Apresentação | Coral da Tea Time

Coral da Tea Time que canta só em inglês apresenta músicas de Natal

IMG 1 Ensaio Coral da Tea TimeAlunos da Tea Time - Inglês para Maiores de 50 Anos ensaiam para apresentar o coral de Natal

No próximo dia 22 de novembro, às 15h30, um grupo de 13 cantores, todos com mais de 50 anos, vai cantar alguns dos mais conhecidos sucessos de Natal do mundo.  “White Christmas”, “We Wish You A Merry Christmas”, “Silent Night, Holy Night” e “War Is Over”, esta última do cantor e compositor John Lennon. É a estreia do Coral da Tea Time – Inglês para Maiores de 50 Anos.

Criado em agosto deste ano, o coral é regido por Ingrid Stein e seus integrantes têm as idades de 50 a 80 anos. Ingrid, que é também regente-assistente da Orquestra Filarmônica da UFPR, conta que o repertório busca aprimorar o aprendizado da língua inglesa pelos alunos. Mas, além disso, os clássicos de Natal são muito tradicionais. A regente já trabalhou com coristas acima de 50 anos no coral da PUC-PR. “É uma experiência muito gostosa. O coral da Tea Time é formado só por pessoas com vontade de cantar”, afirma.

A professora aposentada Walkyria Gaertner Boz, de 80 anos, é fã de coral desde menina e já participou de corais na escola e na faculdade. Além disso, quando lecionava criou dois corais entre os anos de 1965 e 1971. Walkyria fez curso de Canto Coral na Escola Nacional de Música do Rio de Janeiro há mais de 60 anos. Mais recentemente participou de coral em Curitiba. “É muito bom participar do coral da Tea Time. Amo música e não há coisa melhor e que dê tanta satisfação. Eu participo com muito entusiasmo e quero que ele cresça e se transforme num coral de pessoas animadas e que dão valor à música como um fator de confraternização e princ ipalmente de trabalho em equipe”, diz Walkyria.

O economista aposentado Nelson de Paiva Bello, 72 anos, também participa do coral da Tea Time. Ele nunca teve experiência com coral, mas com música sim, nos anos sessenta, quando cantou num conjunto musical. “Pretendo continuar no coral, porque a escola Tea Time é um local especial. O ambiente, o clima da escola é gostoso e de amizade e de confraternização. Tinha noção de inglês, mas não conseguia falar. Na Tea Time soltei a língua. E aprender inglês com música incrementa o vocabulário”, avalia.

Serviço:

Apresentação do Coral da Tea Time – Inglês para Maiores de 50 Anos

Data: 22/11, às 15h30

Local: Tea Time Batel -Alameda Presidente Taunay, n.º 540, Batel; Rua Fernando Amaro, n.º 60

Tel. 41 3203-9727

Data: 06/12, às 15h30

Local: Tea Time da Fábrika - Rua Fernando Amaro, n.º 60, Alto da XV.

Tel. 41 3044-0444

Data: 08/12, às 17h15 (somente para convidados)

Local: Tea Time Batel - Alameda Presidente Taunay, n.º 540, Batel; Rua Fernando Amaro, n.º 60

Tel. 41 3203-9727

Última atualização em Seg, 20 de Novembro de 2017 18:03
 

10 dicas para comprar com segurança na Black Friday

Black Friday

 

Com a Black Friday a menos de uma semana, o consumidor precisa ser cauteloso na hora de aproveitar as promoções. Veja abaixo, as dicas da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) e da Braspag para ter uma boa experiência de compras no período promocional:

1. Verifique se o site da loja exibe endereço, telefone fixo ou filial física. Observe informações como razão social e CNPJ e confirme esses dados no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br). Se a situação estiver "baixada", "cancelada" ou "inativa", desista da compra. Alguns sites não possuem essas informações por conta das políticas da empresa ou formato de comercialização, como é o caso de marketplaces. As lojas com os selos Black Friday Legal 2017 e Clique e-Valide já passaram por essa checagem.

2. Pesquise sobre a reputação da loja que você escolheu. O Procon traz uma lista atualizada mensalmente de sites não recomendados: (http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php).

3. Verifique se o produto desejado faz parte da promoção. As lojas virtuais não são obrigadas a colocar todos os seus produtos na promoção. Em vez disso, selecionam alguns itens de seu portfólio. Se a indicação não estiver visível ao selecionar o produto desejado, tente tirar sua dúvida com a loja por meio dos canais de contato disponibilizados no site. 

4. Consulte os sites que facilitam a comparação de preços, produtos e serviços. Eles são excelentes fontes de informação, e estão constantemente atualizados.

5. Tenha antivírus, antispyware, firewall e tudo o que for possível para evitar que qualquer usuário mal-intencionado tenha acesso às suas informações.

6. Evite utilizar computadores públicos para as compras, a fim de garantir maior segurança dos seus dados. Lembre-se de que é possível comprar pelo smartphone ou tablet, além do computador convencional.

7. Use sites que tragam serviços de pagamento de renome. Nos que oferecem a opção de boleto, verifique há quanto o tempo a loja está em operação (isso é possível verificar no site da Receita).

8. Verifique se a loja possui conexão de segurança nas páginas em que são informados os dados pessoais do cliente como nome, endereço, documentos e número do cartão de crédito. Geralmente essas páginas são iniciadas por http:// e o cadeado está ativado (ícone visualizado em uma das extremidades da página). Clique no cadeado e observe se a informação do certificado corresponde ao endereço na barra de navegação do computador.

9. Leia as condições de prazos de entrega e a política de trocas e devoluções antes de finalizar a compra. Se tiver dúvidas, ligue entre em contato com a loja para saná-las.

10. Guarde todas as informações e e-mails referentes à compra, como número do pedido, confirmação de pagamento e código de rastreio do envio.

Última atualização em Seg, 20 de Novembro de 2017 17:35
 

Dia da Consciência do Protagonismo Negro

Por Jorgete Leite Lemos, diretora de Diversidade ABRH-Brasil e diretora executiva da Jorgete Lemos Pesquisas e Serviços

 

Jorgete LemosJorgete Leite Lemos, diretora de Diversidade ABRH-Brasil e diretora executiva da Jorgete Lemos Pesquisas e Serviços

 

Protagonismo negro ainda não é a realidade presente em nossa sociedade, mas está cada vez mais próximo o momento de os negros assumirem os papéis que lhes são devidos, e será pela competência.

 

O gap educacional, social e econômico que a população negra arrasta por séculos em nosso país desde que aqui chegaram seus antepassados, escravizados, vem sendo reduzido, ainda que lentamente, pela educação heutagógica, processo educacional no qual o estudante é o único responsável pela aprendizagem, decidindo onde, como e quando acessar os mais diversos saberes; assim, quanto mais proprietários do saber, mais proprietários de suas vidas e carreiras, mais autonomia, mais liberdade e respeito.

 

A evolução pela educação é irreversível e está sendo alavancada pela nova geração negra, conhecedora da história de sua origem, orgulhosa por se autoidentificar com o poder econômico que representa, e pelo poder que, a partir desse fator, o econômico, incorpora.

 

Segundo pesquisa desenvolvida pelo Instituto Locomotiva, “o Brasil negro seria o 11º país do mundo em população e o 17º em consumo. Se os negros formassem um país, estariam no G20 do consumo mundial". Essa nova geração negra, que tem orgulho de ser como é e apresenta a estética negra libertada do eurocentrismo, abre mão conscientemente do branqueamento, o que as gerações anteriores já vinham há muito experimentando, mas, sem o auxílio de valiosos aliados – a mídia e a internet –, não alcançavam os resultados de disseminação alcançados hoje.

 

É um orgulho poder conviver com essa jovem geração negra que produz conhecimento e se expressa, conceitual e tecnologicamente, por meio da literatura, do cinema, das artes em geral, e, com paciência e didatismo, conta a verdadeira história negra, ocultada há séculos da sociedade.

 

A contribuição e o valor agregado deixados pelos negros à nossa sociedade não são mencionados. Assim sendo, como podemos hoje ter o respeito e a admiração dessa mesma sociedade?  A repetição das informações sobre a escravatura, sobre a dominação e desrespeito de toda ordem sofridos pelos negros, parece nutrir o afastamento entre negros e não negros, intermediados por uma culpa intangível e pelos vieses inconscientes que a justifica.

 

A partir de agora, convido a todos, de todas as raças e etnias, a usarem esse espaço de tempo, o dia 20 de novembro, tradicionalmente destinado à reflexão sobre a importância da inclusão do negro na sociedade, para refletir e agir de acordo com a velocidade do mundo atual, que não espera mais longas reflexões sem ações rápidas, que nos permitam realinhar comportamentos, atitudes e vieses inconscientes ao novo perfil do negro – protagonista.

 

Proponho também abandonarmos a visão “nós e os outros” e racionalmente alinharmos essa visão para apenas “nós”, que estamos à deriva e precisamos corrigir a trajetória ante a finitude dos valores e de nossa sociedade.

 

A abordagem Dia da Consciência do Protagonismo Negro é consequência da nossa inferência e escolha de redirecionar o foco para o que a raça negra tem de potencial a ser reconhecido. E não anula a convicção do quanto todas as perdas passadas e ainda presentes só servem para impulsionar, cada vez mais forte, a necessidade de demonstrar o valor e o desperdício que lutam na mente de quem ainda não se deu ao direito de despertar para a nova realidade que está em construção e se efetivará em breve.

 

Este posicionamento é uma contribuição da ABRH-Brasil aos compromissos firmados pelo nosso país com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e as metas estabelecidas pela ONU para a Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024), da mesma forma que é a efetivação do comprometimento da própria ABRH como signatária da Coalizão Empresarial para Equidade Racial e de Gênero.

 

Sobre a ABRH-Brasil

A ABRH-Brasil, presidida por Elaine Saad, conta está presente em 21 Estados e no Distrito Federal. As seccionais são desvinculadas juridicamente e independentes, integradas na missão de promover o desenvolvimento dos profissionais de RH e gestores de pessoas por meio de eventos, pesquisas e troca de experiências, além de colaborar com os poderes públicos e demais entidades nos assuntos referentes à sua área de atuação.

Filiada à WFPMA (World Federationof People Management Associations) e à FIDAGH (Federación Interamericana de Asociaciones de Gestión Humana), a ABRH-Brasil é cofundadora e integra a CRHLP (Confederação dos Profissionais de Recursos Humanos dos Países de Língua Portuguesa), fundada em 2010.

Última atualização em Seg, 20 de Novembro de 2017 17:23
 

Receita Selecta: Bolo Mousse Floresta Negra


De origem alemã, mas muito apreciada no Brasil, é uma pedida perfeita para as festas de final de ano

 

duas

 

Selecionamos uma receita inspirada no país de origem dos fundadores da marca Selecta Chocolates, a Alemanha, para comemorar as datas especiais de fim de ano. Isso porque o tradicional bolo de floresta negra nasceu no mesmo país. 


Na receita abaixo apresentamos o bolo com recheio aerado na versão mousse.Os produtos utilizados são da linha Namur, inspirada nos famosos chocolates belgas e elaborada a partir de liquor e manteiga de cacau, e na Supreme, que alia praticidade, bom rendimento e cremosidade. Confira!

BOLO MOUSSE FLORESTA NEGRA
Rendimento: 1 unidade de 24cm de diâmetro | Tempo de Preparo: 120 minutos

INGREDIENTES:

Massa
•        6 ovos 
•        185g ou 1 xícara (chá) de açúcar refinado
•        115g ou 1 xícara (chá) de farinha de trigo
•        50g ou 1/2 xícara (chá) de Chocolate em Pó Selecta Supreme 50% Cacau
•        45g ou 2 colheres (sopa) de manteiga derretida

Recheio e Cobertura
•        300g ou 1 e ½ xícaras (chá) de Chocolate Blend Selecta Namur 
•        300g ou 1 e ½ xícaras (chá) de creme de leite
•        300g ou 1 e 1/3 de xícaras (chá) de mistura líquida para chantilly* 
•        200g de cereja em calda
•        Cereja com cabo para decorar
•        Raspas de chocolate para decorar

MODO DE PREPARO:

Massa
Em uma batedeira, bata os ovos até dobrar de volume. Aos poucos, acrescente o açúcar em velocidade baixa. Aumente a velocidade da batedeira e bata por mais 3 minutos. Desligue e acrescente a farinha de trigo e o chocolate em pó aos poucos. Misture delicadamente. Por último, acrescente a manteiga derretida. Despeje a massa em uma assadeira redonda de 24cm de diâmetro, forrada com papel manteiga, e asse em forno preaquecido a 160°C por, aproximadamente, 35 minutos. 

Recheio Mousse de Chocolate
Derreta o chocolate blend seguindo as instruções descritas na embalagem. Aqueça o creme de leite e misture. Bata a mistura líquida para chantilly e, então, misture ao preparo anterior. Reserve.

MONTAGEM:
Corte a massa em dois discos. Umedeça com a calda da cereja e recheie com metade da mousse de chocolate. Coloque as cerejas picadas sobre a mousse e a outra metade da massa e, então, cubra todo o bolo com o restante da mousse. Decore com raspas de chocolate e cerejas com cabo.

*A mistura líquida para chantilly pode ser substituída pelo mesmo peso de creme de leite fresco 35% de gordura gelado.

Última atualização em Seg, 20 de Novembro de 2017 17:01
 

‘Jogos Mortais: Jigsaw’ recebe classificação indicativa de 18 anos no Brasil

Jogos Mortais (Saw), a maior franquia de terror, que entrou no Guiness World Records com US$874 milhões de dólares arrecadados em bilheterias no mundo todo, retorna às telas de cinema do Brasil com seu novo filme “Jogos Mortais: Jigsaw”, após um hiato de sete anos.

Conhecido pelos jogos de tortura com diferentes tipos de mortes, de 2004 a 2010 os fãs da franquia se perguntam “Será que Jigsaw morreu?”.

O novo filme estreou internacionalmente 27 de outubro, e debutou em primeiro lugar, à frente de outras estreias em países da América Latina e Estados Unidos. A boa marca com o público norte-americano, que acumula US$ 16,25 milhões em bilheteria até o momento, só reforça a força do lançamento.


Com uma qualidade de produção acima da média, o longa não escapou do Ministério da Justiça. Mesmo com a adoção de recursos, a recomendação do órgão é que apenas os espectadores a partir de 18 anos assistam a nova fase aterrorizante de Jogos Mortais.

Com distribuição nacional Paris Filmes, o longa “Jogos Mortais: Jigsaw” estreia em circuito nacional em 30 de novembro.

Você está pronto para um novo jogo?

Assista ao trailer: https://youtu.be/IikWdXImVCM.

Sobre o filme    
O novo longa é produzido por Oren Koules, Mark Burg e Greg Hoffman e tem roteiro de Josh Stolberg e Peter Goldfinger. A direção fica por conta dos irmãos Michael Spierig e Peter Spierig (de “O Predestinado” e “Canibais”) e o elenco conta com o retorno de Callum Keith Rennie, além dos atores Matt Passmore, Clé Bennett, Hannah Emily Anderson, Laura Vandervoort, Mandela Van Peebles, Paul Braunstein, Brittany Allen e Josiah Black.Uma das maiores franquias de todos os tempos está de volta, elevando a outro patamar os vestígios dos assassinatos cometidos por Jigsaw em diferentes cenários.

 

Rombo na previdência é real e pode comprometer investimento em outras áreas importantes, diz especialista

Por Marquezan Araújo

Mesmo com o relatório da CPI da Previdência informando que não há déficit no setor previdenciário, especialistas confirmam que o rombo no sistema é real. De acordo com o coordenador de Previdência do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Rogério Nagamine, o prejuízo pode inclusive comprometer o investimento em outras áreas importantes para a população. "Esse déficit chegou a 4,9% do PIB em 2016. Os problemas incluem risco de sustentabilidade e acaba diminuindo investimento em infraestrutura, por exemplo", afirmou.

ÁUDIO: Baixe a versão desta notícia para emissoras de rádio

Durante sessões da CPI da Previdência, outro argumento usado contra a reforma é de que o rombo no setor irá sumir se os devedores pagarem a Previdência. Na opinião do economista do Departamento de Assuntos Fiscais e sociais do Ministério do Planejamento, Arnaldo Lima, a situação não é tão simples, já que os gastos com o benefício aumentaram muito nas últimas décadas. "Incluímos 14,6 milhões de pessoas nos últimos 17 anos, aumentamos o valor do benefício de R$ 274 para R$ 1.200 nesse período e a duração do benefício aumentou em quatro anos.

MAIS: Brasil terá mais aposentados do que trabalhadores ativo daqui a 40 anos

Segundo projeção da Secretaria de Previdência do Ministério do Planejamento, o déficit da Previdência deve chegar a 181 bilhões de reais, este ano. Em 2016, o déficit do Regime Geral da Previdência Social (RGPS), dos trabalhadores rurais e da iniciativa privada, alcançou o recorde de R$ 149,73 bilhões.

Reforma da Previdência

Nova Proposta

Com a resistência dos parlamentares de aprovarem a proposta original da reforma da Previdência, o governo sugeriu um novo texto menos abrangente. Para a equipe econômica do Planalto, os pontos prioritários são:

• IDADE MÍNIMA - 62 anos para mulheres e 65 para homens.

• REGRA DE TRANSIÇÃO -
 Essa regra vale para pessoas que já fazem a contribuição previdenciária. O objetivo é diminuir o impacto da reforma para as pessoas que estariam perto de se aposentar. A idade mínima para essa norma é de 53 anos (mulheres) e 55 (homens). A partir de 2020 a idade mínima vai aumentando até chegar 62 anos para mulheres e 65 para homens. O aumento da idade vai ser na proporção de um ano de idade a cada dois anos.

• SETOR PÚBLICO E SETOR PRIVADO -
 Haveria uma equiparação nas regras para os trabalhadores do setor privado e do setor público estadual e municipal. Se estados e municípios não fixarem suas próprias regras em no prazo de até 180 dias após a vigência das novas regras, valerão as normas na reforma. 

 


Página 1 de 232
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.