isso quer dizer que se não conseguem olhar para si próprios, não poderão olhar para a obesidade dos filhos e buscar tratamento”, reflete a psicóloga.

Para Ghina, há também os pais que não conseguem negar o alimento para os filhos, sabotando a dieta. Além disso, há crianças e adolescentes que recorrem à comida para enfrentar problemas que não sabem solucionar ou ainda para se autoconfortar, principalmente quando há pouca atenção ou afeto dos pais.

Psicoterapia é fundamental
A obesidade tem um componente emocional muito importante. Por isso, seu tratamento deve envolver, além de nutricionista e\ou endocrinologista, o acompanhamento com um psicólogo, principalmente para crianças e adolescentes. Os pais também precisam se envolver no tratamento, pois muitas vezes a causa da obesidade está na dinâmica familiar e todos precisam se engajar para alcançar o sucesso.

Última atualização em Seg, 19 de Fevereiro de 2018 13:10
 

Tome uma atitude - Pare de Fumar

Parar de fumar pode ter dar uns dias a mais de...férias?

allan carr easy way stop smoking 1Allen Carr's

Quem acompanhou o Jornal Nacional (08), com certeza assistiu a matéria de uma empresa de publicidade japonesa que bonifica com seis dias a mais de férias os funcionários que não são fumante. Isso porque o Departamento de Recurso Humanos fez as contas, e constatou que cada “pausinha” para o cigarro representava, em até, 15 minutos fora do escritório.

Para incentivar os hábitos saudáveis dos empregados e bonificar aqueles que passam tempo integral dentro da empresa, assim produzindo mais durante o expediente, os executivos chegaram em uma solução: iriam proporcionar um período de férias maior para os não fumantes, sendo assim, quem não fuma ganha seis dias a mais de férias por ano.

Os funcionários acharam a proposta justa e inclusive quatro deles já se tornaram ex-fumantes. Porém nem todas as pessoas possuem a mesma facilidade para largarem os maus hábitos. Foi pensando em ajudar todos aqueles que desejam parar de fumar, mas não sabem por onde começar, que Allen Carr desenvolveu O Método Fácil Para Parar de Fumar, publicado no Brasil pela Bazar Editorial. Na Obra, Allen apresenta métodos diferenciados que já ajudaram mais de 30 milhões de pessoas a largarem a nicotina, entre eles grandes celebridades, como os atores Anthony Hopkins e Ashton Kutcher.

 

imagem release 1199769

Ficha técnica: O Método Fácil de Parar de Fumar
Editora: Bazar editoria
Gênero: saúde/tabagismo
Preço: R$ 39,00
ISBN: 9788563795168
Tamanho: 14x21 cm
Páginas: 224

Última atualização em Qua, 14 de Fevereiro de 2018 13:46
 

Só 20% das mulheres fazem a mamografia

Hospital São Camilo lembra a importância do exame no Dia Nacional da Mamografia, comemorado em 5 de fevereiro

010501 02 thum

No próximo dia 5 de fevereiro é celebrado o Dia Nacional da Mamografia, que tem como objetivo reforçar a importância do exame que identifica o câncer de mama. Segundo a Fundação do Câncer, a doença afeta cerca de 57 mil mulheres por ano, mas é um tumor curável em até 98% dos casos se detectado na fase inicial. O diagnóstico precoce pode evitar a retirada do seio.

Mesmo com as grandes chances de cura, dados da Pesquisa Avon/IPSOS – Percepções sobre o Câncer de Mama – revelam que apenas 20% das mulheres brasileiras fazem a mamografia ao menos a cada dois anos.

A realização de exames periódicos de acordo com a faixa etária é um importante instrumento de prevenção para investigação e diagnóstico de possíveis problemas, não só do câncer de mama, conforme explica Cintia Pereira, ginecologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo. “Esse cuidado e controle pode permitir a detecção de doenças sérias, que podem vir a se tornar a causa de morte ou morbidade do público feminino, quando não diagnosticadas”. Além disso, a especialista alerta sobre a necessidade de se adotar um estilo de vida saudável. “É importante ressaltar que, além da realização dos exames preventivos, o bem estar físico, psíquico e social depende também de atitude em relação à vida. Portanto, é sempre benéfico manter a alimentação saudável, praticar atividades físicas com regularidade, tomar banhos de sol sempre que possível, dormir suficientemente todos os dias e evitar hábitos prejudiciais, como o tabagismo, excesso de álcool e drogas.”

Desde junho de 2016, a Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo passou a contar nas Unidades Pompeia e Santana com o Centro de Saúde da Mulher, dedicado ao serviço de Ginecologia, suas subespecialidades e exames de diagnóstico.  O maior diferencial do espaço é atender todos os tipos de patologias ginecológicas em uma abordagem integral da saúde da mulher, desde a prevenção, diagnóstico e cirurgias de patologias benignas, até casos como oncologia mamária e pélvica.

Cintia ressalta ainda a importância do tratamento multidisciplinar que é oferecido pelo Centro. “Após o diagnóstico, o tratamento pode envolver desde medicação adequada, cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Para cada caso, é estudada a melhor abordagem, podendo ser trabalhada junto com outras especialidades, como cardiologia, reumatologia, endocrinologia e psiquiatria”, explica.

Além do câncer de mama, o Centro de Saúde da Mulher também realiza o diagnóstico e o tratamento para outros tipos de patologia, como câncer de colo de útero e de ovário e miomatose uterina (tumores não cancerosos no útero que surgem na fase reprodutiva da mulher).

O atendimento às pacientes é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, em pronto atendimento. Já o atendimento ambulatorial com horário marcado ocorre de segunda a sexta, das 8h às 19h, e aos sábados, das 8h às 13h.

Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo

A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo é composta por três modernos hospitais que fazem parte da história da capital paulistana: Pompeia, Santana e Ipiranga. Excelência médica, qualidade diferenciada no atendimento, segurança, humanização e expertise em gestão hospitalar são seus principais pilares de atuação. As Unidades têm capacidade para atendimentos eletivos, de emergência e cirurgias de alta complexidade, como transplantes de medula óssea. Hoje, a Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo presta atendimento em mais de 60 especialidades, oferece ao todo 685 leitos e um quadro clínico de mais de 3,7 mil médicos qualificados. Seus hospitais possuem importantes acreditações internacionais, como a da Joint Commission International (JCI), renomada acreditadora dos Estados Unidos reconhecida mundialmente no setor, a Acreditação Internacional Canadense e a da ONA (Organização Nacional de Acreditação). A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo faz parte da Sociedade Beneficente São Camilo, uma das entidades que compreende a Ordem dos Ministros dos Enfermos (Camilianos), uma entidade religiosa presente em mais de 30 países, fundada pelo italiano Camilo de Lellis, há mais de 400 anos. No Brasil, desde 1928, a Rede conta com expertise e a tradição em saúde e gestão hospitalar.

Última atualização em Seg, 05 de Fevereiro de 2018 16:34
 

Kinta Home Decor | Katalin Stammer

Projeto foi publicado na edição 40 da Revista Place

 

2017 Nenad KatalinStammer Place 9431 EditarAltaFoto: Nenad Radovanovic

 

A boutique de acabamentos Kinta Home Decor é a patrocinadora oficial do projeto corporativo da arquiteta e designer Katalin Stammer, que é destaque de capa na edição 40 da Revista Place. Neste projeto, as linhas orgânicas e natureza se unem para transmitir tranquilidade e suavidade. Segundo a arquiteta Katalin Stammer, o diferencial do projeto foi a aplicação do design sensorial para a realidade do cliente. “O projeto foi pensado para o usuário através da visão dos sócios, que tinham como prioridade o bem-estar para as pessoas que frequentam o local, que é uma Câmara de Conciliação”, afirma a arquiteta.

 

Optou-se por trabalhar o design de interiores que proporcionasse diferentes sensações ao estar no ambiente. “A ideia foi sempre focar no ser humano e não só no posicionamento da marca”, explica Katalin. As cores leves, porém com tons coloridos são predominantes no projeto.

 

2017 Nenad KatalinStammer Place 9284 EditarAltaFoto: Nenad Radovanovic

 

2017 Nenad KatalinStammer Place 9256 EditarAlta
Foto: Nenad Radovanovic

 

 

Sobre a Kinta Home Decor
A Kinta Home Decor é uma boutique de revestimentos, pisos, metais e louças das categorias mais sofisticadas, de consagradas marcas nacionais e internacionais. A loja está localizada na 
Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1645 – Batel.

 

SERVIÇO
Local:
 Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1645
Telefone:
 (41) 3074-7255
Instagram:
Kinta Home Decor
Facebook:
 Kinta Home Decor

Última atualização em Qui, 25 de Janeiro de 2018 16:06
 

O que você pode trazer na bagagem?

Lista de produtos que podem ser trazidos de viagens internacionais vai de embutidos a produtos lácteos

 

Foto4 Bagagem de mao Foto da internet

Além de lembranças das viagens, muita gente quer trazer na bagagem algumas guloseimas descobertas em outros países. Mas a entrada de produtos de origem animal e vegetal é cercada de cuidados. Saiba o que, e quanto, você pode trazer na mala.

Desde 2016 o rol de produtos que podem ser trazidos e a quantidade por pessoa aumentaram. Desde aquele ano é possível ingressar no País com até 10 kg produtos cárneos, como presuntos cozidos ou maturados por no mínimo quatro meses, embutidos, desde que dessecados, e charque, jerked beef e tasajo, todos dessecados e salgados, em embalagens invioladas. "É imprescindível que o produto venha embalado e com rótulo original de fabricação. É, ainda, necessário que o rótulo contenha a informação de que o produto é dessecado, salgado ou o período de cura ou maturação", informa o auditor fiscal federal agropecuário Oscar Rosa, que atua no Posto de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) do Aeroporto de Brasília.

Também é possível trazer laticínios como queijos de longa maturação – no mínimo dois meses –, doce de leite, manteiga, iogurte, leite UHT e em pó. Derivados de ovos, desde que pasteurizados, e pescados, que devem ser salgados, defumados ou eviscerados dessecados. Para esses produtos o limite é de 5 kg ou 5 litros – no caso de iogurtes – por passageiro. "A regra é a mesma usada para os cárneos. Os produtos têm de estar em embalagens fechadas e com rótulo de origem. É comum pessoas tentarem ingressar com queijos em cunhas ou pedaços cortados em mercados. Isso não é permitido", explica Rosa. Alimentos para animais de estimação também seguem essas mesmas regras de quantidade por pessoa e embalagem.

O auditor fiscal lembra que é terminantemente proibido o ingresso no País, em bagagem de passageiro, de solo, mel, produtos caseiros e de origem vegetal in natura, como flores, sementes, mudas e frutas, além de agrotóxicos e fertilizantes.

Para entrar no País com produtos agropecuários é preciso notificar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). "É necessária a declaração de todo produto que entra no País, ainda que autorizado", lembra Rosa. Para fazer a declaração, basta acessar o site da Receita Federal e preencher a Declaração Eletrônica de Bens do Viajante, o e-DBV.

Para mais detalhes sobre o que pode e o que não pode ser trazido, acesse a lista aqui ou a Instrução Normativa 11/2016 aqui.

Última atualização em Sex, 19 de Janeiro de 2018 16:22
 

Reflexão | Como viver seu propósito

1 g6mxD9JVBJP3u4jOhb1Z4QImagem cortesia de Unsplash 
 
*Por Semadar Marques

Você tem escutado toda essa história de buscar um sentido e significado para a vida e ainda se acha distante de que isso seja pra você? Tudo bem, eu lhe entendo. Às vezes estamos tão imersos na engrenagem que nem percebemos o que pode ser questionado.
E dá medo de questionar mesmo. Sair da zona de conforto para buscar algo que realmente faça sentido pode ser muito dolorido. Mas, se pra você encarar a segunda-feira é um suplício e mudar as circunstâncias ainda não é possível, mas no fundo tudo que você quer é fazer algo que realmente faça sentido, calma. Quero lhe dizer que é possível.

Antes de tudo, será necessário entender que a mudança não é primeiramente externa. É determinante ponderar seus paradigmas e questionar como você está percebendo seu entorno. Eu sinto lhe dizer que, se você não tem disposição para o autoconhecimento, dificilmente conseguirá dar uma guinada. Questionar suas crenças é o que irá garantir sua mudança de atitude.

Enquanto você enxergar sua vida, seu trabalho atual e tudo que lhe rodeia agora como um fardo, a motivação necessária para definir objetivos que lhe desafiem e motivem a agir em prol deles vai faltar. E não adianta reclamar. Aliás, essa é outra questão.

Por favor, pare de reclamar. Olhe para tudo o que conquistou até agora. Valorize e agradeça sua trajetória, pois aquilo em que você está focando seu olhar agora é o que irá se expandir. Se reconheça e valorize diariamente o que construiu. Assim, terá maior energia e engajamento para uma mudança. Ter um senso claro de propósito e do que faz sua vida significativa não é somente uma questão profissional. É uma questão de saúde mental. 

Diversas pesquisas científicas já comprovaram que desenvolver este senso está relacionado a uma série de benefícios para a saúde, incluindo melhor sono, menos acidentes vasculares cerebrais e ataques cardíacos, além de menor risco de demência e morte prematura.

Fazer a si próprio as perguntas certas também é essencial. Tenha consciência de quais são os seus valores e saiba que eles existem para serem vividos. Se você não está vivendo aquilo em que acredita, então nunca conseguirá experienciar seu propósito. É preciso ter clareza de quais são estes valores, pois no momento em que a vida exigir que se façam escolhas, elas precisam ser baseadas no que, de fato, é relevante e não por problemas que aparecem pelo caminho. Não questionar quais são estes princípios drena a energia para que se possa dizer não aquilo que não faz sentido e não está de acordo com sua própria natureza. E convenhamos, não é difícil ser levado pela maré e optar por algo que não tem nada a ver conosco por não estarmos atentos a isso.

E para finalizar, mas não menos importante, lembre-se: você não precisa jogar seu emprego atual para o alto somente porque ele não está alinhado com estes valores. O ideal é estabelecer objetivos bacanas, os quais lhe permitam viver algo com significado. Aí levantar na segunda para trabalhar em um emprego sem graça começará a fazer sentido. E você também pode exercer seu propósito em situações não profissionais como, por exemplo, um trabalho voluntário, um blog onde você irá expressar o que acredita, enfim… O que importa mesmo é ter a clareza do que lhe é importante e encontrar caminhos para transformar esses valores em algo concreto.

Eu lhe garanto, é exatamente isso que lhe trará uma vida com mais sentido e mais prazer.

*Semadar Marques é especialista em Empatia, Liderança Colaborativa, Propósito de Vida e Inteligência Emocional. Através de suas palestras, conferências e workshops sobre esses temas, Semadar busca inspirar as pessoas a irem atrás do que lhes faz plenamente felizes. www.semadarmarques.com.br   
Última atualização em Qua, 17 de Janeiro de 2018 18:21
 


Página 1 de 6
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.