Ricardo Amorim diz que crescimento da economia Brasileira deve surpreender em 2019

RICARDO AMORIM11
Ricardo Amorim diz que crescimento da economia Brasileira deve surpreender em 2019  (Foto: Divulgação)

 

 

Crise? Que crise? O último ciclo da crise econômica no Brasil já passou. “O fundo do poço ficou para trás”, afirmou Ricardo Amorim, um dos economistas mais influentes do mundo, durante palestra da última quarta-feira (dia 07), no Teatro Positivo, em Curitiba na 2º edição da Neoconnection4.0, que tem como objetivo levar conhecimento para transformar e inspirar pessoas.  Com o tema “Brasil 2019 - Tendências e Oportunidades” Amorim apresentou quais estratégias precisam ser adotadas, neste momento, para que as empresas, independentemente de ramo, atuação e porte, cresçam e tenham sucesso no mercado. A hora é agora.

 

Em uma linha do tempo entre os anos de 1900 até 2018, Amorim mostrou que a economia em baixa, não apenas no Brasil, mas em outros países, está ligada em geral às crises econômicas mundiais e não somente à administração governamental. Por isso, o mais preocupante neste momento, segundo ele, não é o governo brasileiro, mas sim o que irá ocorrer com grandes economias como Estados Unidos, por exemplo, e China. Pois, elas interferem diretamente no mercado nacional.

 

O economista também esclareceu que é em momentos de grandes crises internacionais que ocorrem, por exemplo, quedas de líderes, golpes e/ou impeachments. Porque as pessoas tendem a procurar o quê ou quem está errado. No Brasil, desde 1945 foram abertos cinco processos de impeachment contra Presidentes da República, sendo aprovados o de Fernando Collor de Mello (1992) e mais recentemente Dilma Rousseff (2016). Também os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Lula, bem como o atual presidente Michel Temer, já foram alvos de pedidos de impugnação de mandato.

 

Ele reforçou que as crises fazem parte da economia de todos os países, e que acabam. “Os ciclos mais curtos têm 3 anos e os mais longos, 8 anos. Já estamos na fase do ciclo onde as surpresas serão para melhor”. Ele foi contundente ao afirmar que este é o momento de acertar nos investimentos, de tomar a atitude correta, abrir o negócio certo. Pessoas que abrem um negócio, como uma franquia, por exemplo, depois que ela já está solidificada e com inúmeras unidades, não tendem a obter êxito. É preciso ver, enxergar as oportunidades antes do que os outros. Os que sabem disso é que obtém sucesso.


É importante também que as pessoas estejam atentas às novas tecnologias e às inovações. Na Era da Informação ou Era Digital, tudo caminha muito rápido e quem não evolui junto e não está antenado com presente e futuro, fica para trás. Apresentando exemplos tecnológicos que em breve reduzirão ainda mais a distância e o tempo entre idas e vindas para lugares distantes, ele explicou que o brasileiro está entre os mais empreendedores do mundo, todavia falta inovação. Lembrou que as empresas que mais se destacam atualmente neste setor são as sul-coreanas, devido aos investimentos em produtos de alta tecnologia.

 

Além disso, os sul-coreanos investem pelo menos 4 vezes mais do que o Brasil em educação infantil e nos jovens, o que gera profissionais com maior capacidade para comandar empresas de grande porte. Enquanto isso, nós investimentos mais em idosos devido aos gastos com um sistema de previdência ineficaz com um rombo enorme.

 

Amorim citou o Hyperloop, um sistema de transporte que funciona em uma espécie de cápsula de alumínio que circula dentro de tubos pneumáticos e pode atingir a marca dos 1.200 km/h.  Apenas uma das criações do visionário sul-africano-canadense-americano Elon Musk e que em breve deve estar no mercado. Dono de diversas empresas da área de tecnologia ele também está à frente da SpaceX, que desenvolve e fabrica veículos de lançamento espacial com foco no avanço do estado da tecnologia de foguetes. Um deles também estará no mercado em poucos anos. Todos terão preços razoáveis parecidos com o de passagens econômicas aéreas. No entanto, não se vê no mercado brasileiro empresas investindo em tecnologia. A esperança fica com as crianças de hoje em dia, que podem ser gênios nesse setor, uma vez que já nascem no meio digital.  

 

Um país de oportunidades

Outro dado ressaltado por Amorim é que os países emergentes [ como o Brasil ] comandam o crescimento mundial desde 2000. Ele destacou que o país está entre os candidatos para receber testes de helicóptero elétrico da Uber (espécie de drone). E que há muito espaço para crescimento no mercado, incluindo as áreas rurais. “Nossa área agricultável equivale ao território de 33 países europeus. Isso sem contar a Amazônia”.  Apenas 7,8% desse território está ocupado com produção agrícola. Segundo ele, atualmente, está ocorrendo o contrário do que houve em muitas décadas. As pessoas estão saindo das grandes cidades, das capitais, para investir nas áreas rurais. Todavia muitas pessoas desatentas a esses dados e informações ainda tendem a buscar empregos e investir em empreendimentos fora do país.

 

Principais fatores para o sucesso de uma empresa

Timing 42% (envolve a escolha certa/correta do momento);

Time Execução 32% (além de colaboradores capacitados envolve estratégias para deixar a equipe entusiasmada);

Ideia 28%;

Modelo de Negócio 24%;

Financiamento 14%.


Sobre Ricardo Amorim

Economista formado pela USP,  pós-graduado em Administração e Finanças Internacionais pela ESSEC de Paris, Ricardo Amorim atua no mercado financeiro desde 1992, trabalhou em Nova York, Paris e São Paulo, sempre como economista e estrategista de investimentos. O economista é um dos debatedores do programa Manhattan Connection, da Globo News desde 2003 e colunista na revista IstoÉ. Ele foi mencionado como uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil, em lista da Forbes.

Sobre NeoConnection4.0

O evento,  promovido pela Evidência Comunicação Integrada e Neoplanrh, com patrocínio da Ativa Investimentos, Uniosociesc, Praisce Capital e Ademi-PR, teve  o objetivo de conectar pessoas ao conhecimento, aproximar talentos, propiciando crescimento e aprendizado através de palestras inspiradoras.

Última atualização em Seg, 12 de Novembro de 2018 15:40
 

Brasileiros são os mais ansiosos e depressivos

Um relatório divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) traz resultados bem preocupantes. Nos últimos dez anos, o número de pessoas com depressão aumentou 18,4%, o que corresponde a 322 milhões de indivíduos ou 4,4% da população mundial. O Brasil tem a maior taxa do continente latino-americano, 5,8%.

O país também é campeão mundial quando o assunto é a ansiedade. Ainda segundo o estudo, 9,3% da população manifesta o quadro que engloba ataques de pânico, transtorno obsessivo-compulsivo, fobias e estresse pós-traumático. As mulheres são as mais afetadas, sendo 7,7% ansiosas e 5,1% depressivas. Já nos homens, o percentual cai para 3,6% em ambos os casos.

A depressão é o segundo maior problema de saúde pública no mundo e aproximadamente 10% das mulheres e 6% dos homens vão ter um episódio depressivo ao longo da vida, segundo a OMS. Mas você sabe a diferença entre depressão e ansiedade?

O médico cooperado da Unimed Curitiba especialista em Psiquiatria, Gustavo Sehnem, explica que a depressão é uma doença que gera muito sofrimento físico e emocional. Trata-se de um sentimento ruim que afeta a vida do paciente, alterando suas atividades diárias junto à família,  no ambiente de trabalho, no relacionamento com as pessoas, etc.  A doença pode se estender por meses ou até mesmo anos, sem um tratamento adequado.  Em casos mais sérios, as pessoas com depressão podem até pensar em suicídio.

O especialista alerta que, em muitos casos, a depressão é facilmente confundida com a tristeza, sentimento normal que não prejudica a produtividade e que é desencadeado por algum evento específico, como não ir bem em uma prova ou ser recusado em uma entrevista de emprego. "Esse estado dura horas ou dias e, mesmo triste, é possível fazer atividades simples do dia a dia", completa.

Contudo, ele alerta que o preconceito e o estigma impedem que alguns pacientes enxerguem essas diferenças e que, para melhorar, não basta apenas ter força de vontade. "É comum ouvir que uma pessoa deprimida deveria 'levantar a cabeça' ao invés de tomar remédios. Outro erro é o próprio paciente acreditar que têm tudo para ser feliz, mas mesmo assim, têm uma depressão, como se a doença não fosse causada por algo além da falta de uma boa vida", explica.

Como sintomas psiquiátricos são subjetivos, ou seja, não se evidenciam por um exame laboratorial ou simplesmente pela aparência do indivíduo, os principais transtornos psiquiátricos acabam sendo negligenciados pelo indivíduo e pela família. O desconhecimento pode ser uma das causas pelas quais cerca de 70% dos pacientes ao redor do mundo não procuram tratamento.

Síndrome do pânico e transtorno da ansiedade

Segundo a OMS, a síndrome do pânico afeta 3,5% da população e o transtorno de ansiedade generalizada, 3,4%. O médico cooperado Gustavo Sehnem explica a diferença. "A síndrome do pânico é um transtorno que vem acompanhado de fortes crises de ansiedade e geram muito sofrimento físico e emocional".

O transtorno é caracterizado por crises recorrentes de pânico, com sintomas que incluem taquicardia, suores, tremores, falta de ar, dor no peito, náusea, medo de morrer ou de perder o controle, e pode ser confundido com problemas cardíacos ou com um Acidente Vascular Cerebral (AVC). A crise dura poucos minutos, mas o problema maior do transtorno é viver com o medo. A diferença entre uma crise isolada e o transtorno está relacionada à frequência dos sintomas e o quanto eles afetam a vida do paciente.

"Os ataques de pânico, isolados, tendem a ser limitados e duram pouco tempo, em torno de 30 minutos, no máximo. Quando há uma sequência desses ataques, gera o chamado transtorno ou síndrome do pânico, que demanda um pouco mais de atenção", explica o médico especialista em psiquiatria, acrescentando que a síndrome muitas vezes desenvolve uma série de transtornos paralelos, como a agorafobia, ou o medo de sair de casa, que alteram a normalidade das atividades diárias do paciente.

As causas da síndrome do pânico ainda são um mistério para a Medicina, pois elas são multifatoriais: estresse, fatores ambientais e hábitos de vida não saudáveis, como o consumo exagerado de cafeína, fumar e ingerir bebidas alcoólicas, além de predisposição. "O estresse é um grande desencadeador de ataques de pânico. Se você vive em um mundo muito competitivo, cheio de metas a serem cumpridas, isso tudo gera um estresse. Há, portanto, fatores biológicos e psicológicos para desencadear o pânico e embora pareça que está aumentando cada vez mais o número de casos, o que pode ser é que há maior diagnóstico hoje", lembra Gustavo Sehnem.

Diálogo Saudável

A Unimed Curitiba traz uma nova edição do Diálogo Saudável que aborda esta temática. No vídeo,  o médico cooperado especialista em Psiquiatria Ricardo Sbalqueiro fala sobre como reconhecer os sintomas da "Síndrome do Pânico", com dicas sobre como é possível perceber sinais, evidentes, mas que muitas vezes passam despercebidos. Acesse o vídeo em www.facebook/UnimedCuritiba.

 

Calvin Klein e Exame VIP armam evento de lançamento do Guia de Estilo 2019

Nota: A Calvin Klein e a Exame VIP armaram ontem, quinta-feira (08.11) um evento para celebrar o lançamento do Guia de Estilo 2019, que chega às bancas na próxima semana.

A festa, organizada para convidados da marca e da publicação, aconteceu na lifestyle store da Calvin Klein, na rua Oscar Freire, em São Paulo. O evento contou com pocket show de Lia Paris, a participação da DJ Sarah Stenzel e também com o apoio da Estrella Galicia, Jim Beam, Negroni e Marchon. 

.

 

A ânsia de crescer

Como a vida adulta quebra o espírito lúdico que é a essência da infância para programar as pessoas a partir de uma ótica mercadológica. Este é o ponto de partida da nova montagem de "CriÂnsia", que a Processo Multiartes estreia no TEUNI (Teatro Experimental da UFPR). Com direção e roteiro de Adriano Esturilho, o espetáculo foi montado inicialmente em 2003 e retorna agora como outro elenco, novas cenas e um olhar que dialoga com o momento atual.

A peça fará temporada gratuita de 16 de novembro a 16 de dezembro. De quinta a sábado, às 20h30 e aos domingos, ás 19h30.

 "A 'ânsia de crescer' e a 'cria de ansiar' são as frases que dão o norte para o espetáculo", adianta o diretor. "Queremos falar sobre como a vida adulta, desde cedo, faz a gente perder o espírito lúdico para ir nos programando e condicionando para a selvageria do mercado, do trabalho, da sede de consumismo", completa.

Brincadeiras, brinquedos e referências a programas de auditório populares nos anos 80, bem como algumas cenas que tencionam a vontade de manter-se neste universo lúdico em meio à intolerância e violência que crescem, ajudam na construção de uma metáfora do teatro em escombros. A ambientação envolve e convida a plateia a participar de um grande quebra-cabeças. "E ao artista cabe envelhecer mantendo esse espírito lúdico da infância. E isso se manifesta na forma sensível como faz e observa as coisas, como ele critica, no jeito como tenta sair dessa caixinha para a qual somos preparados desde cedo", pontua Esturilho. "É uma atitude que tem parentesco claro com o olhar supostamente irresponsável da criança, sob o viés adulto".

Com intervenções musicais ao vivo, uma marca dos trabalhos da Processo, CriÂnsia é um trabalho mais visual e propõe imagens que suscitam sensorialmente o público. Os temas aparecem mais diluídos, mas são claramente perceptíveis. "É mais sensorial, mas também reforça um lado cruel que procuramos dar... Fala da infância, mas tem muito a ideia da ânsia muito presente no conceito de construir", pontua o diretor que ao optar pelos tambores ao vivo  trouxe um clima um tanto ritualístico à cena.

A Processo também toca em outro tema caro a seu currículo, que é a interação. O cenário é um grande quebra cabeças, em meio aos escombros de um teatro, e as pessoas são convidadas a participar. "Elas estarão espalhadas pelo espaço e as arquibancadas não serão usadas. Queremos criar uma simbologia do momento: a gente ainda tem o teatro, ainda temos acesso a ele, mas as pessoas já não podem sentar nas poltronas. O que está em escombros, será destruído, que é o que acontece em momentos como o que vivemos. É um desconforto que propomos à plateia" fala Esturilho.

As referências ao momento político foram inevitáveis. "Isso influencia no olhar das pessoas para o espetáculo e, claro, nos influencia também! Em 2003 era outro o planeta em que vivíamos. Essas questões, ligadas à violência e intolerância existiam, mas não ressoavam tanto", diz comentando sobre uma cena de malhação do Judas que traduz a intolerância com minorias. "E com a não aceitação da diferença, que também é uma forma da vida adulta podar este espirito livre da criança".

Viabilizado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Curitiba, CriÂnsia tem o incentivo do Banco do Brasil."

Serviço:

O que: CriÂnsia

Quando: 16 de novembro a 16 de dezembro. De quinta a sábado, às 20h30 e aos domingos, ás 19h30.

Onde: TEUNI (Praça Santos Andrade, s/n – Prédio História da UFPR).

Quanto: gratuito

 

Feliz aniversário de 90 anos, Mickey Mouse!

Nesta temporada, a joalheria PANDORA, mundialmente conhecida por seus braceletes e charms atemporais, apresenta uma joia exclusiva de edição limitada em homenagem ao aniversário de 90 anos de Mickey Mouse.

Ícone global conhecido por seu carisma, Mickey completa mais uma década de vida em 18 de novembro deste ano. Para homenagear um dos personagens mais queridos de todos os tempos, os designers da PANDORA e os artistas da Disney uniram forças para dar forma a um charm pendente que retrata a figura do camundongo usando sua roupa característica em uma pose divertida. Meticulosamente trabalhado em prata de lei, assinatura da PANDORA, o design exibe o número “90” em ouro 14k. O modelo se revela tão atemporal quanto o ícone que representa.

O charm em comemoração aos 90 Anos do Mickey Mouse estará disponível nas lojas físicas e online por tempo limitado, de 1 a 18 de novembro ou enquanto durarem os estoques.

Sobre a PANDORA

Fundada em 1982 em Copenhague, Dinamarca, a PANDORA desenha, fabrica e vende joias finalizadas a mão. Com aproximadamente 30 habilidosos ourives dedicando-se para que cada joia seja finalizada até alcançar a perfeição. A qualidade da PANDORA é pautada em padrões éticos e de desenvolvimento que a posicionam como uma das maiores joalherias do mundo, tendo como propósito tomar responsabilidade pelos recursos naturais e humanos, sendo membro do Pacto Global da ONU e do Conselho de Joalherias Responsáveis (RJC).

A marca está presente em mais de 100 países nos seis continentes com aproximadamente 7.900 pontos de venda, incluindo mais de 2.100 concept stores e vendas através do seu e-commerce (www.pandorajoias.com.br). A multinacional emprega mais de 21.200 pessoas ao redor do mundo, sendo 12.500 delas localizadas na Tailândia, onde as joias são fabricadas.

 

Montblanc Great Characters James Dean Edition: Tributo Ao Espírito Rebelde E Ao Talento De Uma Lenda Do Cinema

MB James Dean SE PR Composing CMYK copia

Montblanc homenageia James Dean com caneta da coleção Great Characters 2018 (Foto: Divulgação)

 

De ícones culturais a grandes pensadores e líderes, a Montblanc Great Characters Edição Limitada tem homenageado desde 2009 as pessoas excepcionais, cujas vidas e trabalho causaram um impacto duradouro na civilização humana. O mais recente lançamento da coleção celebra o legado cultural de James Byron Dean (1931 - 1955), uma das maiores estrelas do cinema de seu tempo, lembrado por seu protagonismo nos filmes Vidas Amargas (East of Eden), Juventude Transviada (Rebel Without A Cause) e Assim Caminha a Humanidade (Giant).

.
Apesar de sua morte prematura aos 24 anos, seu talento em retratar personagens problemáticos, seu carisma e sua entrega apaixonada lhe renderam um lugar na história cinematográfica. Ele incorporou a essência de uma juventude atormentada e incompreendida. Embora nunca tenha ganhado um Oscar durante sua curta e meteórica ascensão em Hollywood, o jovem ator foi nomeado postumamente para um Oscar - por duas de suas performances estreladas. O design da Montblanc Great Characters Edição Limitada James Dean ™ * narra a história do herói rebelde e não convencional, que ainda captura a imaginação com a autenticidade de suas performances carregadas de emoção, quase 65 anos após seu trágico desaparecimento.

*James Dean is a trademark of James Dean Inc.

A resina preciosa vermelha da tampa e do corpo da Montblanc Great Characters James Dean ™  Edição Especial  lembra a cor vibrante da jaqueta vermelha usada por Dean em seu segundo filme, Juventude Transviada - uma das primeiras produções da Technicolor. O padrão evoca a estrutura do jeans, uma peça frequentemente usada por James Dean em seus filmes. Disponível como caneta-tinteiro, rollerball e esferográfica, a edição comemora o terceiro e último filme de James Dean com a forma do clipe revestido de rutênio como uma referência à arma que seu personagem, Jett Rink, carregava nos ombro, em uma de suas cenas mais famosas. A incrustação na tampa é inspirada na forma de uma bala.

Outra lendária cena cinematográfica de Vidas Amargas, o primeiro filme de James Dean, que o levou à fama da noite para o dia, é imortalizada por uma gravação do padrão de uma nota de um dólar na tampa revestida de platina. Uma referência à sua intensa abordagem à vida e ao seu compromisso incansável com a sua arte, uma das citações mais famosas do astro está gravada em torno da tampa: ‘Dream as if you’ll live forever. Live as if you’ll die today.’ (Sonhe como se você fosse viver para sempre. Viva como se você morresse hoje).

Ele viveu sua vida no limite, mas também adorava velocidade e automobilismo, sonhando em um dia ser piloto de um Grande Prêmio. Foi em seu Porsche 550 Spyder que James Dean conheceu a morte prematura, em 1955. A pena artesanal de ouro Au 585 revestida em ródio está gravada com uma bandeira de corrida. O anel gravado no corpo fornece a posição geográfica da James Dean Memorial Junction, onde ele morreu.

Limitada a 99 peças, em referência ao ano de 1999, quando o American Film Institute classificou James Dean como um dos maiores astros de cinema da Era de Ouro de Hollywood, os detalhes da Montblanc Great Characters James Dean ™  Edição Limitada 99 são inspirados pela notável contribuição da lenda ao cinema. O design em forma de faca do instrumento de escrita é uma homenagem à luta de faca do seu segundo filme Juventude Transviada. No papel do adolescente rebelde Jim Stark, Dean tornou-se um ícone permanente da história do cinema. O corpo da caneta é trabalhado a partir de ébano precioso com acessórios feitos de ouro branco sólido Au 750. Dando a aparência de um canivete fechado, um mecanismo especial esconde a pena dentro do instrumento de escrita, quando não está em uso.

Quando aberta com um simples movimento, a pena se estende automaticamente para a posição, pronta para a escrita. A pena de ouro Au 750, revestida em ródio, trabalhada artesanalmente, é gravada com o desenho da bandeira de corrida. Um selo de excelência em artesanato, o emblema Montblanc em resina branca define o topo da tampa, e um emblema de madrepérola embeleza o cone.

Limitada a apenas 1.931 canetas-tinteiro e 1.931 rollerballs em referência ao ano em que James Dean nasceu  a Montblanc Great Characters James Dean ™  Edição Limitada 1931 celebra a paixão da lenda do cinema por carros velozes. Seu entusiasmo pelos automóveis fazia parte desse fascínio pela velocidade. Ele nomeou seu Porsche "Little Bastard", um apelido que se originou no set de Assim Caminha a Humanidade, seu último filme. O corpo de prata esterlina Ag 925 é gravado com um padrão que lembra o coletor de óleo do radiador no Porsche 550 Spyder. A tampa contrastante é feita de madeira preciosa, com o clipe em forma de um revolver inspirado na arma carregada pelo personagem de Dean em Assim Caminha a Humanidade. O topo da tampa é decorado com o motivo da nota de dólar de Vidas Amargas, enquanto a pena de ouro maciço Au750, revestida em ródio, apresenta o design da bandeira de corrida.

Uma coleção de finos artigos de papelaria completa a Montblanc Great Characters James Dean™ Edition , incluindo um caderno de couro vermelho e a nova tinta vermelha James Dea,  inspirada em sua icônica jaqueta vermelha de Juventude Transviada, disponível tanto para a caneta-tinteiro, como para as versões rollerball ou esferográfica.

Levou apenas um ano e meio para que James Dean alcançasse a imortalidade, mas seu inconformismo rebelde, sua presença magnética e seu talento inspiraram sucessivas gerações de atores, músicos e artistas por quase seis décadas. Seu legado vive e sua história continua a ser escrita através da arte criativa da Montblanc.

Sobre a Montblanc


Guiada pelo pioneirismo desde 1906, a Montblanc revolucionou a cultura da escrita com inovações surpreendentes. Hoje, a Maison continua a ultrapassar barreiras e a desenvolver a expressão do bom artesanato em todas as suas categorias de produtos: o auge dos instrumentos de escrita de luxo, relógios, artigos de couro, acessórios, fragrâncias e óculos. Em todas as categorias, a Montblanc oferece novas funcionalidades e designs inovadores imbuídos da tradição de sofisticação da Maison e trabalhados nos mais altos padrões através das habilidades de seus artesãos em cada um de seus fabricantes, seja Hamburgo, Alemanha, por seus instrumentos de escrita, o Jura suíço em Le Locle e Villeret, por seus relógios, ou Florença, Itália, com seus artigos de couro.

Refletindo sua missão contínua de criar excelentes companheiros para a vida, nascidos das ideias mais pioneiras, o icônico emblema da Montblanc tornou-se o selo final de desempenho, inovação, qualidade e expressão de estilo. Com suas origens profundamente enraizadas na cultura da escrita, a Montblanc continua a afirmar seu compromisso cultural em todo o mundo com ao lançamento de iniciativas abrangentes para promover as artes e a cultura de diversas formas, ao mesmo tempo em que homenageia os patronos  modernos que apóiam o avanço das artes.

Última atualização em Qui, 08 de Novembro de 2018 16:44
 


Página 6 de 573
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.