Lesões em corpos indicam que airbus caiu 'de barriga'

São Paulo (AE) - As características e a extensão das lesões encontradas nos corpos de 43 das 49 vítimas do voo 447 da Air France já periciadas em Fernando de Noronha sugerem que ao menos parte do Airbus A330 caiu de “barriga” no mar. Na última terça-feira (16), o comando militar informou que mais um corpo foi avistado e recolhido pela Corveta Caboclo - dessa forma, já foram resgatadas 50 das 228 pessoas a bordo. Ontem, a Fragata Bosísio chegou às proximidades de Fernando de Noronha com os seis corpos anteriormente encontrados pelo navio-anfíbio francês Mistral.

Peritos ouvidos pela reportagem dizem que praticamente 95% dos cadáveres até agora apresentavam fraturas no terço medial das pernas, nos braços e na região do quadril - semelhantes aos verificados em pessoas que caem de grande altura. Na avaliação de legistas, esse é um indício de que alguns passageiros estariam sentados em suas poltronas no momento da queda. Outro sinal é a baixa incidência de traumatismo craniano.

Se o avião tivesse caído de bico, dizem peritos, era de se supor que as vítimas apresentassem ferimentos mais severos na cabeça - sobretudo as que estavam sem o cinto. Também foram detectadas petéquias (lesão de cor avermelhada) nas mucosas de grande parte dos cadáveres. Embora estejam associadas à morte por asfixia, elas podem surgir em outras situações, como politraumatismo. “Sabemos que houve despressurização da cabine, conforme indicou uma das mensagens enviadas pelo avião. Mas ainda é cedo para afirmar que as vítimas morreram por causa disso, mesmo tendo sido encontradas petéquias em muitos dos corpos”, disse um legista.

A quantidade de roupas nos cadáveres - um importante indicativo da dinâmica do acidente - tem variado. Alguns chegaram com trajes completos e outros com pouca roupa. Entre os primeiros 16 corpos retirados do mar, por exemplo, grande parte estava despida ou com roupas mínimas. Os legistas descobriram que a maior parte das vítimas entregues ao Instituto Médico-Legal (IML) do Recife dessa forma havia sido resgatada pela fragata francesa Ventose, que pode não ter seguido o protocolo brasileiro. “Eles podem ter retirado as roupas para facilitar o resgate ou o transporte dos corpos, mas isso prejudica nosso trabalho, até porque as vestes poderiam fornecer dados importantes, como cheiro de combustível e eventuais queimaduras”, disse outro perito.

Apesar de as pistas indicarem que parte do avião pode ter chegado íntegro ao mar, a hipótese de que o jato se despedaçou no ar continua sendo investigada por legistas do IML e peritos da Aeronáutica. Os trabalhos em Recife estão sendo acompanhados de perto por duas equipes de peritos franceses - uma ligada ao Escritório de Investigação e Análises para a Segurança da Avião Civil (BEA, na sigla em francês) e outra ao Judiciário daquele país. Embora tenham trazido equipamentos (máquinas fotográficas e um raio x portátil) e estejam aptos a ajudar, os profissionais têm atuado apenas como observadores.


Documentos

A conclusão do processo de identificação das vítimas ainda não tem prazo para ser concluído, mas avança de maneira satisfatória, segundo dois legistas ouvidos pela reportagem. O grau de dificuldade varia conforme o estado do cadáver. Aqueles que estão vestidos, com documentos nos bolsos ou alianças de casamento, por exemplo, já estão parcialmente identificados. Ainda assim, os legistas foram orientados a aguardar os resultados dos outros exames, antes de comunicarem as famílias. As buscas no mar superaram na terça-feira as mil horas. O comando militar voltou a ressaltar que não há prazo para o encerramento das buscas.

 

Escritor Tobias Wolff não vem mais à Festa Literária de Paraty

SÃO PAULO – A organização da Festa Literária de Paraty (Flip) anunciou hoje uma baixa no evento. O escritor americano Tobias Wolff não virá mais, devido a problemas de saúde. Ele será substituído pelo também americano James Salter.

Professor da Universidade de Stanford, Tobias Wolff é conhecido principalmente pelo livro de memórias "O Despertar de um Homem". O volume foi adaptado para o cinema em 1993, com Leonardo DiCaprio e Robert de Niro nos papeis principais.

No lugar de Wolff, virá James Salter. O escritor lançou seu primeiro livro no final dos anos 1950, após serviu na força aérea americana durante a Guerra da Coreia. No ano passado, uma seleção de contos seus foi lançada no Brasil com o título de "Última noite".

Salter participará da mesa Segredos de Família com a escritora irlandesa Anne Enright, no sábado (04/07), às 15h. A Flip 2009 tem entre seus principais destaques o biólogo Richard Dawkins, do jornalista Gay Telese e o escritor António Lobo Antunes, entre outros.

Veja abaixo a programação alterada:

Quarta-feira (01/07)

- 10h, Conferência de abertura
Davi Arrigucci Jr.

Quinta-feira (02/07)

- 10h, Mesa 1: "Novos traços"
Rafael Coutinho
Fábio Moon
Gabriel Bá
Rafael Grampá
Mediação: Joca Reiners Terron

- 11h45, Mesa 2: "Separações"
Rodrigo Lacerda
Domingos de Oliveira
Mediação: Paulo Roberto Pires

- 15h, Mesa 3: "Verdades inventadas"
Tatiana Salem Levy
Arnaldo Bloch
Sérgio Rodrigues
Mediação: Beatriz Resende

- 17h, Mesa 4: "China no divã"
Ma Jian
Xinran
Mediação: Angel Gurría-Quintana

- 19h, Mesa 5: "Deus, um delírio"
Richard Dawkins
Mediação: Silio Boccanera

Sexta-feira (03/07)

- 10h, Mesa 6: "Evocação de um poeta"
Heitor Ferraz
Eucanaã Ferraz
Angélica Freitas
Mediação: Paulo Henriques Brito

- 11h45, Mesa 7: "A névoa da guerra"
Atiq Rahimi
Bernardo Carvalho
Mediação: Beatriz Resende

- 15h, Mesa 8: "Sentidos da transgressão"
Edna O’Brien
Mediação: Liz Calder

- 17h, Mesa 9: "O eu profundo e outros eus"
Mario Bellatin
Cristovão Tezza
Mediação: Joca Reiners Terron

- 19h, Mesa 10: "Sequências brasileiras"
Chico Buarque
Milton Hatoum
Mediação: Samul Titan Jr.

Sábado (04/07)

- 10h, Mesa 11: "O dissonante século XX"
Alex Ross
Mediação: Arthur Dapieve

- 11h45, Mesa 12: "Entre quatro paredes"
Sophie Calle
Grégoire Bouillier
Mediação: Angel Gurría-Quintana

- 15h, Mesa 13: "Segredos de família"
Anne Enright
James Salter
Mediação: Liz Calder

- 17h, Mesa 14: "Fama e anonimato"
Gay Talese
Mediação: Mario Sergio Conti

- 19h, Mesa 15: "Escrever é preciso"
António Lobo Antunes
Mediação: Humberto Werneck

Domingo (05/07)

- 11h30, Mesa 16: "As sem-razões do amor"
Catherine Millet
Mediação: Maria Rita Kehl

- 14h30, Mesa 17: "O futuro da América"
Simon Schama
Mediação: Lilia Moritz Schwarcz

- 16h15, Mesa 18: "Antologia pessoal"
Edson Nery da Fonseca
Zuenir Ventura
Mediação: Humberto Werneck

- 18h, Mesa 19: "Livro de cabeceira"
Convidados da FLIP leem trechos de seus livros prediletos

 

Egon falar ao Omelete sobre Caça-Fantasmas 3

Harold Ramis diz que Ivan Reitman está dentro, como consultor

16/06/2009 Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Durante nossas entrevistas com o elenco e equipe da comédia Ano Um (Year One), aproveitamos para perguntar a Harold Ramis, diretor da produção, sobre seu aguardado próximo projeto como ator, produtor e roteirista, Caça-Fantasmas 3.

O cientista Egon Spengler da série disse que "se conseguirmos um bom roteiro, faremos. Acho que nenhum de nós sente que precisa realizá-lo pra ajudar nas nossas carreiras ou coisa do tipo. Mas se as pessoas querem ver mais um, vamos tentar entregá-lo a elas. Mas só se for bom".

"Há um roteiro de verdade em produção. Escrevemos a história - Ivan Reitman, Dan Aykroyd e eu somos consultores. Bill Murray disse que quer fazer. Ernie Hudson é certeza. Quase todo mundo disse que volta. Rick Moranis está afastado da indústria há alguns anos. Tudo vai depender da qualidade. Não queremos destruir uma franquia que todos amam com uma sequência ruim", completou.

Confira abaixo a conversa, conduzida pelo nosso corre

 

Uma Noite no Museu 2 é a estreia da semana!

                                           Uma Noite no Museu 2 é a estreia da semana!

O ex-vigia de museu Larry Daley (Ben Stiller) deixou seu posto para abrir seu negócio próprio, mas de vez em quando volta ao Museu de História Natural para rever os amigos, que na verdade são bonecos que ganham vida durante a noite.

O problema é que o museu está prestes a ser reformado e várias peças são enviadas para o Instituto Smithsonian, em Washington. Certo dia, Jedediah (Owen Wilson), o pequeno caubói, liga desesperado para Larry, pois o faraó Kahmunrah (Hank Azaria) despertou e ameaça não só o museu, mas todo o planeta.

 

Título OriginalNight at the Museum: Battle of the Smithsonian
DireçãoShawn Levy
ElencoBen Stiller, Amy Adams , Owen Wilson, Hank Azaria, Robin Williams, Christopher Guest e Alain Chabat
RoteiroBen Garant e Thomas Lennon
Ano2009
PaísEUA/ Canadá
Duração105 minutos
ClassificaçãoLivre
Sitewww.umanoitenomuseu2.com.br

Quando a sorte finalmente parece estar do lado do sonhador Larry Daley (Ben Stiller), o vigia noturno do museu, é obrigado a se despedir de seus amigos que serão substituídos por imagens holográficas, numa tentativa de tornar o Museu de História Natural mais interativo. Seus companheiros históricos estão sendo empacotados e enviados para o Arquivo Nacional do Museu Smithsonian, em Washington.

Menos de 24 horas depois, Larry recebe um telefonema de Jedediah (Owen Wilson) e descobre que a tábua de Ahkmenrah foi levada por engano, o que faz com que os ocupantes do Smithsonian ganhem vida. Para salvar seus amigos, Larry precisa ir até Washington combater Kahmunrah (irmão de Ahkmenrah, o 5º Faraó e o mais temido soberano das Sete Pirâmides), o gângster americano Al Capone, Ivã, o Terrível (primeiro imperador da Rússia a ter o título de czar) e o famoso general e imperador francês Napoleão.

Em meio a toda essa confusão, Larry estabelece uma relação especial com Amelia Earhart, que o ajuda a colocar ordem nesse caos e salvar o museu enquanto eles se descobrem apaixonados.

 

 

 

 


Página 573 de 573
Copyright © 2011 Acontece Curitiba. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por LinkWell.