Versões de Natal ao redor do mundo

Guloseimas típicas e tradições variadas

14

Celebrado no mundo todo, o Natal possui, dependendo da cultura e do país, particularidades que tornam a data diferente de um povo para outro. São muitas tradições: dar presentes, preparar guloseimas específicas dessa época, enviar cartões natalinos, entre tantas outras. De um país para o outro, as festas podem ser bem diferentes, com tradições, comemorações e ritos próprios de cada cultura e civilização, a começar pela data da celebração.

Segundo a Britannica® Digital Learning, enquanto em alguns países a troca de presentes é realizada no dia 24 de dezembro, em outros, esse costume acontece no dia 25 ou até no dia 6 de janeiro, sendo este último mais comum no oriente, onde a data simboliza a chamada Epifania, dia do batismo de Jesus e da chegada dos três reis magos.

Em alguns casos, as festividades costumam durar bem mais que um dia. No Brasil, por exemplo, as celebrações começam no dia 24 e se estendem até o dia 25. Nos Estados Unidos, o Dia de Ação de Graças, sempre na última quinta-feira de novembro, marca o início das comemorações natalinas. Ainda segundo a Britannica, o Natal não é mais apenas um festival religioso. A data é também um dos períodos de férias mais populares para os países em que o cristianismo é a religião dominante. Mesmo no Japão, onde o cristianismo é uma religião minoritária, o Natal tornou-se uma festa tradicional, com as pessoas adquirindo o hábito de trocar presentes.

15

Curiosidades e símbolos natalinos ao redor do mundo

  • árvore de Natal surgiu de duas tradições alemãs: a “árvore do paraíso”, parte da festa de Adão e Eva, que eram homenageados como primeiros pais da humanidade com a árvore repleta de maçãs penduradas; e a “pirâmide de natal”, também conhecida como “torre do advento”, que é uma espécie de pirâmide feita de prateleiras, preenchida com pequenos ornamentos, figuras natalinas, velas e uma estrela no topo. 

  • Na Índia, o abeto como árvore de Natal é substituído pela mangueira, ou a árvore de bambu, e as casas são decoradas com folhas de manga.

  • Na Espanha e Itália, as crianças só recebem os presentes na noite de 5 de janeiro. Segundo o folclore italiano, uma velha chamada Befana desce chaminés e entrega presentes para as crianças durante a noite, assim como os três Reis Magos levaram presentes ao menino Jesus. Na Espanha, as crianças deixam seus sapatos do lado de fora das casas, cheios de palha e cevada, para os animais dos reis magos se alimentarem. Em troca, recebem presentes.

  • Na França, as famílias comem uma bûche de Noël, uma torta típica natalina em formato de tronco de árvore. A origem da torta remonta à época em que os camponeses, no inverno, queimavam, em oferta aos deuses, um grande tronco de árvore na lareira de casa. Este tronco deveria ser consumido lentamente, durante vários dias. Quanto mais tempo durasse a fogueira, maior seriam a fartura e a colheita no ano seguinte. No dia 24 de dezembro, a família se reunia para jantar em torno da lareira. Após a refeição, as crianças deixavam o local para rezarem e pedirem presentes. Quando retornavam, encontravam bombons e docinhos espalhados em volta do tronco. Durante séculos, o tronco era o símbolo de calor e conforto familiar, assim como esperança para o novo ano.

  • No México as pessoas costumam fazer buñuelos, tortillas fritas cobertas com xarope e açúcar de canela. Além disso, os mexicanos reproduzem a busca de Maria e José por um lugar para se abrigar e dar à luz o menino Jesus. 

  • A tradição de trocar presentes é um costume mais antigo que o feriado natalino em si. A data para a celebração do Natal, segundo registros, pode ter sido escolhida para competir com festivais pagãos que costumavam ocorrer sempre no fim de dezembro. Um desses festivais, o Ano Novo Romano, pode ter influenciado o feriado cristão, uma vez que as casas eram decoradas com folhagens e luzes, e presentes eram dados a crianças e pobres. Como as tribos germânicas da Europa aceitaram o cristianismo e começaram a celebrar o Natal, este também passou a conter a troca de presentes.

  • Na Islândia, a noite de Natal representa descobertas por meio da literatura. No país, a tradição é dar livros de presente e, depois do jantar de Natal, sentar para passar o resto da noite lendo com a família. O costume movimenta o mercado literário local e promove um fenômeno conhecido por Jólabókaflóð, ou “dilúvio de livros”. Essa tradição vem da Segunda Guerra Mundial, quando, por conta das restrições às importações, a população começou a presentear com livros, que eram impressos no próprio país.

  • O uso de guirlandas como símbolos de vida era um costume antigo dos egípcios, chineses e hebreus, entre outros povos. A veneração da árvore era uma característica comum da religião entre os povos teutônicos e escandinavos do norte da Europa antes de sua conversão ao cristianismo. Eles decoravam portas com vegetação na virada do ano novo para espantar os demônios. O enfeite com folhas espinhosas e frutas vermelhas entrou em uso no feriado para lembrar aos povos da coroa de espinhos usada por Jesus na crucificação.

Última atualização em Qua, 13 de Dezembro de 2017 14:05
 

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank

Nova loja do Shopping Mueller chega com novo conceito 

 

24796311 1495776087184807 2243918330322453662 n

 

 

Nesta terça-feira,05, a Colcci inaugurou nova loja no Shopping Mueller, em Curitiba. A marca apresentou seu novo conceito comercial e a nova coleção para a primavera e o verão de 2018. Para a ocasião estavam presentes os atores, Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank.

O evento a princípio era para ser íntimo já que a proposta era apresentar a nova coleção da marca, mas o movimento dentro da loja aumentou a medida que as horas passavam tamnho é o sucesso e empatia que as pessoas têm para com o casal. Muito solícitos os atores tiraram fotos com os fãs que se aglomeram ao saber da presença dos artista no local. 

 

24891846 1408000715975280 2082747218 n

 

 

A coleção primavera/verão 2018 foi apresentada. Lindas peças com muitas cores, estampas e ousadia nas combinações. Para as mulheres a linha Sunrise Garden traz peças em tons iluminados e vibrantes, como o amarelo e rosa pink, pintam a estação em peças que misturam dois conceitos distintos e complementares, com elementos orgânicos da natureza aliados à rotina tecnológica das grandes metrópoles. Bordados aparecem ao lado de tecidos delicados e fluidos como linho e tule combinados com influências esportivas.

 

O jeanswear segue como palavra-chave da marca, com ideias atuais para um clássico acima de qualquer tendência. Como novidade, interferências sobre o denim em bordados e bainhas desfeitas, além das lavagens bem escuras e mais calmas que chegam para reforçar outro must have da temporada, as peças com lavanderia clara. Tecidos inteligentes se misturam ao elastano e algodão em nome do conforto. Como dupla dinâmica da linha jeans, destaque para as modelagens Suki, com sua cintura alta super anos 90, e a Hailey, mais solta no corpo, com barra larga e comprimento cropped.

 

24883087 1408000549308630 35305264 o

 

Os acessórios não ficam de fora. Nos pés, flatform esportivas com solado tratorado ou sandálias de salto médio em camurça, couro "mestiço" e atanado nos tons nude, camelo, telha, preto ou em metalizados. Cintos largos estilo faixa aparecem para acinturar os vestidos mais soltos. Bolsas cheias de personalidade como a cat bag, com cílios, efeitos metalizados e alças de cadarço, e as mochilas com estampas de uma coleção fácil de vestir e de se apaixonar.            

 

Para o público masculino, as praias exóticas do Oriente, com suas cores fortes e folhagens exuberantes aparecem com atitude e estilo na nova coleção da Colcci. A marca traz um lifestyle tranquilo e relaxante que a estação.

 

bb@kellykenevelsfotografia

 

Na cartela de cores predominam os tons de azul, terrosos e o branco, assim como fluorizados. Estampas exclusivas são aplicadas por toda a coleção, especialmente em camisetas e camisetas. A novidade fica por conta dos body shorts, perfeitos para os momentos à beira mar ou também na piscina.

 

gi@kellykenevelsfotografia

 

No jeanswear, a modelagem skinny continua como a principal aposta da Colcci para a temporada. Este e outros modelos aparecem em lavagens claras e médias, com alternância de puídos, desgastes e rasgos. As bermudas são outro ponto de destaque, isso graças ao toque vintage aplicado em algumas delas.

 

Serviço:

Colcci - Shopping Mueller - Piso L2

Telefone: (41) 3077-7250

Site: http://www.colcci.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/colccioficial

Instagram: www.instagram.com/colccioficial

 

Última atualização em Ter, 05 de Dezembro de 2017 23:43
 

Colcci inaugura loja no Shopping Mueller

Marca lança nova coleção e novo conceito em Curitiba com a presença de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank

 

2284122 bruno gagliasso e giovanna ewbank no eve 950x0 3

 

Na próxima terça-feira (05/012), às 19h, a Colcci inaugura sua nova loja no Shopping Mueller e traz seu novo conceito para Curitiba. O casal de atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank já confirmou presença na festa e promete movimentar o mall.

 

Durante o coquetel, os convidados conhecerão a coleção Primavera/Verão 2018. Para as mulheres a linha Sunrise Garden traz peças em tons iluminados e vibrantes, como o amarelo e rosa pink, pintam a estação em peças que misturam dois conceitos distintos e complementares, com elementos orgânicos da natureza aliados à rotina tecnológica das grandes metrópoles. Bordados aparecem ao lado de tecidos delicados e fluidos como linho e tule combinados com influências esportivas.

 

O jeanswear segue como palavra-chave da marca, com ideias atuais para um clássico acima de qualquer tendência. Como novidade, interferências sobre o denim em bordados e bainhas desfeitas, além das lavagens bem escuras e mais calmas que chegam para reforçar outro must have da temporada, as peças com lavanderia clara. Tecidos inteligentes se misturam ao elastano e algodão em nome do conforto. Como dupla dinâmica da linha jeans, destaque para as modelagens Suki, com sua cintura alta super anos 90, e a Hailey, mais solta no corpo, com barra larga e comprimento cropped.

 

Os acessórios não ficam de fora. Nos pés, flatform esportivas com solado tratorado ou sandálias de salto médio em camurça, couro "mestiço" e atanado nos tons nude, camelo, telha, preto ou em metalizados. Cintos largos estilo faixa aparecem para acinturar os vestidos mais soltos. Bolsas cheias de personalidade como a cat bag, com cílios, efeitos metalizados e alças de cadarço, e as mochilas com estampas de uma coleção fácil de vestir e de se apaixonar.            

Para o público masculino, as praias exóticas do Oriente, com suas cores fortes e folhagens exuberantes aparecem com atitude e estilo na nova coleção da Colcci. A marca traz um lifestyle tranquilo e relaxante que a estação.

 

Na cartela de cores predominam os tons de azul, terrosos e o branco, assim como fluorizados. Estampas exclusivas são aplicadas por toda a coleção, especialmente em camisetas e camisetas. A novidade fica por conta dos body shorts, perfeitos para os momentos à beira mar ou também na piscina.

 

No jeanswear, a modelagem skinny continua como a principal aposta da Colcci para a temporada. Este e outros modelos aparecem em lavagens claras e médias, com alternância de puídos, desgastes e rasgos. As bermudas são outro ponto de destaque, isso graças ao toque vintage aplicado em algumas delas.

 

Serviço:

Colcci - Shopping Mueller - Piso L2

Telefone: (41) 3077-7250

Site: http://www.colcci.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/colccioficial

Instagram: www.instagram.com/colccioficial

Última atualização em Ter, 05 de Dezembro de 2017 15:13
 

14ª Edição LAB_ | Mostra de Dança

Mostra apresenta o resultado final dos processos criativos de 14 artistas multiáreas da cidade

 

foto EliFirmeza

 

Curitiba recebe, de 7 a 10 de dezembro, na Casa Hoffmann, a 14a edição do LAB_, ação final do Projeto IMP – Investigação do Movimento Particular, núcleo de pesquisa em dança que se centra no estudo do movimento e que, neste ano,  abriga 14 artistas de diversas áreas como teatro, dança, performance, música e artes plásticas. Durante 4 dias, os artistas apresentarão os resultados de suas pesquisas, com entrada franca.

 

O núcleo de pesquisa  IMP – Investigação do Movimento Particular existe desde 2007 sob a orientação da bailarina pesquisadora Juliana Adur e produção de Cindy Napoli. Tem como objetivo proporcionar à cidade um ambiente de pesquisa estimulante pautado essencialmente na experiência. Trata-se de adquirir saberes através do corpo e do movimento a partir de uma construção coletiva de interesses, porém acolhendo as particularidades de mover e criar de cada pesquisador.

O IMP também se caracteriza como um espaço que estimula a produção e difusão em dança na cidade, bem como a formação e a maturação de novos artistas criadores. Atualmente o IMP possui em seu currículo aproximadamente 30 produções em dança contemporânea (individuais e coletivas), somando mais de 50 apresentações na cidade e fora dela.

 

foto MariamaLopes

Comemorando 10 anos de existência em 2017, o projeto ofertou 14 bolsas para novos criadores e teve a participação de vários profissionais da dança de Curitiba que atuaram como ministrantes de oficina, orientadores e interlocutores dos processos criativos. Os profissionais que compuseram a equipe da Edição 2017 do IMP foram: Yiuki Doi, Janaína Matter, Pedro Almeida e Renata Roel. Gabriel Machado e Maíra Lour, que foram integrantes do IMP desde seu surgimento, integram hoje a equipe principal do projeto, também, como orientadores. Os bolsistas passaram por 5 meses de atividades de formação e laboratórios de investigação e 3 meses para o desenvolvimento de seus projetos de criação em dança. Este projeto é aprovado pelo Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura/Profice e incentivado pela Copel Distribuidora e Havan.

foto MariamaLopes

O Lab_

Desde o seu primeiro ano de existência, o IMP tem promovido inúmeras ações artísticas na cidade com o objetivo de fortalecer suas estruturas de trabalho e de compartilhar com a comunidade as discussões e criações realizadas pelo grupo ao longo de cada ano de pesquisa. A fim de fortalecer esta comunicação do núcleo com a comunidade, o IMP criou o LAB_. O LAB_ é um evento que proporciona aos pesquisadores do núcleo a experiência cênica e que tem como objetivo aproximar artista e público, possibilitando uma reflexão a respeito das configurações investigadas por cada um e estimulando o exercício do feedback.

Para a edição IMP 2017 foram organizadas 2 edições do LAB_, uma que já aconteceu no início de novembro para convidados, e no mês dezembro, a mostra final desses resultados será aberta ao público, na Casa Hoffmann. O LAB_ é um evento inteiramente gratuito que está em sua 14ª edição.

 

Sobre o IMP

IMP nasceu em 2007 sob a orientação da bailarina pesquisadora Juliana Adur, como um desdobramento artístico no Brasil dos estudos realizados em Portugal na Formação Intensiva Acompanhada do cem – centro em movimento, em Lisboa (2005/2006). Inicialmente o IMP foi proposto no formato de um workshop de 20 dias na Casa Hoffmann – centro de estudos do movimento, para logo em seguida ser acolhido como um núcleo de pesquisa permanente em dança no Vila Arte Espaço de Dança, onde permaneceu até 2015.

Em todos esses anos de trabalho, muitas pessoas passaram pelo núcleo e pelo Vila Arte, muitas ações foram realizadas, muitas descobertas foram compartilhadas e muita dança foi impulsionada. O projeto participou na formação dediversos artistas criadores, que hoje dão a cara das atuais produções artísticas de Curitiba. No total foram 7 edições anuais do núcleo, mais de 50 IMPistas, 13 LAB_s (mostras de compartilhamentos dos processos criativos), oficinas, residências, entre outras ações tão diversas que só o dia-a-dia do IMP é capaz de revelar.

 

Serviço:

Quando: 07 a 10 de dezembro de 2017

quinta a domingo, às 20h00

Onde: Casa Hoffmann – centro de estudos do movimento

R. Dr. Claudino dos Santos, 58 - São Francisco

ENTRADA FRANCA

Última atualização em Seg, 04 de Dezembro de 2017 10:55
 

Estreando nos cinemas Jogos Mortais – Jigsaw

1108677.jpg c 300 300 x f jpg q x xxyxx

 

O primeiro filme da franquia “Jogos Mortais” foi lançado em 2004 e estamos agora, diante de sua oitava versão, um verdadeiro clássico do cinema do gênero terror.

 

Quando assisti ao novo filme da série “Jogos Mortais” fiquei um pouco confusa com a história, mas logo depois, pude conversar sobre ele, e entendi o que tinha acontecido.

 

Obviamente não vou contar o que é, porque seria um enorme spoiler, mas esse meu comentário, fica de alerta para aquelas pessoas, que como eu, gostam da franquia, mas não são fãs incondicionais da série e lembram de tudo o que aconteceu desde o primeiro filme, a ficarem bem atentas à sequência dos acontecimentos.

 

O filme começa e logo vemos um homem que parece correr contra o tempo e está sendo perseguido pela polícia.

 

Quando ele é encurralado, pede para que chamem especificamente o detetive Halloran, e que ele deve atender o seu pedido em até quinze minutos, se não cinco pessoas irão morrer.

 

O detetive é chamado e vai até o local, mas não imagina que o assassino John Kramer, que esteve envolvido em diversos crimes maquiavélicos e que estava morto, parece ter voltado a vida e recomeçado seu jogo mortal.

 

Uma nova investigação é iniciada, enquanto pessoas são mortas, através de um labirinto de mecanismos cruéis, onde suas reais verdades são reveladas.

 

 

Os diretores Michael e Peter Spierig entregam um filme mais claro que os anteriores, permitindo uma visualização melhor das cenas, que são grandes e cheias de aparatos e movimentos, ao mesmo tempo em que mantém a tensão com momentos assustadores e muito bem-feitos.

 

Ainda conseguem agradar aos fãs da franquia, com uma história que traz referências aos filmes anteriores e agradar quem gosta, simplesmente de filmes de terror.

Para quem gosta do gênero, uma ótima pedida.

 

Título Original: Jigsaw

Gênero: Suspense/Terror

Duração: 1 hora e 32 minutos

Ano de Lançamento: 2017

Direção: Michael Spierig, Peter Spierig

Elenco: Matt Passmore, Tobin Bell, Callum Keith Rennie, Clé Bennett, Laura Vandervoort, Mandela Van Peebles, Brittany Allen.

RITA VAZ

TUDO SOBRE FILMESwww.ritavazm.blogspot.com.br

Última atualização em Qui, 30 de Novembro de 2017 18:50
 

Estreando "Boneco de Neve "

O filme “Boneco de Neve” é um thriller policial de suspense da melhor qualidade.

Quando a gente assiste a um filme e durante a projeção não sabe ao certo quem é o verdadeiro vilão da história, e fica mudando de opinião o tempo todo, é porquê a trama é boa e consegue enganar o espectador que, normalmente, sabe de quase tudo.

Baseado no best-seller homônimo do escritor norueguês Jo Nesbo, conhecemos o detetive Harry Hole que é o personagem principal de uma série de livros.

Nessa história Harry Hole está em uma fase difícil da vida, ele já foi considerado um dos melhores detetives da região, mas agora, separado da família, se tornou alcoólatra, e evita se envolver em grandes casos.

Mas, quando uma mulher desaparece, e a única pista deixada para trás é um boneco de neve, feito com um sorriso estranho, virado para a casa da vítima, e não para a frente da rua, como de costume, o caso chama a atenção dele.

Um bilhete leva o detetive até o caso, que logo se revela um crime cometido por um serial killer, daqueles que gosta de criar suas próprias regras.

Diante desse assassino cruel, o detetive juntará forças à detetive Katrine para tentar descobrir qual será o próximo evento que desencadeará a maldade do serial killer.

Conforme o tempo passa, muitas camadas de verdades e mentiras vão sendo descobertas.

O diretor Tomas Alfredson tem como cenário a cidade de Oslo, que sob o gelo proporciona belas imagens, mostra como vivem as pessoas por lá e ainda conta com um elenco de peso como Michael Fassbinder, Rebecca Ferguson, J.K. Simmons e traz também Val Kilmer.

Um filme intrigante, com uma trama complexa, cheia de reviravoltas e com um final surpreendente.

Perfeito para quem gosta do gênero. Recomendo!

Título Original: The Snowman

Gênero: Suspense/Policial

Duração: 1 hora e 59 minutos

Ano de Lançamento: 2017

Direção: Tomas Alfredson

Elenco: Mark Fassbinder, Rebecca Ferguson, Charlotte Gainsbourg, Chloe Sevigny, Val Kimer, J.K. Simmons, David Dencik, James d’Arcy.

RITA VAZ

TUDO SOBRE FILMESwww.ritavazm.blogspot.com.br

 


Página 1 de 47
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.