Estreia em Curitiba "Marido por acaso"

Em um triangulo amoroso volta às telas Uma Thurman.

Trabalhando como consultora de uma radio ela aconselha um de suas ouvintes a terminar o relacionamento.O ex,incorformado,resolve se vingar da radialista.

Com a ajuda de um hacker ele altera nos registros a condiçao social dela para casada e dai a confusão toda se forma pois quando ela realmente vai se casar descobre que já está casada: e com o seu inimigo.

 

 

Fernando Severo é o convidado do Festival Carta Branca

Fernando Severo é o convidado do Festival Carta Branca

Cineasta curitibano, finalista da 37ª edição do Festival de Gramado, é o destaque do mês no evento realizado no Paço da Liberdade

CURITIBA, 22/07/2009 – Neste sábado, dia 25 de julho, o cineasta Fernando Severo, coordenador do curso de Cinema Digital do Centro Europeu e selecionado para a mostra competitiva da próxima edição do Festival de Gramado, com o longa-metragem "Corpos Celestes" (co-direção de Marcos Jorge), é o convidado especial do Festival Carta Branca, evento mensal, realizado no Paço da Liberdade SESC-PR, que visa o fortalecimento e a divulgação do cinema, propondo uma intensa troca de experiências entre os profissionais da área.

Atuando profissionalmente há mais de 20 anos, Fernando Severo é responsável por diversos filmes e vídeos vencedores de inúmeros prêmios nacionais e internacionais de cinema. No  Festival de Gramado de 2003, o filme "Paisagem de Meninos", de Severo, recebeu os Kikitos de Melhor Média-Metragem, Melhor Roteiro, Melhor Ator e Prêmio Especial do Júri (Direção de Arte). Além disso, o cineasta foi selecionado, entre outras, para a Mostra Competitiva do Festival de Clermont-Ferrand, na França, considerado o  mais importante do mundo no gênero curta-metragem, e o seu curta "O Mundo Perdido de Kozák" recebeu o Kikito de Melhor Roteiro, em Gramado, e mais dezesseis prêmios nacionais, além de ter sido selecionado pelo Festival de Oberhausen (Alemanha).

No Festival Carta Branca, o cineasta está apresentando sete filmes que marcaram sua formação e trajetória artística, entre eles o clássico "Morangos Silvestres", de Ingmar Bergman, que será exibido neste sábado. Antes da exibição, Severo debaterá com o público sobre as obras escolhidas e, também, irá falar um pouco sobre sua carreira. O evento terá início às 16h e a entrada será gratuita. O Paço da Liberdade SESC – PR está localizado na Praça Generoso Marques.

Mais informações pelo telefone (41) 3234-4200.

 

Contato com Jodie Foster

Minha dica de filme hoje vai para Contato.

Sinopse:

Desde menina, Ellie (Jodie Foster) buscou indícios de outras vidas no universo. Quando recebe uma mensagem com uma máquina capaz de levar um ser humano e fazer contato com extraterrestres, reinvidica o direito de ser escolhida para a missão.
Pessoas que como eu acham muita pretensão sermos os únicos neste imenso universo vai gostar.

Quando ouvi  esta mesma frase que eu sempre digo sobre este assunto fiquei mais intrigada ainda.

Durante toda minha vida acreditei que a Terra é como um estágio..tipo um "terceiro mundo" e que quando partimos é como se fossemos para um mundo melhor...

Sonhos talvez de quem não acredita em uma não conitnuidade deste estágio de aprendizado que vivemos por aqui.

Opinião pessoal minha,claro....fiquem à vontade para não concordar.

Premiações
- Recebeu uma indicação ao Oscar, de Melhor Som.

- Recebeu uma indicação ao Globo de Ouro, de Melhor Atriz em Drama (Jodie Foster).


Voce encontra nas locadoras e eu gostei bastante.

 

 

Sandra Bullock de volta as telas de cinema!!

Ela está de volta. A belíssima atriz Sandra Bullock estreia nesta sexta-feira nos cinemas brasileiros sua nova comédia romântica A proposta, na qual ela interpreta Margaret Tate, uma editora de livros de Nova York muito poderosa, cuja vida está prestes a mudar.

O filme é sucesso de bilheteria e críticas nos Estados Unidos. Bullock, de 44 anos, representa em A proposta uma executiva que finge um noivado com seu assistente (Ryan Reynolds) para evitar a deportação para o Canadá, país onde nasceu.

As risadas são garantidas quando ela conhece os pais dele. Com um casamento improvisado sendo organizado e um oficial da imigração em seu encalço, Margaret e Andrew, relutantemente, juram seguir o plano seja lá como for.

A última vez em que a atriz estrelou um filme que ficou no primeiro lugar das bilheterias foi em 1999 com a produção Forças do destino, em que dividiu a cena com Ben Affleck. Suas últimas grandes estreias foram A casa do lago (2006) e Premonição (2007), que levantaram 50 milhões de dólares cada.

Mas a atriz geralmente obtém as melhores bilheterias quando atua em comédias românticas como Miss simpatia (107 milhões de dólares) e Amor à segunda vista (93 milhões de dólares).

Dirigido por Anne Fletcher (Vestida para casar), A proposta é uma grande proeza no gênero cômico de Sandra Bullock, uma das atrizes mais consagradas, queridas e aclamadas de Hollywood. Ela falou sobre seu novo filme no Four Seasons Hotel de Beverly Hills.

P: A proposta tem uma maravilhoso toque clássico de Hollywood, reminiscência da era de ouro das comédias.

Sandra Bullock:
É engraçado, [o roteiro] lembra um filme dos anos 1930s e 1940s, com elementos de Hepburn e Tracy, ou The Philadelphia story, quando as pessoas não estavam preocupadas em serem bonitas e politicamente corretas em relação a tudo. Naquela época, eles escreviam roteiros muito bem para comédias, que por acaso tinham romance também. Eu, pessoalmente, parei de fazer comédias românticas porque eu não aguentava mais. Elas não eram engraçadas. Não eram românticas. Então, para mim, elas não tinham nada a dizer. Este filme, porém, me pareceu diferente, uma grande comédia com uma paisagem que também era um personagem muito importante. Nós não nos baseamos em nada em especial, mas eu fiquei feliz pela história ser tão inteligente.

P: Como tudo aconteceu?

SB: Bem, inicialmente eu disse não, porque aquela palavra CR (comédias românticas) não me animava, eu não tinha nenhuma vontade de fazer. Então, uma pessoa que eu conheço muito bem disse: “Apenas leia e depois poderá ter uma opinião sobre o filme”. E eu li. E fiquei muito chateada (risos). Porque era muito bem escrito. O problema, então, era saber quem poderia dirigir uma comédia assim? Quem poderia elevar o nível? Quem fará parte do elenco? E eles disseram: “E se escalássemos Ryan Reynolds?”. Eu conheço Ryan há algum tempo, então assim que eles falaram isso ficou muito mais difícil de dizer não. E então todos os elementos se encaixaram.

P: Você também se comprometeu a fazer uma cena de nudez. É uma cena cômica mas, mesmo assim, uma cena de nudez. Como foi?

SB: Se eu fosse fazer uma cena de nudez na minha carreira, este seria o momento certo para isso. Se posso fazer isso como uma piada, é ótimo. E Ryan e eu queríamos o riso. Nós queríamos que fosse algo que nunca se viu antes. Anne Fletcher, a diretora, queria que a cena fosse coreografada de uma certa maneira e nós concordamos com isso. Eu apenas disse: “Por favor, não deixe isso acabar no YouTube”.

P: Você está linda. Você fez dieta ou exercícios para fazer esse filme?

SB: O engraçado em nosso trabalho é que somos pagos para contratar alguém para fazer a gente se exercitar (risos). Mas eu controlei um pouco a alimentação e simplesmente não comi chocolate antes de filmar. Sabe, eu adoro o meu corpo. Mas quando você o vê daquele tamanho na tela e o vê batendo contra outro corpo, bem, as coisas mudam (risos). Você só não quer muita coisa se mexendo! A pressão é total, mas no dia seguinte você pode comer o que quiser.

P: O que achou de trabalhar com Anne Fletcher? Foi bom ter uma diretora com experiência em coreografia?

SB:
A combinação de dança e comédia é ótima. Se pensar sobre isso, essa combinação vem desde aquelas grandes comédias da era de ouro. Havia um ritmo. Havia uma coreografia. Havia muita perspicácia combinada com movimentação de câmera. Você precisa ter esse senso de ritmo em comédia, e Anne tem isso em muitos níveis diferentes, em muitos estilos diferentes de comédias. Ela tem esse dom. Ela é o máximo.

P: É um ótimo elenco, especialmente o desempenho de Betty White, que interpreta sua futura sogra na tela?

SB: Ela é um gênio cômico. Seu profissionalismo e sua energia são incríveis.

P: O que faz você rir?

SB: O que me faz rir? Eu, nua, me faz rir. Especialmente com a iluminação horrível que temos em casa, que é luz baixa. Eu digo: “Ai, meu Deus” (risos). As pessoas muito perspicazes e pessoas com humor autodrepreciativo me fazem rir. Animais fazendo coisas bobas me fazem rir. Quer dizer, praticamente qualquer coisa me faz rir. Eu sou um alvo fácil! Mas eu adoro uma inteligência afiada. E adoro humor ácido. Adoro quando as pessoas inventam coisas. Quando dizem coisas e não se censuram.

Extraido do site paranaonline

 

Transformers 2

 

Ontem fui conferir o longa que estreou esta semana Transformers 2.
O filme tem 2.20 hs e voce tem que gostar de ficção e ação.
É uma maratona de destruição total causada pelos robos.
Transformers foi um filme super esperado de Michael Bay mas após alguns minutos já se lembra da inepcia do diretor de  Armargeddon e do Transformer e outros.
Michael Bay mostra todo o filme como se fosse um climax e na verdade torna tudo super longo e cansativo.Primeiro, quando a narração de Optimus Prime reitera tudo aquilo que já está dito na imagem: os Autobots colaboram com o exército dos EUA em regime de sigilo para impedir que os Decepticons voltem a ameaçar o planeta. Logo em seguida, revemos Sam (Shia LaBeouf), prestes a entrar na faculdade, prestando juras de amor a Mikaela (Megan Fox) ...uma musica super romantica mostra o sofrimento do casal pela separação.
A mocinha em contraluz dando adeus com seu buque em mãos,heroi acenando dramaticamente após um bizarro casamento na mente da romantica donzela...nenhum dos dois diz a tal temida frase "Te amo" o que leva a um filme infantil por demais com o" fala voce...não ,primeiro voce...e tal"
Não dá pra dizer que os excessos de Transformers 2 são uma surpresa.
Eu,pessoalmente,achei super agitado,cansativo mas não de todo ruim...
A beleza de Megan Fox é incontestável e neste filme está ainda mais linda...
O longa poderia ser genial...se não fosse essa transgressão totalmente consciente.
Mas tem gosto pra tudo e acho que vale a pena conferir.
 

O Menino do Pijama Listrado

Minha dica de filme é O menino do Pijama Listrado..

Assisti ontem e fiquei extremamente comovida em ver a inocência das crianças e a arrogância dos adultos.

Se puder corra até a locadora e pegue para conferir.

Sinopse:

Bruno, de oito anos de idade, é o filho protegido de um oficial nazista cuja promoção leva toda família a deixar sua confortável casa em Berlim para seguir para uma área desolada onde o menino solitário não tem o que fazer e nem com quem brincar. Muito entediado e movido pela curiosidade, Bruno ignora as insistentes recomendações da mãe de não explorar o jardim dos fundos e segue para a fazenda que ele viu a certa distância. Lá ele encontra Shmuel, um menino da sua idade que vive uma existência paralela e diferente do outro lado da cerca de arame farpado. O encontro de Bruno com o menino do pijama listrado o leva da inocência a uma profunda reflexão sobre o mundo adulto ao seu redor conforme seus encontros com Shmuel se transformam em uma amizade com conseqüências devastadoras.

Diretor(es): Mark Herman (2)
Roteirista(s): John Boyne, Mark Herman (2)
Elenco: Asa Butterfield, Zac Mattoon O'Brien, Domonkos Németh, Henry Kingsmill, Vera Farmiga, Cara Horgan, Zsuzsa Holl, Amber Beattie, László Áron, David Thewlis, Richard Johnson (1), Sheila Hancock, Charles Baker, Iván Verebély, Béla Fesztbaum

 


Página 92 de 93
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.